Internacional, Nacional

Uma viagem mais tranquila e segura para os idosos

O Vovô e a Vovó querem viajar

Veja as 8 dicas do portal Avôvó para facilitar sua viagem. Independentemente da disposição e energia, o idoso deve se prevenir para não sofrer por descuidos e mal planejamento.

Minha avó tem 86 anos e gosta de viajar. Nada mais justo, pois ela já cumpriu com todas as obrigações da vida e deve aproveitar a disposição para conhecer lugares e pessoas. Energia não falta, inclusive dona Odete deve ser mais ativa que muito jovem, e ficar em casa ou perder oportunidade de passear com o grupo de amigas não é uma opção.

Apaixonada por roteiros históricos, bons restaurantes e infraestrutura moderna, ela valoriza muito as viagens que já fez e sempre está disposta a fazer a próxima. A média está em torno de duas vezes por ano, possibilitando atender aos muitos destinos que se pontuam como sonhos.

O Vovô e a Vovó querem viajar

Orlando, Paris, Lisboa, Madrid, Roma, Patagônia, Bueno Aires, uns 12 estados pelo Brasil e muitos que estão na lista para conhecer. No entanto, apesar de ser uma idosa diferenciada, ela é uma idosa. A terceira idade requer alguns cuidados a mais para evitar imprevistos que possam estragar a viagem. Coisinhas, nada complicado, para facilitar a vida do idoso que viaja com você.

Selecionamos algumas dicas para você não esquecer nada e te ajudar a preparar sua próxima viagem ou, caso você seja o filho, neto ou amigo, orientá-los. Boa viagem!

  • Qual será o destino?

Pode parecer mentira, mas minha avó sempre fala que entre as maiores vontades está o desejo de conhecer o Japão. Isso é um bom exemplo, pois a distância e as muitas horas de voo tornam isso quase que impossível. A melhor solução seria a passagem executiva – extremamente cara -, todavia, como minha vó sempre viaja com as amigas, todas as pessoas do grupo precisariam ter condições financeiras para tanto.

Outro ponto, planeje voos com poucas ou nenhuma conexão.

Além disso, roteiros como a Europa não se figuram muito bem. Nem sempre podemos voltar várias vezes para não depender de dias cheios, com caminhadas extensas e escadarias compridas. O velho continente também não figura como uma boa opção no quesito banheiros.

O Vovô e a Vovó querem viajar

  • Faça exames de rotina e consulte seu médico

O médico que acompanha a pessoa ao longo dos últimos anos é a melhor pessoa para confirmar se o idoso pode enfrentar horas de avião e dias longe de casa. O especialista pode indicar boas opções de hospitais na região que você vai visitar, caso seja necessário.

  • Faça um seguro saúde

A maioria dos pacotes de viagem tem opções de seguro saúde e alguns cartões de crédito também, mas sempre vale a pena consultar seu plano de saúde – caso você tenha – e confirmar se tem cobertura em outros estados ou no exterior.

  • Cuidado na hora de fazer a mala

Os aeroportos mudam suas regras e ampliam a fiscalização na hora de passar pela alfandega. Por exemplo, não é permitido transportar tubos de metal – spray de cabelo – ou aquelas tesouras para cortar a unha. Caso você tenha esses itens na mala pode ocorrer o transtorno de ser parada. Evite!

o Vovô e a Vovó querem viajar

  • Toma remédios?

Fundamental não só para os idosos, mas para qualquer pessoa que toma remédios com regularidade. De qualquer maneira, a maioria dos idosos têm medicamentos de uso continuo que não podem ser esquecidos, pois nem sempre são acessíveis na região do destino.  Uma dica boa é colocar os remédios naquelas caixinhas de plástico separadas por dia para facilitar a vida. Mas sempre leve alguns a mais. Vai que o voo de volta é cancelado, ou alguma coisa acontece.

  • Mantenha as informações essenciais com você

Caso aconteça de se perder e não encontrar as pessoas que te acompanham na viagem ou, se estiver sozinha(o), sair na estação errada, o melhor é ter no bolso o endereço do hotel, seu nome, telefone de alguém que possa te ajudar e outras que julgar necessário.

  • Hidratação

o Vovô e a Vovó querem viajar

Não apenas no avião, mas durante toda a viagem. A idade não é limitante, mas você é mais sensível e a hidratação é essência. Por isso, uma garrafinha de plástico sempre com água na bolsa não vai pesar muito e vai garantir seu bem-estar. Além disso, mantenha uma alimentação equilibrada e não exagere.

  • Mais dias, mais tempo entre as atividades

Não adianta correr. Portanto relaxe e faça as coisas sem pressa. Programe menos atividades em um dia ou tente colocar um passeio que exija mais antes ou depois de um leve. Nada de bater perna o dia inteiro e reserve mais tempo para chegar aos locais, especialmente aeroportos.

 

Não perca nenhum conteúdo do Portal Avôvó! Informe seus dados e receba atualizações por e-mail.



 

Veja também no Portal AVôVó:

Viajar em grupo, solução e diversão para a terceira idade

AnteriorPróximo
Claudio Mello
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *