NETOS

Por que a avó faz um bem incrível ao neto(a)

a avó faz bem aos netos

Por que a avó faz um bem incrível ao neto(a)?

Que elas tornam a vida dos netos mais doce, todo mundo sabe.

Isso já foi até comprovado cientificamente.

“Não tem um dia em que minha filha não pergunte pela avó”, conta Janaína Teixeira, mãe de Joana de 2 anos e 10 meses.

Essa cumplicidade entre crianças e avós vem de outras gerações: a menina recebeu o nome em homenagem a bisavó, personagem fundamental na vida de Janaína.

“Às vezes, meu marido quer implicar com a minha mãe por ela fazer todos os mimos da Joana”, diz.

“É que ele não teve avós presentes na infância, por isso não sabe a importância que eles têm” comenta.

Para a psicóloga e psicoterapeuta Lídia Rosenberg Aratangy o papel desempenhado pela avó, e também pelo avô, é determinante no desenvolvimento da criança como um indivíduo consciente de si mesmo.

“Os avós são os únicos depositários da história dos pais.

Eles carregam e transmitem a história da família.

E nós sabemos que para ter equilíbrio emocional, você deve saber quem é, de onde veio e para onde vai.

Os avós personificam essas orientações”, ressalta a especialista.

A autora do Livro dos Avós. Na casa dos avós é sempre domingo? , destaca ainda que é na relação com os avós que as crianças aprendem a lidar com os mais velhos, se preparando para uma futura relação com os próprios pais, que também irão envelhecer.

“As crianças levam essa lição para a vida toda” conclui.

Dicas para uma boa convivência

por que a avó faz bem aos netos

 As diferenças de geração entre pais e filhos naturalmente se transferem para a relação entre avós e pais.

Mas o respeito deve ser a base de todas as resoluções – e ele é conquistado com base no diálogo e na aceitação.

“A mãe precisa aceitar a sabedoria e autoridade da avó, assim como essa deve respeitar o papel da mãe”, explica Lídia.

Veja algumas dicas para essa convivência se tornar mais prazerosa ainda.

– Tratar a avó como babá de luxo é o principal erro cometido pelas mães.

Por isso, se a criança precisa ou quer passar o dia na casa da avó, não faça listas indicando o que pode ou não poder ser feito.

Confie na relação direta existente entre avó e neto e respeite suas decisões e atitudes.

– Quando acontecer algum desentendimento sobre as normas na educação ou comportamento do seu filho, respire fundo e deixe a discussão para um momento em que a criança não esteja presente.

Isso garante uma convivência pacífica e saudável entre todos. 

– Lembre-se dos momentos felizes e divertidos que você mesma passou ao lado dos seus avós fazendo tudo aquilo que lhe era proibido pelos pais e que, no entanto, não lhe fizeram mal nenhum.

fonte: crescer

Cuide de sua autoestima e não apenas da saúde de seu corpo. Saiba como, clicando aqui

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *