Segurança

Quer morar sozinho? Veja soluções de segurança e tranquilidade

idosos morando sozinhos

É cada vez mais corriqueiro conhecer idosos que moram sozinhos. Há alguns anos, o mais comum era que, ao chegar a determinada idade, essas pessoas fossem morar com os filhos.

Porém, hoje é possível notar uma tendência a que elas se sentem mais seguras para permanecer sozinhas em casa ou até mesmo buscar outras opções, como casas de repouso, repúblicas para terceira idade ou mesmo dividirem um espaço com amigos.


Com as casas e também as famílias ficando menores, é mais difícil trazer um novo morador para o lar. Além disso, os idosos estão melhorando sua qualidade de vida e buscando mais independência e liberdade no dia a dia.

Vamos te mostrar que é possível que um idoso more sozinho, mas que algumas medidas são importantes para mantê-lo em segurança e para que a família fique tranquila. Confira!

Por que está aumentando o número de idosos que moram sozinhos?

idoso morando sozinho

De forma geral, mais pessoas estão optando por morar sozinhas. Segundo pesquisa do IBGE, em 2015 mais de 10,4 milhões de pessoas moravam sozinhas no Brasil. Desse total, 44,3% tem mais de 60 anos.

Para a pesquisadora do IBGE Cíntia Amorim, em entrevista à revista Exame, a tendência se explica por uma série de razões, como chegar à terceira idade com saúde, situação financeira confortável e mais independência.

O direito de morar sozinho

por que sentimos mais fome nos dias frios?

Morar sozinho é um direito. O Estatuto do Idoso prevê que o idoso deve ter integridade garantida pelo estado e receber cuidados dos familiares, mas isso não significa que a pessoa perde o direito de escolha.

Se ele for uma pessoa lúcida e saudável, independentemente da idade, sua vontade deve ser respeitada. O idoso tem o direito de morar sozinho, se essa for sua escolha, e cabe aos familiares providenciarem soluções para proporcionar bem-estar e segurança a ele.

Garanta mais segurança para idosos que moram sozinhos

Algumas estimativas apontam que 85% dos idosos querem continuar vivendo na própria casa e isso é realmente possível, desde que eles estejam saudáveis e morem em um local adequado.

Para garantir mais tranquilidade a todos, seguir as dicas abaixo é essencial.

Adeque a estrutura da casa

As quedas na terceira idade podem ser muito perigosas. Para evitar esse problema, certifique-se que a casa do seu pai ou avô tem a estrutura mais adequada para sua segurança. Providencie a instalação de barras de apoio no banheiro e corrimão nas escadas.

Todos os cômodos devem estar bem iluminados e coloque interruptores próximos à cama. Observe também as maçanetas: as horizontais são mais fáceis de manusear do que as redondas.

Facilite a acessibilidade e manuseio dos objetos

Tapetes podem gerar escorregões e quedas. O melhor é retirá-los da casa, inclusive dos banheiros. Na cozinha, prefira armários mais baixos, com os itens de uso frequente na altura dos ombros. Assim não será necessário usar escadas ou bancos para pegar utensílios no alto, ou ficar se abaixando. Os móveis também devem ser reposicionados, evitando criar bloqueios e obstáculos à passagem do idoso.

Use equipamentos de monitoramento pessoal

desidratação no idoso ocorre o ano todo

Uma das precauções mais importantes para a família que tem um idoso morando sozinho é o uso de equipamentos de monitoramento pessoal.

Esse serviço funciona por meio de um pequeno aparelho, que pode ser usado como pulseira ou colar. Funciona como uma espécie de cuidador eletrônico e a Central de Atendimento faz o monitoramento 24 horas por dia.

O próprio usuário pode acionar o botão de pânico, em caso de emergência, e ser atendido de forma rápida. A central providencia tudo o que for necessário, até mesmo ambulância, e entra em contato com os familiares. O aparelho também tem um alarme que é acionado sempre que identificar quedas.

Essa solução é integrada ao telefone da casa, otimizando o processo de atendimento emergencial.

É uma forma simples de garantir mais segurança para o idoso, com tranquilidade para a família, sem tirar sua liberdade e autonomia.

Outras alternativas

Além de viver sozinho, o idoso pode ter outras opções se ele preferir não viver com a família. Todas têm seus benefícios e devem ser analisadas de forma criteriosa em cada situação.

República da terceira idade

Assim como nas repúblicas para estudantes, nessa opção de moradia os residentes pagam um valor mensal para custear as despesas da casa. É uma excelente alternativa para idosos que moram sozinhos viverem com autonomia. Sem que seja necessário o auxílio dos filhos ou outros parentes de forma integral.

Cuidadores de idosos

osteoporose nos idosos

Devido a problemas de saúde, alguns idosos podem necessitar de acompanhamento especial. O cuidador de idosos é o profissional responsável por essa tarefa. Ele fica incumbido de cuidar da medicação, higiene, alimentação e mobilidade da pessoa assistida. O importante aqui é deixar claro que a contratação desse acompanhante se dá por motivos de segurança e não de incapacidade.

Casas de repouso

casa de repouso

As casas de repouso são um local de conforto e tranquilidade. É ideal para o idoso que já não consegue mais executar as tarefas simples do dia a dia e não tem um parente disponível para ajudá-lo.

Com profissionais monitorando os internos em tempo em integral, o atendimento em casos de emergência é imediato e todas as necessidades médicas são acompanhadas de perto. É muito importante que a família participe desse processo e continue mantendo contato com o idoso, para que ele não se sinta sozinho ou abandonado.

A palavra final sempre deve ser do idoso

idoso quer morar sozinho

Por mais que a família acredite estar fazendo o melhor para o idoso, escolhendo um cuidador ou buscando moradia em casas de repouso, estamos falando da vida de uma pessoa com desejos próprios.

Envolva o idoso em todo o processo. Apresente benefícios de cada opção e argumente sobre as razões dessa escolha. E deixe que a palavra final seja sempre dele. Embora seja natural uma inversão de papeis com o passar dos anos e os filhos passem a se ver como responsáveis pelos pais, o idoso deve ser ouvido e respeitado.

fonte: lifelink

Veja também no Portal AVôVó:

Quando o idoso não deve morar mais sozinho. Veja os sinais

AnteriorPróximo
Claudio Mello
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *