Frutas

Eis o tomate: uma fruta que você tem que conhecer nos detalhes

o consumo de tomates pelos idosos

Incluir o tomate na alimentação é sinônimo de saúde.

Porém, a maneira de consumi-lo é ainda mais importante para aproveitarmos melhor os seus nutrientes.


Veja aqui essas formas de preparo!

O tomate está em uma importante e seleta lista dos alimentos mais consumidos no mundo.

Não é para menos, afinal, além do sabor que ele gera à qualquer receita, ele possui riquezas nutricionais que ajudam a saúde do nosso corpo de uma forma geral.

Contudo, você sabia que a forma em que consumimos esse fruto é determinante para aproveitarmos os seus benefícios.

Seja como suco, nas saladas ou como molho, esse ingrediente possui segredinhos que podem ou não potencializar a sua refeição.

Confira!

Geralmente, quando o assunto é fruta, legumes ou verduras, acreditamos que o consumo mais apropriado seja o cru, ou “in natura”, para obtermos mais nutrientes.

De fato, na grande maioria é, mas, com o tomate, é diferente.

Para inseri-lo e aproveitarmos ao máximo os seus benefícios, é necessário prepará-lo de forma correta, principalmente de maneira processada ou cozida.

A nutricionista Luciana Fiorese explica:

O tomate e os idosos

“Um tomate mediano, de 150 g, apresenta somente 35 calorias e 0% de colesterol, sódio e gordura saturada.

Mas essas vantagens podem ser aproveitadas se consumimos o tomate processado e cozido, pois nosso corpo absorve melhor o licopeno dessa maneira do que consumindo-o cru ou em sucos, por exemplo”, ressalta a profissional.

Quais são os principais nutrientes do tomate?

Do contrário do que muitos pensam, o tomate não é um legume ou verdura, o alimento de cor avermelhada é uma fruta extremamente rica em nutrientes fundamentais para o nosso organismo.

Inclusive, a substância responsável pela sua cor, o licopeno, é um poderoso antioxidante que age em benefício das células do nosso corpo, retardando o envelhecimento e beneficiando o sistema imunológico.

Segundo Luciana Fiorese, o tomate é fonte de diversos benefícios para a nossa saúde:

“É rico em vitaminas A, B, C, PP e K, em minerais como o fósforo, cálcio, zinco, magnésio, potássio, sódio e manganês, e bioflavonoides”, destaca a profissional.

O tomate e os idosos

Mais benefícios:

Os nutrientes da fruta ajudam a combater diversos tipos de câncer como o de mama, pulmão, esôfago, próstata e pele, além disso, beneficia o bem-estar do coração, prevenindo as doenças cardiovasculares.

O tomate também é responsável por fortalecer a saúde dos ossos e melhorar a visão e, por ser fonte de potássio, um mineral muitas vezes escasso na alimentação dos brasileiros, o alimento ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, controlando o diabetes e evitando a hipertensão arterial, derrames, artrite e distúrbios digestivos.

Será que só faz bem o tomate?

O tomate e os idosos

Uma pesquisa feita com tomates revelou que consumir a fruta todos os dias pode inibir a produção de uma enzima importante para o organismo humano, por agir no sistema nervoso central.

Foram utilizados tomates comprados em dez supermercados de Curitiba e o objetivo era descobrir que efeitos o agrotóxico causa no corpo.

“O mesmo dano que ele causa no inseto, ele causa no homem”, explica o professor de toxicologia da Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), Sérgio Fontoura.

A falta da substância Acetilcolinesterase, a longo prazo pode provocar problemas de saúde.

Os batimentos cardíacos podem ficar mais lentos, a pressão arterial diminuir e a circulação do sangue é prejudicada.

As pessoas acostumadas a comer muito deste fruto devem tomar alguns cuidados como: lavar muito bem a fruta, retirar as partes de cima e de baixo, que acumulam mais agrotóxicos, e se deve se evitar consumir tomate verde.

É verdade que semente de tomate faz mal?

O tomate e os idosos

O tomate é rico em antioxidantes e nutrientes como a vitamina C, e tem poucas calorias.
Mas você já ouviu falar que a semente do tomate faz mal para os rins? E acreditou?

1. Semente de causa pedras nos rins: MITO.

As sementes não causam pedras nos rins nem aumentam as chances de ter doenças renais, mas se você já tem pedras de oxalato de cálcio no rins, é melhor retirar as sementes do tomate antes de comer.

2. Semente piora a crise de diverticulite: VERDADE.

As sementes pioram a crise de diverticulite, quando a pessoa sente dor e precisa fazer uma dieta pobre em fibras.

No entanto, elas não aumentam os riscos de ter diverticulite ou de iniciar uma nova crise, podendo ser consumida sem medo quando a doença estiver controlada.

O tomate e os idosos

3. Semente é proibida na gota: MITO.

A semente pode ser consumida por quem tem gota, pois o tomate contém pouca quantidade de purina, substância que participa da formação do ácido úrico e por isso não faz tão mal como as carnes.

Órgão em que o tomate atua trazendo benefícios

Órgão em que o tomate atua trazendo benefícios

4. Protege contra o câncer de próstata: VERDADE.

É um importante aliado para a prevenção de diversas doenças, inclusive alguns tipos de câncer como na próstata e de cólon, devido à presença de substâncias antioxidantes como o licopeno e vitamina C.

5. Semente faz mal para o pâncreas e a vesícula: MITO.

As suas sementes na verdade contribuem para a saúde do pâncreas e da vesícula, pois ajudam o bom funcionamento de todo o sistema digestório e na eliminação de toxinas.

Além do pâncreas e da vesícula, o tomate também ajuda a combater doenças do fígado.

O tomate e os idosos

6. Semente ajuda a afinar o sangue: VERDADE.

O gel que recobre a semente do tomate ajuda na prevenção de coágulos no interior dos vasos sanguíneos, o que protege o organismo de problemas como infarto e AVC.

Além disso, o tomate também ajuda a prevenir o colesterol alto e doenças cardíacas.

7. Tem muito agrotóxico: VERDADE.

Ele tem um elevado teor de agrotóxicos que são utilizados na sua produção, mas esse problema pode ser diminuído lavando bem esse vegetal e retirando a sua casca antes de comer, ou optando pelo tomate orgânico na hora da compra.

fonte: g1, tuasaude

Veja também no Portal AVôVó:

Como plantar tomates em vasos

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *