Dicas de Viagem

Viajar é incrível, mas nada de mala extraviada!

extravio de malas de idosos no aeroporto

Nossas dicas de turismo do AVôVó falam muito sobre os destinos mais apropriados e roteiros interessantes, mas já falamos algumas coisas sobre segurança. Essa temática volta para evitar perder sua mala no aeroporto.

Viajar é maravilhoso. Conhecer novos lugares e experimentar sensações únicas, mas todos nós já passamos por situações difíceis. Entre elas: ter a bagagem extraviada. Isso acontece quando a mala é despachada no guiché do aeroporto, mas, nunca se sabe o motivo, sofre atraso, roubo ou perda – isso mesmo, ela some. Além disso, em alguns casos, a mala sofre uma violação leve – quase que imperceptível – e é colocada no mesmo lugar, mas o viajante já teve objetos furtados. A vitima só percebe quando chegou em casa e pouca coisa pode ser feita.

mala de idosos extraviada

O site Catraca livre divulgou do Relatório de Bagagem da Sita, empresa especializada em tecnologia para aeroportos, e apontou que em 2016 foram registradas 21,6 milhões de malas perdidas ou entregues com atraso para passageiros do mundo todo. A média parece baixa, mas estar nela é extremamente desagradável. O próprio estudo indica as situações mais propicias para o desvio da bagagem: voos de conexão, responsável por 47% dos casos; erro de carregamento no avião, com 16%; problemas nas etiquetas e questões de segurança, com 15%; contratempos nos aeroportos – problemas inesperados – representam 10% das ocorrências.

Selecionamos algumas dicas para evitar essa situação. Veja as dicas:

Mala extraviada de idoso

Começa no check-in:

Poucas pessoas sabem que é possível declarar à empresa aérea os itens contidos na mala despachada.

O registro fica com o passageiro e com o funcionário do aeroporto;

Ao despachar a bagagem:

Verifique que o destino foi colocado corretamente;

Sua mala é padrão:

Malas pretas, com estilo padronizado e sem detalhes são mais fáceis de perder.

Cores chamativas e detalhes singulares ajudam bastante;

Quem é o dono:

Coloque etiquetas ou pingentes que contenham suas informações;

Não perca nenhum conteúdo do Portal Avôvó! Informe seus dados e receba atualizações por e-mail.



 

Guarde fotos e nota fiscal:

Facilita muito na hora de comprovar o valor de seus pertences caso precise acionar o seguro ou entrar em uma ação judicial;

Bagagem de mão:

Documentos pessoais, dinheiro e equipamentos eletrônicos de pequeno e médio porte devem ser carregados pelo passageiro.

Caso não seja possível, aloque esses pertences no fundo da mala.;

Enganar os bandidos:

Coloque pertences de alto valor em caixas térmicas ou caixas de sapato. Eles passam batido e julgam não valer a pena roubar;

A mala deve ficar com você:

Não deixe a mala sozinha nem um minuto, carregue ela com você até na hora de ir ao banheiro;

Não perca tempo:

Uma bagagem sem dono é alvo fácil;

Pegou a mala? Abra:

Verifique tudo e certifique que nada foi roubado;

Mala extraviada de idoso

As dicas ajudam, mas não são garantia que nada vai acontecer. Por isso, caso a bagagem seja extraviada, a empresa tem um prazo para entregá-la no endereço indicado pelo proprietário. Após esse limite, a companhia aérea deve indenizá-lo. No caso de furtos, além de comunicar a empresa, o passageiro deve realizar um boletim de ocorrência junto à polícia para averiguar o fato. Boa viagem!

Veja também no Portal AVôVó:

Mala a ser despachada no avião e bagagem de mão: o que é permitido?

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *