Saúde Física, Segurança

Sapatos para idosos: os mais adequados e inadequados

Sapato adequado e inadequado para idosos

Sapato adequado e bengala podem evitar quedas de idosos

SUS informa que, em 2006, 30 mil idosos foram hospitalizados por causa de quedas.

Trinta e cinco por cento dos acidentes aconteceram em casa.

A bengala e o sapato adequado são aliados importantes para evitar um problema comum na terceira idade: as fraturas causadas por quedas.

O último levantamento do Sistema Único de Saúde (SUS) mostra que, em 2006, 30 mil idosos foram hospitalizados por causa de quedas, o que representa um custo de quase R$ 50 milhões para os cofres públicos.

Trinta e cinco por cento dos acidentes aconteceram em casa.

Uma clínica de repouso em Ribeirão Preto (SP) adotou cuidados que podem diminuir o problema: muitos corrimões, proteção na cama, grades nas escadas e rampa com a inclinação adequada, no máximo, 12,5º.

“Aquele degrauzinho entre a sala e a cozinha passa a ser um ambiente de risco”, explica o médico geriatra Paulo Formighieri.

Sapatos

Resultado de imagem para idoso de sapato

Nem sempre as quedas são provocadas por obstáculos encontrados em casa ou na rua.

Em 60% dos casos, a armadilha está no pé do próprio idoso, que não dá importância à segurança que um sapato pode oferecer. A diferença está, principalmente, no solado.

O médico Rogério Bitar dá as dicas para escolher o sapato certo: “A base do calcanhar tem que ser larga, para poder conferir mais estabilidade.

De preferência, a sola tem que ser antiderrapante.”

Bengalas

Resultado de imagem para idoso de sapato

A segurança também pode estar nas mãos.

O comerciante Adolfo Franco, de 62 anos, se sente mais confiante em andar pelas ruas com uma bengala.

“Tem vários velhinhos que não querem usar, mas fica elegante e ainda dá segurança”, aconselha.

Talvez seja por usar bengala há muito tempo que dona Margarida Schuraquio, de 90 anos, se orgulha dos bons resultados. “Subo e desço escada e, graças a Deus, por enquanto ainda não caí.”

Quer saber mais sobre as bengalas? Clique aqui

Sapato inadequado aumenta risco de queda em idosos

Calçado também é responsável por mais de 50% dos casos de ulcerações nos pés do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas, afirma especialista

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, maior complexo hospitalar da América Latina, ligado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, alerta para o perigo do uso de calçados inadequados por idosos.

O uso de chinelos, andar descalço ou com meias contribuem diretamente para as quedas em pessoas com idade mais avançada.

“O idoso, naturalmente, tem pés com deformidades.

Isso o leva a usar calçados mais confortáveis, elevando a chance de cair”, diz o ortopedista Marcos Hideyo Sakaki, do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do HC.

Além do desgaste natural, pacientes que sofrem de doença de sensibilidade dos pés, por causa da diabetes, podem desenvolver úlceras nos pés, dependendo do tipo de sapato.

Imagem relacionada

“No Instituto de Ortopedia, mais de 50% das ulcerações nestes pacientes poderiam ser evitadas se usassem o calçado adequado preventivamente”, alerta Sakaki.

Segundo o especialista, calçados com salto maior que dois centímetros e com solados que não aderem ao solo – lisos –, não são recomendados.

O uso de saltos aumenta duas vezes o risco de queda em relação ao tênis. Andar descalço ou com meias eleva em 11 vezes esta probabilidade.

Para prevenir ulcerações nos pés e quedas, o ideal é que o solado seja antiderrapante e rígido, de preferência com sola de borracha espessa.

Resultado de imagem para idoso de sapato

É preciso que tenha amarração ou velcro, caso o idoso não consiga amarrar cadarço.

O salto deve ter recortes na sola (chanfrado) e a base deve ser larga. Quanto mais estreito o sapato, menor a estabilidade dos pés.

Internações

Levantamento realizado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo aponta que, em média, três idosos são internados por hora em hospitais públicos do Estado de São Paulo vítima de quedas.

Em 2012 houve 27.817 internações de pessoas com 60 anos ou mais em serviços hospitalares do SUS (Sistema Único de Saúde), causadas por queda.

Do total, 60% das internações foram de mulheres com mais de 60 anos.

Fontes pesquisadas:  g1 e secretaria de saúde do estado de São Paulo

Veja também no Portal AVôVó:

Melhor calçado para idosos

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *