Receitas Doces

Pudim de tangerina, sobremesa ideal para idosos

pudim de tangerina: sobremesa ideal para idosos

VôVó, sabemos que esta época do ano as mexericas, tangerinas e bergamotas são mais fáceis de se encontrar nas feiras livres, feiras, hortifruti e mercados municipais e ou privados. Daí veio a ideia: imagine um pudim de tangerina? Deve ser uma delícia e muito diferente. Pois é mesmo e posso afirmar que é sim. Experimente a receita da Lena.

Pudim de tangerina

Esta receita é das simples.

Eu tinha umas tangerinas uruguaias na geladeira e resolvi fazer um pudim. Só que no lugar do leite, coloquei suco das tangerinas.

Gosto muito destas, pois são mais ácidas e de sabor mais intenso. As raspinhas são fundamentais. O suco não é concentrado, portanto, dissolvido ainda com os outros ingredientes, precisará das raspas para intensificar o sabor.

Eu adorei o resultado, embora a textura quando utilizamos suco de frutas, não seja com tanta cremosidade e firmeza como quando utilizamos leite.

Fiz apenas uma receita porque queria uma sobremesa menor.

A forma que usei tinha cerca de 20 cm de diâmetro. Ainda que você faça o dobro, pode usar o mesmo tamanho, assim o pudim ficará mais alto

O fundo da forma caramelizado, aguardando o pudim..

Sabe aquelas receitas que você faz de manhã pra servir à noite? Pois é… (no meu caso, fiz à noite; deixei na geladeira e desenformei antes do almoço do dia seguinte.

Vamos então, à receita:

Rendimento: Cerca de 6 porções

Ingredientes:

Do pudim:

  • 1 lata de leite condensado;
  • a mesma medida de suco de tangerina coado;
  • raspas de 3 tangerinas pequenas;
  • 3 ovos.

Da calda:

  • ½ xícara de açúcar.

Preparo:

Da calda:

  • Coloque o açúcar na forma.
  • Posicione a forma na chama baixa do fogão (vá girando a forma aos poucos, espalhando com uma espátula ou colher de cabo comprido – utilize uma luva protetora para não queimar a mão que segura a forma).
  • Quando o açúcar estiver totalmente derretido, apague o fogo e faça movimentos circulares na forma para espalhar a calda no fundo e o início das bordas.
  • Reserve, enquanto bate o pudim.

Do pudim:

  • Pré-aqueça o fono a 170 °C.
  • Ferva água o suficiente para completar 1 cm de altura de uma assadeira retangular um pouco maior do que a forma na qual o pudim será assado, para fazê-lo em banho-maria.
  • No liquidificador coloque todos os ingredientes e bata somente até misturar.
  • Retire com uma concha a espuma excessiva que ficará na superfície.
  • Despeje a mistura na forma preparada com o caramelo.
  • Coloque essa forma dentro de uma assadeira um pouco maior.
  • Despeje a água fervente e com cuidado (mãos protegidas por luvas térmicas), leve ao forno por cerca de 45 minutos ou até enfiar uma faquinha e sair limpa.
  • Deixe o pudim resfriar em temperatura ambiente e leve à geladeira até ficar bem gelado.
  • Para desenformá-lo, vide abaixo em “Dicas da Lena”.

Dicas da Lena:

Sendo esta uma receita pequena, pode dobrar as medidas para um pudim maior. E no mesmo tamanho de forma; apenas ficará mais alto. Nesse caso, o tempo de forno será maior, mas não o dobro. Mais ou menos 1 hora e 10, uma hora e 15, mas depende muito da temperatura e  de cada forno.Enfiando a faca e saindo limpa, está pronto.

  • Para desenformar, retire a forma com o pudim, da geladeira, coloque numa chama baixa do fogão, gire-a rapidamente (esse processo é para “descolar” o caramelo do fundo da forma, que gelado, às vezes não desenforma). Passe a faca nas bordas da forma e desenforme num prato.
  • Coloque um pouquinho de água dentro da forma, e leve-a diretamente à chama do fogão, e vá mexendo com uma colher enquanto você a gira por sobre a chama. Este processo é para que o açúcar queimado que está no fundo da forma, torne-se um caramelo. Espere ferver um pouquinho para encorpar. Quando amornar, pode utilizá-la.
  • Este pudim é menos cremoso do que o de leite condensado. Mas é muito saboroso e eu recomendo. Há uma leveza cítrica nele…
  • No entanto ele fica mais macio. Deixe-o na geladeira em tempo integral.

fonte: lenagasparetto

Veja também no Portal AVôVó:

Manjar branco com doce de abóbora e coco queimado

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *