Comportamental, Saúde Física

Sexo depois da menopausa, dá para manter o desejo e ter prazer?

Flor foto criado por halayalex - br.freepik.com

Sexo depois da menopausa: como manter o desejo e ter prazer nessa fase da vida.

Mudanças como menor lubrificação vaginal não significam o fim dos orgasmos.

Antes  de mais nada, vale deixar claro que “a menopausa cessa a capacidade reprodutiva do corpo da mulher, mas não termina com a capacidade de ter orgasmo e prazer sexual”.

Quem diz isso é a sexóloga Izabel Eilert, que complementa ainda com outra verdade: “saber manter  e cuidar de sua vida sexual é um direito da mulher por toda a vida”.

Dito isso, soa estranho que a menopausa seja tão diretamente associada ao fim do desejo sexual.

Acreditar nesse mito pode ser resultado daquele conjunto de mudanças que surgem durante o período:

–  Ocorrem modificações que refletem diretamente na vida íntima, como por exemplo a mudança na lubrificação vaginal, o ressecamento da pele, certo aumento de peso.

Todos esses aspectos podem aparecer na menopausa afetando diretamente a vida sexual da mulher, mas não significam o fim do prazer erótico, dos orgasmos, do prazer sexual – explica Izabel.

Sexo depois da menopausa, dá para manter o desejo e ter prazer?

No  Brasil, a média de idade para da entrada na menopausa é 51 anos – uma fase da vida que, de acordo com a ginecologista e sexóloga Jaqueline Brendler, pode influenciar diretamente na disponibilidade para a vida sexual.

Muitas mulheres, por exemplo, já têm estabilidade  profissional e filhos que estão, no mínimo, na adolescência.

Se forem casadas, só esse fato já pode ser suficiente para que o casal esteja há algum tempo dando mais atenção à vida conjugal e à própria sexualidade.

– A vida sexual prévia à menopausa irá influenciar a continuidade da sexualidade nessa fase.

Se antes da menopausa a mulher tinha boa libido, ficava excitada e tinha orgasmo com facilidade, além de uma boa parceria sexual, a qualidade da vida sexual continuará sendo boa.

E, se você é daquelas que passa pelo período contabilizando uma dose mais do que desagradável de calorões diários, somados à secura da pele e outras alterações, vale procurar um médico.

Jaqueline explica que uma das maneiras com que a queda hormonal interfere na vida  sexual é através de alterações na saúde vaginal:

Se antes da menopausa a mulher tinha boa libido, ficava excitada e tinha orgasmo com facilidade, a qualidade da vida sexual continuará sendo boa.

– Mais especificamente na elasticidade vaginal, o que pode causar dor e disfunção da excitação sexual.

O ideal é corrigir o trofismo vaginal o mais rápido possível, pois a memória de dor não pode ser apagada com medicamentos, somente por meio de terapias como a que a sexologia oferece.

O  importante nesta fase é não descuidar de sua saúde e manter as visitas ao seu ginecologista em dia – é ele quem diz se há necessidade de uma reposição hormonal, por exemplo.

As sexólogas também lembram da importância de cuidar do seu próprio bem-estar: pratique exercícios físicos e invista na hidratação.

Além disso, as profissionais trazem dicas para que o  sexo na menopausa siga sendo um momento maravilhoso.

Autoconhecimento  é a chave

Izabel  explica que, como em todas as fases do desenvolvimento da sexualidade feminina, é importante que a mulher conheça o funcionamento do seu corpo.

– Ela precisa reconhecer como está a sua pele, o seu genital, seus pontos eróticos, compartilhar com o parceiro ou a parceira onde estão os seus pontos eróticos, seus locais de maior prazer durante o sexo.

Tudo isso ajuda muito a lidar com o corpo na fase da  maturidade-  sinaliza.

Sexo depois da menopausa, dá para manter o desejo e ter prazer?

Permita-se  tentar

Quando  é você quem toma a iniciativa, você já está a fim.

Para Jaqueline, também é importante se permitir entrar no jogo de sedução quando é o outro quem chega.

Sempre lembrando que, se depois de um tempo você não ficar excitada ou tiver vontade, é saudável desistir  da transa.

– Uma grande inimiga do desejo sexual é, na maioria das vezes, fazer sexo para agradar o outro.

Isso irá diminuir mais o apetite sexual que já estava baixo – afirma a ginecologista.

Sexo depois da menopausa, dá para manter o desejo e ter prazer?

Flor foto criado por halayalex - br.freepik.com

Mantenha o clima erótico

Para  as sexólogas, vale investir alguns minutos do dia para relembrar as práticas eróticas, prestar atenção nas suas fantasias e ativar esse lado mais quente.

Uma dica, por exemplo, é apostar no sexting – o sexo feito pela troca de mensagens.

– Ajuda a manter a libido em alta.

Depois, na hora da interação sexual, também é importante se envolver com o clima erótico: esteja conectada aos toques, às sensações, às expressões do prazer – sugere Jaqueline.

A  ginecologista lembra que você é apenas metade do casal, por isso vale investir em novidades que lhe agradem também e não pensar apenas no outro.

Outra dica para não deixar a chama morrer é, exatamente, manter a chama acesa:

– Tentar manter uma frequência de sexo, pensar em sexo com alguma frequência, assistir ou ler conteúdos eróticos e lançar mão de acessórios também são práticas saudáveis nessa etapa da vida – diz Izabel.

E  para as que não têm uma parceria sexual, a masturbação é importante para manter a libido.

Outra vantagem, de acordo com Jaqueline, tem a ver com a sua saúde: o ato ajuda a levar sangue com nutrientes ao genital, o que garante a boa saúde vaginal.

Foque  no lado bom

Começamos esta matéria lembrando que a menopausa cessa a capacidade reprodutiva do corpo da mulher.

Ou seja: você não precisa se preocupar com anticoncepção.

Essa nova fase pode vir acompanhada de mais leveza e menos ansiedade quando o assunto é sexo.

– Existem inúmeras vantagens desta fase, como por exemplo a possibilidade de sexo sem gestação, a segurança de já conhecer muito mais o seu corpo, a segurança psíquica.

fonte: gaucha zh

Veja também no Portal AVôVó:

Depois dos 50, o sexo muda para a mulher madura?

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *