Utilidades

Um bom papo na terceira idade é precioso

Um bom papo na terceira idade é precioso.

As amizades tornam-se ainda mais importantes à medida que envelhecemos.

300x250_25_desconto_cupom

Os médicos são unânimes em afirmar que conviver com amigos diariamente pode tornar a vida dos idosos mais longa e feliz, prevenindo até mesmo doenças.

A assistente social e advogada, Rosete Gomes, de 59 anos, tem amigos com quem se relaciona há quase 40 anos.

Em um grupo de rede social, ela mantém 270 amigos com quem conversa todos os dias.

São colegas da faculdade que se reencontraram e não desgrudam mais.

Segundo ela, os amigos a procuram para tudo: “dou conselho, levo para balada, malhamos juntos e até benzimento já dei para curar espinhela caída.

Sem meus amigos acho que eu não teria essa vitalidade toda, esse desejo de viver e continuar ajudando”, afirma Rosete Gomes.

E ela, de acordo com os médicos, está muito certa.

Ter amigos mais próximos ajuda na formação de sinapses cerebrais, ampliando a atividade neural, o que mantém o cérebro mais jovem do que a sua idade real.

Um bom papo e as amizades na terceira idade

Resultado de imagem para idosos conversando"

Amizade é fundamental

Para o professor de Educação Física João Paulo Cardoso Marchesi, que atua pelo plano de saúde MedSênior no treinamento físico de idosos, ter amigos é fundamental em qualquer idade, mas a partir dos 60 anos, quando o cérebro entra em declínio, estar em contato com pessoas de diversas idades faz com que o cérebro entenda que ele precisa se manter ligado ao que se passa à sua volta.

“O contato com amigos mais próximos serve até mesmo para a inclusão do idoso nos meios tecnológicos, como o uso de celulares modernos, redes sociais, tablets e notebooks.

Isso incentiva o cérebro, estimula o corpo e libera hormônios que mantém a sanidade do conjunto” afirma.

Ainda de acordo com João Paulo, as amizades sólidas e confiáveis são mais determinantes para a boa saúde e a felicidade de um indivíduo idoso do que sua relação com parentes.

“Isso porque os familiares já têm uma postura de proximidade, estão no dia a dia do idoso e não costumam questionar ou debater.

Os amigos, discordam, brigam e estão juntos menos tempo e, geralmente, fora do ambiente do lar.

Isso estimula a convivência e a troca de experiências”, avalia.

Um bom papo e as amizades na terceira idade

Resultado de imagem para idosos conversando"

Interação

A interação social é um fator de proteção no envelhecimento saudável e ativo, pois, por meio do cuidado que prestamos e recebemos dos amigos, damos manutenção no nosso sentido de controle pessoal, resultando em bem-estar psicológico.

Além disso, diferente dos familiares, nossos amigos foram escolhidos por nós, por meio da confiança conquistada e afinidades em comum.

Socializar

Manter contato com bons amigos garante bem-estar e qualidade de vida na terceira idade.

Segundo uma pesquisa realizada em Harvard, pessoas que se relacionam e possuem contato com boas amizades são mais feliz.

O convívio social mantém o cérebro ativo e ajuda a prevenir demência.

Laços

Participar de excursões para a terceira idade, de grupos de dança (ou outras atividades) para idosos ou simplesmente cultivar o hábito de reunir os amigos em casa para uma refeição especial e um bom bate-papo são excelentes alternativas para fortalecer os laços.

Atividades

Participe de atividades em centros para idosos – alguns até oferecem transporte.

Envolva-se com organizações de serviços locais ou um programa de voluntariado nacional.

Junte-se a um clube que compartilhe um passatempo favorito, como tricô, clube de livros ou jardinagem.

fonte: gazeta on line

Amigos na terceira idade fazem mais bem para a saúde que parentes. Saiba aqui como

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *