Segurança

Seguro residencial para o idoso que mora sozinho

importância de ter um seguro residencial

Seguro residencial para o idoso que mora sozinho.

O seguro residencial vai além da proteção da estrutura da casa.

Veja como:

Precisamos de cuidados em todas as fases da nossa vida: em algumas mais, outras menos.

A terceira idade é uma dessas fases em que necessita uma maior proteção e cautela, justamente pelas mudanças que ocorrem no corpo.

Acidentes com idosos

O envelhecimento traz várias alterações no corpo, principalmente no sistema musculoesquelético , sendo aquele que nos mantém em equilíbrio.

A fraqueza muscular é um dos fatores que acentuam o risco de queda, que geralmente estão ligados a falta de exercício físico ou causa neurológica.

Outra causa é a tontura que o idoso pode sentir devido pressão baixa, desidratação ou ação de medicamentos.

Veja abaixo algumas circunstâncias para que os acidentes ocorram.

importância de ter um seguro residencial

Medicamentos:

Alguns medicamentos podem causar tontura ou vertigem, tanto  pelo seu excesso quanto pela composição, no chamado efeito colateral.

Visão:

Problemas de visão causados por doenças como o glaucoma.

Ortopedia:

Doenças relacionadas ao sistema locomotor como artrite e osteoporose.

Labiríntica:

Doenças associadas às estruturas responsáveis pelo equilíbrio e audição, como a degeneração desse sistema.

Cardiovascular:

Problemas de circulação do sangue.

Neurológico:

Disfunções no sistema nervoso causados por acidente vascular cerebral ou outro.

Endocrinológica:

Problemas nas glândulas endócrinas, como diabete.

Sedentarismo:

Falta de atividades físicas ou esportivas.

Muitos idosos evitam sair de casa para não sofrer quedas, porém como vamos ver a seguir, a maioria dos acidentes ocorrem dentro de casa.

A gravidade de fratura aumenta conforme a idade, podendo levar até a incapacidade de locomoção.

Os locais mais atingidos no corpo são os braços, quadril, tornozelos, mãos, pélvis e espinha.

1 em cada 9 pessoas no mundo tem 60 anos ou mais.

Em 2050, pela primeira vez haverá mais idosos do que crianças, sendo que 1 a cada 5 pessoas estará na terceira idade

O número de idosos dobrou nos últimos 20 anos no Brasil, representando 12% da população.

(Dados da Secretaria de Direitos Humanos (Ministério da Justiça)

Seguro residencial para o idoso que mora sozinho:

Perigos

Importância do seguro residencial para os idosos

A moradia do idoso pode ser um lugar cheio de armadilhas espalhadas.

Saber identificá-laos é o primeiro passo para garantir o bem-estar da pessoa de idade avançada.

Veja os perigos.

  • Iluminação ruim;
  • Móveis que atrapalham a passagem;
  • Degraus e chão irregulares (tacos soltos ou pisos quebrados) ou escorregadios (encerrados);
  • Escadas sem corrimão;
  • Objetos espalhados pelo chão, como sapatos e tapetes;
  • Prateleiras e armários altos com difícil alcance;
  • Fiação exposta e solta;
  • Presença de vidros e superfícies cortantes dentro do banheiro, assim como quinas de móveis pontiagudo.

30% dos idosos se machucam pelo menos uma vez por ano no Brasil.

1 em cada 4 idosos sofrem quedas dentro de casa pelo menos uma vez por ano.

em 34% desses casos acontecem fraturas.

. Dados da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia

Prevenção e cuidado

Veja abaixo como apenas algumas mudanças evitam acidentes.

  • Retirar móveis que impedem a livre circulação, principalmente em corredores, caminho para atender o telefone e ir ao banheiro.
  • Colocar corrimão em escadas e barras dentro do banheiro
  • Investir em uma boa iluminação para todos os cômodos da casa
  • Instalar fitas adesivas coloridas e antiderrapantes nas escadas
  • Tapetes? Somente os antiderrapantes. Mas se possível, evite.
  • Nivelar todo o piso da residência
  • Deixar os objetos e utensílios de maior utilização entre a altura do ombro e da cintura.
  • Para atividades que necessitam um grande deslocamento, colocar o animal de estimação dentro de um cômodo para que não fique atrapalhando a passagem
  • Manter os fios fixos no chão ou parede
  • Utilizar tapetes antiderrapantes no banheiro e chinelos
  • Manter do lado da cama um abajur e telefone com números de emergência

Motivos de internação do idoso:

53% devido a queda,

27% por causa de violência e

20% devido a acidentes de trânsito.

Dados do  Conselho Nacional dos Direitos do Idoso

Como o seguro residencial ajuda no dia a dia

O seguro residencial é uma proteção para toda família , especialmente, para um idoso já que oferece assistências como  limpeza de calhas, desentupimento do esgoto ou reparos no micro-ondas.

As seguradoras oferecem as coberturas básicas e adicionais.

As básicas são coberturas contra incêndio, raio, explosão e queda de aeronaves.

Já as adicionais são aquelas coberturas contratadas conforme a necessidade de cada segurado.

O interessante do seguro residencial é essa personalização que faz com que cada pessoa tenha a melhor proteção.

Por exemplo, uma família com dois filhos pode escolher coberturas diferentes daquela que possui apenas uma pessoa e um gato.

O seguro residencial é um produto importante, tanto para os idosos que moram sozinhos, tano para aqueles que residem com a família, já que as coberturas podem auxiliá-los em diversas tarefas.

Em 2013, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD), 3,7 milhões de idosos moravam sozinhos.

Um dos principais motivos deste comportamento é o desejo de manter a independência.

Muitos desse idosos se separaram do companheiro, são viúvos ou os filhos não moram na mesma cidade.

Importância do seguro residencial para os idosos

62,4% dos idosos são responsáveis pelos domicílios.

Mulheres vivem 8 anos a mais que os homens.

O estado de Rio de Janeiro é o estado com maior proporção de idosos.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Veja também no Portal AVôVó:

Idosos ativos investem em planejamento para ter autonomia

 

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *