NETOS

Sua segurança, a de seus familiares e netos. Veja as dicas

a segurança dos idosos e de seus familiares

O AVôVó, sabe muito bem que a prevenção é um dos melhores caminhos a seguir no tocante a segurança.

Se prevenir com a segurança dos netos, da sua família, estar desperta(o) em relação as drogas que tanto “fere” as famílias atualmente é nossa obrigação.

Além disso, proteger bem a casa, nosso carro e ter algumas atitudes quando de riscos que podemos correr, faz parte de uma série de atitudes que devemos tomar.

Logicamente que, no tocante aos netos e crianças o que sempre prevalecerá inicialmente é aquilo que os pais recomendam aos seus filhos e nos compete apenas reforçar essas orientações para que sejam cumpridas pelos queridos netos.

Vejam algumas das recomendações:

Cuidado com as crianças

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

A vida em nossa cidade é cada dia mais agitada.

Isso não pode implicar na falta de diálogo com nossos netos.

Converse muito com eles: é o melhor meio de prepará-los para uma vida adulta sadia e produtiva.

Recomende às crianças:

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

Para não aceitarem convites de estranhos para passear em carros, entrar em casas, terrenos ou garagens, mesmo que atraídas pela promessa de doces, chocolates, sorvetes ou refrigerantes.

Esse é um recurso bastante usado por maníacos, tarados e sequestradores.

Alerte-as para pedir ajuda a um policiaI.

Oriente-os para irem e voltarem das aulas em grupos.

Se puder, conduza seus netos à escola ou entregue-os a pessoas de sua confiança.

Uma boa pedida é que vizinhos ou parentes se revezem na tarefa, semanalmente.

Tudo na vida tem sua hora, inclusive dirigir e pilotar automóveis e motos.

Menor conduzindo veículos representa grande risco para si próprio, para os pais e para terceiros, principalmente se  vier a envolver-se em acidentes.

Fique alerta contra as drogas

Esclarecer a seus netos, desde a infância, sobre o mal que as drogas causam ao viciado.

Conquiste a confiança de seus netos.

E melhor que eles peçam um cigarro a você, do que a um “amigo” de rua.

Converse bastante com os professores das crianças, para saber de seu aproveitamento escolar.

Acostume-se a verificar a caderneta de presença de seus netos, para saber se não tem “matado” aulas.

Mas companhias conduzem ao uso de drogas e ao crime.

Selecione as companhias de seus netos e os ambientes que eles frequentam (clubes, “bailinhos”, etc).

Sintomas mais comuns no uso de drogas por adolescentes

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

Mudança brusca de conduta (irritável e nervoso).

Inquietação, o jovem torna-se impaciente.

Aquisição de tiques nervosos e cacoetes.

Depressão, estado de angústia e insônia.

Queda do aproveitamento escolar ou desistência dos estudos.

Uso de gíria própria do mundo da droga.

Isolamento (fica a maior parte do tempo no quarto, evitando contato com amigos e familiares).

Alteração de hábitos. 0 jovem passa a dormir de dia e ficar acordado a noite.

Existência de comprimidos, seringas, cigarros estranhos (grosseiros, embrulhados a mão), pacotinhos ou saquinhos plásticos com pó branco ou erva seca entre seus pertences.

Reconheça a maconha e a cocaína

A maconha

Erva verde e seca, geralmente apresentada como torrão (prensada, amassada), acondicionada em celofane, plástico ou jornal.

Em meio a erva, existem sementes de cor marrom, polidas (parecem envernizadas) e redondas.

Tem odor característico e é consumida como cigarro ou como fumo, em cachimbo.

A cocaína

Apresenta-se geralmente como um pó branco cristalizado, semelhante ao açúcar refinado, talco ou farinha de trigo.

Quando colocada uma pequena quantidade desta substância na ponta da língua, sente-se gosto de remédio (éter ou iodo) e amortecimento local (língua anestesiada).

É consumida através de aspirações pelo nariz ou por meio de injeções na veia.

Segurança no lar

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

Dificulte a vida dos ladrões.

Instale grades nas janelas, alarme, olho mágico, trancas nas portas e nos alçapões de teto e habitue-se a usar esses recursos, principalmente a noite quando a casa estiver vazia.

Ao viajar, peça a alguém de confiança para que não deixe juntar correspondência na porta.

Peça a um vizinho que acione a polícia, caso observe movimento suspeito na casa, durante sua ausência.

Os moradores de edifícios devem exigir discrição dos empregados do condomínio, principalmente para que não comentem com ninguém quais famílias estejam viajando, quais apartamentos estão vazios ou quais os hábitos e horários dos moradores do edifício.

Não adianta deixar lâmpadas permanentemente acesas, para simular que a casa está ocupada.

É melhor pedir a um vizinho que as acenda só durante a noite ou instalar células fotossensíveis automáticas ou “timer”.

Não abra a porta para pessoas que se apresentam para oferecer serviços não solicitados (encanadores, eletricistas, etc.).

É útil o uso do interfone.

As crianças devem ser orientadas para não abrir a porta para estranhos e nem trazê-los para casa sem autorização.

Empregadas domésticas, só com referências anteriores.

Saiba o endereço da empregada ou de seus parentes.

Pressentindo pessoas suspeitas em elevadores, não entre.

Entrando suspeito no elevador, salte em qualquer andar mesmo que não seja o seu.

Quando for sair ou chegar em casa, fique atento para suspeitos nas proximidades.

Desconfiando, dê a volta no quarteirão e chame a Polícia Militar.

Suspeitando de que algum ladrão entrou em sua casa, quando você estava ausente, não entre: chame o patrulheiro do seu bairro, pois sempre é possível que os ladrões ainda estejam lá dentro.

Tenha anotado em local seguro o número de série de seus bens (TV, vídeo, som, armas, relógios, etc.).

Em caso de furto, transmita esses dados ao patrulheiro. As chances de recuperá-los serão maiores.

Cuide bem de seu carro

Para começo de conversa, não existe nenhum tipo de obstáculo (alarme, trava, etc.) capaz de impedir em 100% dos casos, o furto de um carro.

Esses recursos, porém, dificultarão a ação dos ladrões.

0 seguro contra roubo e uso de estacionamento vigiados, entretanto, continuam sendo os meios mais eficazes de se evitar prejuízo, pois os marginais agem rapidamente (até 2 minutos) e com naturalidade.

Algumas dicas, porém, são úteis:

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

Evite deixar seu carro estacionado na rua, principalmente durante a madrugada.

Desligue o carro, retire a chave do contato e tranque o veículo ao estacionar, mesmo que por poucos minutos.

Procure estacionar em ruas iluminadas e próximo a locais vigiados dia e noite.

Não deixe embrulhos, roupas, pacotes e valises à vista, dentro do carro. Isso atrai os ladrões.

Evite namorar e ou ficar conversando dentro do carro, principalmente à noite e em lugares desertos.

Não dê “caronas” para estranhos.

Não pare para discutir “fechadas” ou “batidinhas”.

É comum que ladrões provoquem isso, só para assaltar.

Procure transitar com vidros fechados, sempre que possível, e com as portas travadas.

Ao parar nos semáforos, fique atento ao retrovisor de seu carro e mantenha o veículo engatado em 1ª marcha e distante do carro da frente o suficiente para arrancar, em caso de emergência.

Esses cuidados são importantes para evitar, principalmente, furtos praticados por “garupas” de motos, que agem e fogem rapidamente, no trânsito.

Cuidado com falsos mecânicos, sempre solícitos, que aparecem “milagrosamente” para ajudá-lo em locais ermos, tão logo seu carro entre em pane.

Sinalize seu carro e peça apoio para a primeira patrulha policial que cruzar por você.

Como lidar com os assaltantes

segurança dos idosos, seus familiares, carro e casa

Estabeleça códigos de acesso a sua casa, de maneira que um dos moradores, surpreendido por assaltantes, possa avisar aos outros de que algo não vai bem.

Acionado esse código, procure ganhar tempo.

Não abra a porta e acione a Polícia Militar, informando da urgência do atendimento.

Nós lhe daremos prioridade.

Códigos entre vizinhos também podem ajudar.

Em caso de roubo, não reaja. Acredite sempre que a arma do bandido é verdadeira e está carregada.

Evite fazer gestos bruscos, que possam ser confundidos com reação de sua parte.

Procure dialogar o mais cordialmente possível com os marginais, para acalmar os ânimos e amenizar sua fúria.

Em geral, estarão mais nervosos que a vítima.

Se não houver reação, a possibilidade de violência contra as vítimas é pequena.

Assim, não se desespere.

A Policia Militar possui unidades especializadas em resgate de reféns.

Portanto, confie e tenha calma.

Assim que os bandidos deixarem o local, avise a Polícia Militar o mais rápido possível, transmitindo o ocorrido e as características dos mesmos.

fonte: Polícia Militar

Veja também no Portal AVôVó:

A importância do seguro residencial para o idoso que mora sozinho

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *