Saúde Física

O que é sedentarismo para os idosos

Correndo homem e mulher

O que é o sedentarismo?

Sedentarismo é definido como a falta e/ou ausência e/ou diminuição de atividades físicas ou esportivas.Considerado como a doença do século, está associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna.

Pessoas com pouca atividade física e que perdem poucas calorias durante a semana, são consideradas sedentárias ou com hábitos sedentários.

Quais as principais conseqüências do sedentarismo?

A ausência da atividade física tem várias conseqüências, como sobrepeso e obesidade, aumento das taxas metabólicas como os colesteróis, diabetes, ácido úrico, cardiopatias, alterações na pressão arterial, problemas articulares e posturais.

Quando podemos detectar que uma pessoa é sedentária?

Quando não tem uma regularidade em suas atividades físicas ou ausência total delas.

O ideal é praticar alguma atividade, no mínimo, por 30 minutos, 4 vezes na semana.

O sedentarismo é uma doença?

A organização mundial de saúde (OMS) considera o sedentarismo como doença e ela é responsável por 2 milhões de mortes por semana.  

Além disso, a falta de atividade física ainda aumenta enormemente a chance de desenvolvimento de doenças cardíacas, diabetes, colesterol alto, depressão e outros desequilíbrios psíquicos, além de obesidade e hipertensão.

sedentarismo

Quais os casos mais graves de sedentarismo?

Diria que todas as complicação advindas do sedentarismo são graves, porém as mais fatais são as doenças cardiovasculares, que os indivíduos sedentários tem 30% de chance a mais de desenvolverem.

Qual a melhor maneira de combater o sedentarismo?

Estimular a iniciar uma atividade física.

É fundamental que a pessoa procure um profissional da área para orientá-la e que tenha em mãos um atestado de aptidão a atividades físicas.

Qual a sua dica para quem quer sair da vida sedentária?

Exercite-se semanalmente.

No início, é difícil quebrar a inércia, mas este período de dificuldade passa logo.

O prazer, obtido durante e após a prática de atividade física, é muito benéfico tanto para o corpo, quanto para a mente.

Sem contar que é um item fundamental para a manutenção da vida ativa.

ser criança junto aos netos

Observações importantes

O acesso a aparelhos eletrônicos cada vez mais sofisticados facilitou a vida.

>Não é mais necessário ir ao banco pagar uma conta; ao correio enviar uma carta; ou mesmo enfrentar a fila do cinema para ver um filme.

Afinal, nada mais cômodo do que ligar o televisor de alta definição, sentar no sofá e saborear uma comidinha crocante.

São horas na frente do computador, da televisão, do ipad, do videogame e de outros assemelhados.

O resultado é que as pessoas vão se tornando sedentárias e colocam, cada vez mais, a sua saúde em risco.

Sedentarismo é a falta de atividade física e a consequente diminuição do gasto calórico do organismo.

Resulta em excesso de peso, em especial quando associado à alimentação inadequada.

Fast-food, frituras e muitos alimentos industrializados têm alta concentração de gordura trans, que se acumula no corpo e nas artérias, podendo causar o entupimento delas, a aterosclerose.

A soma de má alimentação e sedentarismo pode levar ainda à hipertensão arterial; ao aumento do colesterol ruim (LDL) e redução do bom (HDL); e à elevação dos níveis de triglicérides.

Como não há sintomas desses problemas, a pessoa só irá percebê-los quando desenvolver doenças cardiovasculares, muitas vezes fatais, como o infarto.

Outro efeito comum do sedentarismo é deixar o indivíduo mais ansioso.sedentarismo

Quando a ansiedade se torna crônica, o organismo passa a liberar corticóide – hormônio que reduz a resistência do corpo, deixando-o predisposto a infecções.

E mais: as muitas horas à frente da televisão ou do computador fazem com que se adquira hábitos posturais errados, o que deixa a musculatura rígida, podendo levar a doenças articulares e da coluna, entre outras.

A visão também é prejudicada, especialmente a das crianças, pois ao focar numa tela por muitas horas perde-se o ângulo de visão mais amplo, prejudicando a expansão das células do nervo ótico.

Por passarem a maior parte do dia em locais fechados, pessoas sedentárias tendem ainda a ter deficiência de vitamina D, que está presente na pele e precisa dos raios solares para se tornar ativa.

São suficientes dez a 15 minutos de exposição ao sol por dia – com protetor solar, obviamente.

Pior é que ao invés de brincar de esconde-esconde, pega-pega, jogar queimada ou futebol, as crianças de hoje também acabam passando os dias fechadas em apartamentos, escolas e shopping centers e, como os pais, estão se tornando sedentárias.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 60 milhões de crianças entre 7 e 10 anos têm sobrepeso ou são obesas.

E uma criança obesa tem até 77% de chance de se tornar umadulto hipertenso e obeso.

Como evitar tudo isso?

sedentarismo

Basta voltar a caminhar diariamente, tomar sol, frequentar um parque, ou ir  a um clube.

Descer uma ou duas estações antes do ponto de ônibus ou do metrô e andar até em casa;  caminhar até a padaria ou banca de jornal.

Na hora de comer, prefira verduras, frutas e carnes magras e evite os alimentos industrializados.

Evite também cigarro e bebidas alcoólicas, que agravam ainda mais o risco de doenças cardiovasculares.

E faça uma avaliação médica periódica, mesmo que não esteja acima do peso.São medidas simples, mas que irão trazer enorme benefício à sua saúde e qualidade à sua vida.

Meu conselho?

Movimente-se!!!Veja também no Portal AVôVó:

5 alimentos que fortalecem os ossos na terceira idade

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *