Saúde Física

Vinho branco ou tinto, qual é o melhor?

Vinho branco ou vinho tinto: qual a diferença?

Saiba as principais diferenças e características de cada tipo de vinho para harmonizar com cada ocasião.

In Vino Veritas, ou “no vinho está a verdade”.

O provérbio em latim não mente: a bebida acompanha o dia a dia de homens e mulheres desde a Antiguidade.

Mesmo assim, uma dúvida ainda persiste.

Quais as melhores ocasiões para degustar um vinho tinto ou branco?

Um bom vinho não depende apenas da qualidade das uvas e da fermentação.

Para um paladar mais apurado, a bebida precisa harmonizar com o tipo de comida, o clima da região, a ocasião, entre outras variáveis importantes.

No Brasil, o tinto é o campeão de vendas.

Pesquisa do Ibravin (Instituto Brasileiro do Vinho) indica que essa cor corresponde a mais de 80% do consumo interno no país.

O vinho branco, mais condizente com o clima tropical, detém 13%.

Mas antes de definir a cor, é preciso escolher uma bebida que tenha qualidade – e algumas dicas são fundamentais para isso.

Vinho branco ou tinto, qual o melhor?

A primeira é avaliar a garrafa.

A rolha, por exemplo, deve estar rente ao bico. Já a cápsula precisa estar inteira.

O rótulo também traz informações relevantes para determinar a qualidade do vinho.

Além de trazer o tipo de uva, a embalagem costuma fornecer informações sobre a safra, a região de produção e até as denominações de origem, que certificam a bebida.

Além disso, algumas lojas, supermercados e restaurantes permitem que o consumidor visite a adega e possa ver as condições de armazenamento.

Outra boa opção é conversar com o sommelier que trabalha nestes estabelecimentos ou ver as dicas se for comprar pela Internet.

Após essas dicas, você conseguirá avaliar um bom vinho e pode passar para a etapa seguinte: escolher a cor da bebida que irá combinar com cada ocasião.

Confira as principais diferenças entre o vinho tinto e o branco.

Tinto: o clássico

É considerado o tipo de vinho mais tradicional.

Ele pode ser obtido por meio das uvas tintas e tintureiras e é produzido em diversos países do mundo, com diferentes climas, tipos de solo e grande variedade de uvas.

A mais famosa é o Cabernet Sauvignon, considerado nada menos do que o tinto mais famoso do mundo. Merlot, Pinot Noir e Cabernet Franc são outras uvas populares para esta cor.

Cada uma possui uma característica que define a bebida resultante de sua fermentação.

Além disso, as diferenças também acontecem em relação ao corpo.

Há tintos mais leves e jovens, mas há também as bebidas mais encorpadas, com um teor alcoólico mais elevado, resultantes de um processo de envelhecimento mais elaborado.

Quando usar o tinto?

Resultado de imagem para vinha branco ou tinto

Um bom vinho tinto é o acompanhante perfeito para um clima mais frio por ser mais encorpado do que o branco.

Ele deve ser servido a temperatura ambiente e é o campeão na pedida para jantares românticos e confraternizações.

O tinto harmoniza com carnes vermelhas, como a bovina e a caprina, pouquíssimos tipos de peixes, como o bacalhau, queijos com sabor mais forte, como o gorgonzola, e principalmente com uma grande variedade de massas e suflês.

Para degustar um bom tinto, existem pratos clássicos.

O Filé ao Molho Madeira, o Spagheti al Pomodoro, o Nhoque com ragú de cordeiro e a tradicional Pizza Margherita são boas pedidas.

Mas tente combinar também com o Risoto de Bacalhau ou a Picanha ao forno.

Branco: o refrescante

Ao contrário do que muita gente pensa, o vinho branco não é obtido apenas das uvas brancas.

Na verdade, a produção pode utilizar uvas tintas sem problema, desde que se retire a casca da fruta para não afetar a sua pigmentação.

Ele é mais refrescante do que o tinto e deve ser servido entre 8 e 12 graus ou, se for espumante, no máximo a 8 graus.

Por conta disso, ele é recomendável para regiões tropicais, como o Brasil.

Seu gosto também é mais adocicado e sua acidez é predominante.

A uva Chardonnay é a mais famosa e popular na fabricação do vinho branco.

Além dela, a Sauvignon Blanc e a Semillon também são bastante utilizadas.

Normalmente essas bebidas são mais leves e jovens, mas há alguns rótulos que passam por processos de envelhecimento.

Quando usar o branco?

Por serem mais refrescantes, os vinhos brancos são os preferidos para noites mais quentes ou almoços e jantares mais leves.

A bebida também é a campeã para celebrações como casamentos, formaturas e aniversários.

Uma característica importante é que ele consegue acompanhar várias etapas de uma refeição, desde a entrada até a sobremesa, passando pelo prato principal.

Peixes, frutos do mar, carne branca, saladas, alguns doces… todos harmonizam com o vinho branco.

Um Filé de Salmão é um prato que cai muito bem com a bebida e ótima receita tanto para almoços quanto para jantares.

Um risoto de camarão também é delicioso com uma taça de vinho branco.

Já o Creme Brûlée é uma ótima sobremesa.

Branco x Tinto: a ocasião e o gosto define

Resultado de imagem para vinha branco ou tinto

Não há vinho melhor ou pior: o que determina o sucesso de uma boa taça de vinho é a ocasião, a harmonização com o prato e o clima e a qualidade da safra.

Logo, há situações em que o tinto é a melhor escolha; em outras, é recomendável utilizar o branco.

fone: divinho

Veja como tomar um vinho na taça mais correta. Clique aqui para saber mais

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *