Vestuário

Roupas mais adequadas para prática de exercícios

exercicios-terceira-idade

Roupas mais adequadas para prática de exercícios na terceira idade: VôVó, falamos algumas vezes sobre quais os exercícios mais adequados para os idosos e os cuidados que devemos tomar.

Agora fica o questionamento: mas qual a roupa ideal para a prática dos mesmos?

Há de se tomar bastante cuidado, pois algumas delas poderão prejudicar a nossa saúde.

Vejamos a opinião de alguns especialista que entendem do assunto.

Ainda é comum encontrar pessoas que utilizam roupas e calçados inapropriados para a prática dessas atividades.

O ideal é usar roupas que permitam todos os movimentos referentes à atividade praticada.

Boas escolhas do guarda-roupa vão muito além de olhares na academia ou naquela corrida ao final da tarde.

É essencial usar roupas e calçados apropriados para a prática de exercícios físicos, pois esses podem melhorar ou prejudicar o desempenho de acordo com as opções.

Assim como a execução incorreta de determinadas atividades, a escolha errada pode afetar diretamente à saúde.

O conforto é peça chave, com roupas que não limitem os movimentos.

“Falta de ventilação adequada faz subir excessivamente a temperatura corporal”, ensina a professora da Faculdade de Educação Física da UnB Ana de David, especialista em movimento humano.

Muitos ainda insistem nas vestimentas inadequadas nessas horas.

“Nas academias, ainda encontro pessoas com roupas erradas para fazer musculação”, declara a treinadora de vôlei Mônica Alcântara, que também é personal trainer.

Ela destaca que é necessário estar muito ciente da atividade física que será executada ao fazer a escolha.

Este é o caso da estudante de ciências sociais Maria Eduarda Herbst, 21.

“Uma calça tipo legging e uma blusa mais solta”, diz, complementando que procura opções leves na hora de fazer caminhadas.

exercícios físicos terceira idade

O personal trainer Allan Stefano observa que as pessoas acabam se acomodando à rotina diária e frequentando a academia com roupas convencionais.

“Chega do trabalho, ou então tem um monte de gente que só põe uma bermuda e vem com sapatos inadequados.”

Para a professora Ana, o uso de vestimentas muito apertadas também pode prejudicar a circulação.

“Atualmente, vem sendo desenvolvidas roupas com tecidos especiais que pressionam partes específicas do corpo auxiliando no retorno venoso durante a atividade física.”

Ela explica que esse é um ponto benéfico para a saúde e para o desempenho esportivo.

O ideal é usar peças não muito apertadas e nem tão folgadas.

Roupas largas correm risco de prender nos equipamentos utilizados, provocando acidentes.

O conforto e o desempenho não podem também ficar de lado para dar lugar à vaidade, um erro que segundo a treinadora Mônica, é mais comum entre o público feminino.

“Muitas mulheres querem ficar mais bonitas do que confortáveis, então, às vezes, elas pecam para ficar mais apresentáveis.”

O estudante de engenharia de produção Vinícius Monteiro, 22, diz que já errou algumas vezes na escolha do tecido:

“Algodão aquece, e você suando, prejudica na transpiração e na manutenção da temperatura interna do corpo.”

Calças jeans, apesar de não serem as opções mais procuradas nessas horas, podem ser um perigo nesse aspecto.

É importante o uso de tecidos que não retenham muito líquido e nem calor.

Tecidos mais pesados podem prejudicar os movimentos associados ao acúmulo de suor.

Shorts ou calças tactel são boas indicações para homens e mulheres.

“Se você usar um short que seja mais curto,ajuda na movimentação”, diz.

E os pés?

cãibra na terceira idade

Tão importante quanto a roupa é tirar do armário aquele par de tênis que é ideal para a prática de atividades físicas.

“Geralmente, tem que usar um tênis que seja bem confortável pra que você não sinta dor quando estiver fazendo atividade física”, mostra a estudante Maria Eduarda ciente dos riscos que calçados inadequados podem provocar.

Estes geram além de desconforto, lesões e problemas na postura.

“Vários tipos de esportes utilizam calçados com formatos específicos com solados, amortecedores, tecidos e protetores das articulações desenvolvidos de acordo com as características dos movimentos a serem realizados”, comenta a professora Ana de David.

personal trainer Allan complementa que a opção adequada vai ajudar na absorção de impacto dos exercícios e na postura, distribuindo melhor a carga do seu peso.

O chamado overuse, uso excessivo, também pode afetar no desempenho.

“Com o uso contínuo, sem a troca eventual, o amortecimento dele muitas vezes se torna ineficaz.

Tem de ter tempo de descanso também para o calçado.”

A professora explica que quanto mais leve for, mais confortável será a execução dos movimentos, e alerta para o perigo do excesso de amortecimento.

Calçados com muitos amortecedores exercem pouco fator de proteção contra lesões e aumentam em demasia o peso, além de aumentar a altura do solado, expondo o praticante a um maior risco de lesões por torções.”

De acordo com o geriatra Prof. Dr. José Eduardo Martinelli, ele faz as seguintes recomendações:

roupas para exercícios físicos

Dos pés a cabeça, listamos algumas peças do vestuário que podem ajudar o idoso na escolha ideal:

–  Camisetas e bermudas/ shorts/ calças: mais soltos ou com lycra que não “aperte” ou prenda a circulação.

–  Os tecidos mais adequados são dry fit, algodão, tactel.

–  Dry Fit e tactel: retêm pouco suor e secam rapidamente; ideais para sessões mais longas de atividade física.

–  Algodão: absorvem mais o suor, mas demoram mais para secar.

–  Devem ser escolhidas para o caso de atividades de duração mais curta.

–  Elásticos das calças/bermudas/shorts.

–  Muito cuidado para não pressionar a cintura; se estiver marcando a pele, é mau sinal.

Pode afetar a circulação.

–  Calçados: tênis de preferência; sola antiderrapante com folga para mobilidade dos dedos.

–  O tênis vai auxiliar no equilíbrio e evitar quedas; chinelo de dedo ou sapato de couro, nem pensar.

–  Meias: cuidado para não pressionar os tornozelos.

Perceber se as mesmas deixam aquelas marquinhas frisadas na pele; dê preferência para meias de algodão.

–  Meias de seda não absorvem o suor e deixam os pés molhados; o que além de uma sensação desconfortável, ficam escorregadios e tornam-se um bom ambiente para micoses/frieiras se desenvolverem.

–  Bonés/ Chapéus: no caso de atividades ao ar livre, opte por tecidos de algodão ou tactel.

–  Couro retém muito calor e não deixa a pele respirar, o que é prejudicial pra atividade física.

–  Agasalhos: para dias mais frios, utilize algodão ou dry fit.

–  O ideal é retirá-las após o aumento da temperatura que a atividade física proporciona.

–  Se logo após for para um ambiente de temperatura mais baixa, recolocar o agasalho para manter a temperatura do corpo e não arriscar uma gripe ou pneumonia

O idoso e/ou seu cuidador devem procurar roupas que não afetem ou interfiram na amplitude de qualquer movimento.

Também é necessário escolher os tecidos e calçados mais adequados à prática.

Veja também no Portal AVôVó:

Fazer exercícios físicos na terceira idade requer motivação e conhecimento

 

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *