Cabelos

Oleosidade no cabelo, 10 coisas que podem causá-la

Oleosidade no cabelo, 10 coisas que podem causá-la.

Saiba o que você está fazendo de errado.

300x250_25_desconto_cupom

Quem tem cabelo oleoso sabe como a sensação gordurosa na raiz dos fios pode ser incômoda.

Além de lavar com a frequência adequada e apostar nos produtos certos para higienizar o couro cabeludo e hidratar as madeixas, é importante não cometer alguns erros que podem fazer o efeito reverso, como dormir com cabelo molhado ou usar água muito quente.

Confira 10 deles no infográfico!

Confira o infográfico e saiba quais hábitos errados podem estar deixando seu cabelo mais oleoso / Foto: DermaClub

Oleosidade no cabelo, 10 coisas que podem causá-la

Dormir de cabelo molhado

Especialmente no verão, esse hábito pode parecer bastante tentador.

No entanto, ele pode causar a proliferação de bactérias no couro cabeludo que deixam a região oleosa, chegando até a causar problemas mais sérios como a caspa e a dermatite seborreica.

Lavar o cabelo com água muito quente

Outro hábito que é um vilão do cabelo oleoso é lavar com água muito quente.

O calor, em contato com o couro cabeludo, estimula as glândulas sebáceas a produzir mais oleosidade, criando o efeito contrário ao desejado.

Além disso, a água quente também resseca a pele, o que produz o efeito rebote.

Usar ferramentas de calor como secador e chapinha muito próximo à raiz

Pelo mesmo motivo que a água quente, quem tem cabelo oleoso deve evitar usar ferramentas de calor como chapinha, babyliss, ou secador muito próximo da raiz.

Ficar mexendo no cabelo com as mãos

Sim, mexer constantemente no cabelo também causa oleosidade excessiva!

Isso porque as nossas mãos, por mais limpas que pareçam estar, sempre carregam gorduras e sujeiras invisíveis e imperceptíveis que acabam sendo passadas para os fios.

Aplicar produtos hidratantes muito próximo ao couro cabeludo

Na hora de aplicar o condicionador, a máscara ou o finalizador hidratante, evite passar o produto muito próximo da raiz, já que isso pode causar o excesso de oleosidade na região.

O ideal é aplicá-los da orelha para baixo, caprichando nas pontas.

Esfoliações muito agressivas podem causar o efeito rebote

Embora seja essencial fazer uma esfoliação no couro cabeludo pelo menos uma vez a cada duas semanas, para remover o acúmulo de produtos e células mortas que podem estar causando a oleosidade excessiva.

No entanto, é importante cuidar para que o ritual não seja feito de forma muito agressiva ou até com uma frequência exagerada, já que isso pode causar o efeito rebote.

Usar o shampoo errado para o seu tipo de cabelo

Usar um shampoo muito hidratante, específico para cabelo seco, também pode causar o efeito contrário, não removendo adequadamente a oleosidade dos seus fios.

outro lado, uma fórmula exageradamente adstringente pode causar o efeito rebote.

Prefira um shampoo antioleosidade com uma fórmula balanceada.

Lavar demais, causando o efeito rebote

Da mesma forma, lavar demais o cabelo também pode causar o efeito rebote.

O ideal, recomendado por dermatologistas e tricologistas, é repetir o ritual dia sim, dia não.

Alterações hormonais

Algumas coisas você não pode controlar, como as alterações hormonais que acontecem no seu corpo.

Na TPM, na menopausa, na gravidez – entre outros, é frequente reparar que o cabelo está mais oleoso.

Neste caso, o ideal é consultar um endocrinologista para que se possa analisar a origem da questão.

Usar chapéus, toucas e acessórios apertados com frequência

Se você tem cabelo oleoso, evite usar chapéus ou acessórios que abafem o couro cabeludo, já que isso pode causar a transpiração do local e a má oxigenação e luminosidade pode proliferar o crescimento de bactérias.

fonte: dermaclub

Cutícula: parte importante na saúde das unhas! Clique aqui

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *