Comportamental

Não tente mudar os Idosos – Se adapte a eles   

Amor foto criado por freepik - br.freepik.com

Não tente mudar os Idosos – Se adapte a eles  .

Texto para mostrar aos filhos(as) netos (as) ou, se quiser, qualquer outro jovem.

Olá netos(as), tudo bem?

Como anda o seu convívio com a sua vovó?

Ela é muito teimosa?

Eu sei, as vezes nós precisamos ter calma e entender que algumas coisas não mudam.

Devemos nos adaptar e ficar atentos aos motivos de qualquer atitude que não nos agrade.

O texto abaixo fala exatamente disso, proporcionando um momento reflexivo sobre como você lidar com as irritações dos seus avós.

Posso te adiantar que será muito mais fácil encontrar uma saída nas suas atitudes do que tentar muda-los.

Vamos lá e boa leitura.

Descobrindo a questão

Avalie a situação.

Ao lidar com uma pessoa idoso irritado, o primeiro passo é tentar descobrir qual o problema.

É fácil perceber o que o incomoda?

Por exemplo, ele parece ter dificuldade de levar as compras para dentro de casa quando está chovendo.

Se for algo do tipo, essa pode ser a razão do mau humor – ter dificuldade com tarefas diárias causa incomodo a qualquer um.

Se não for possível detectar o problema de cara, tente investigar um pouco.

Procure falar com ele para entender o que está acontecendo caso o seu vizinho ou familiar pareça irritado por nenhuma razão aparente.

Leve em conta os fatores externos.

Tenha em mente que as pessoas mais velhas costumam ter que lidar com vários outros fatores que afetam o humor delas.

Por exemplo, com o envelhecimento, o corpo muda.

É possível que o idoso em questão esteja sofrendo com dor física e você nem saiba, o que pode com certeza afetar o estado de espírito dele.

Muitos idosos precisam tomar vários medicamentos diferentes.

Geralmente, esses remédios podem ter efeitos colaterais negativos sobre o humor.

Não tente mudar os Idosos – Se adapte a eles

ajude o idoso e respeite-o

Faça perguntas.

A maneira mais direta e eficaz de tentar descobrir o motivo da irritação da pessoa é fazendo perguntas.

Você não precisa se intrometer, mas pode tentar fazer algumas perguntas abertas.

Ao dar início a um diálogo, pode ser possível definir a causa da irritabilidade.

Por exemplo, em vez de falar somente: “Como vai o senhor?”, faça uma pergunta mais ampla, como: “Como está o seu dia?

Quais são os seus planos para hoje?”

Esse tipo de pergunta, além de fornecer mais informações, permite que o idoso desabafe as frustrações.

Não deixe de falar de modo claro.

Algumas pessoas na terceira idade sofrem de perda auditiva.

Nem sempre é questão de estar ignorando – pode se tratar apenas de não ouvir o seu olá.

Ouça com atenção.

Ao começar a conversar com o idoso, não deixe de ser um ouvinte ativo.

Concentre toda a sua atenção no que ele diz e faça com que a vovó(ô) sinta que você valoriza de verdade o que ele fala.

Há várias maneiras de demonstrar que você está totalmente focado na conversa: não se esqueça de fazer contato visual, além de repetir com outras palavras o que ele diz e fazer perguntas ao longo do diálogo.

Não leve para o pessoal.

Lembre-se de que, quando um idoso está irritado, provavelmente não é por culpa sua.

Às vezes você pode ser a única pessoa com quem ele está interagindo naquele dia, portanto ele desconta a raiva em você de modo injusto.

Não leve essa negatividade a sério.

A partir do momento que você se lembra de não levar para o pessoal, é possível ser mais objetivo, o que permite que você se afaste da situação e avalie o problema com clareza.

Sendo paciente

Mude a perspectiva.

Lembre-se de que o abismo de gerações pode causar problemas na comunicação.

Quando há uma diferença grande de idade, também pode haver diferenças significativas de opinião e ponto de vista.

Respeite a opinião do idoso e mude a sua perspectiva para tentar entender a origem dela.

Fazer perguntas pode ser uma ótima maneira de mudar de perspectiva.

Obter mais informações pode ajudá-lo a compreender o ponto de vista da pessoa mais velha.

Respire fundo.

Às vezes, pode ser frustrante conviver com uma pessoa resmungona.

Pode até parecer que tudo o que você faz está errado.

Geralmente, o melhor a fazer é se acalmar e esvaziar a mente.

Pratique a respiração profunda.

Inspire profundamente e expire no mesmo tempo, várias vezes.

Assim, é possível diminuir o ritmo cardíaco e o estresse.

Não tente mudar os Idosos – Se adapte a eles

Dê um tempo.

Algumas vezes, pode ser muito útil sair por um tempo de um ambiente frustrante.

É normal precisar de uma pausa para a sua cabeça ao sentir que a ranzinze da outra pessoa está afetando-o negativamente.

Tomar uma certa distância pode permitir que você se acalme e volte a conversar quando estiver mentalmente revigorado.

Concentre-se no lado positivo.

Lembre-se de que você está interagindo com a pessoa por um motivo.

É provável que você goste de alguma coisa nela.

Por exemplo, talvez seja a sua tia idosa que esteja sempre reclamando.

Tente se lembrar do tempo em que vocês se divertiam juntos preparando a ceia de Natal.

–  Se a pessoa irritável for uma conhecida recente na sua vida, pode ser mais difícil pensar em algo positivo.

Tente encontrar algum detalhe bom;

Encontrando uma solução

Ofereça ajuda.

Quando você encontrar a causa do problema, é possível oferecer ajuda.

Essa oferta deve ser genuína, portanto não a faça se você não puder fazer nada ou não quiser de verdade.

Em vez disso, estenda a mão de forma sincera e concreta.

–  Por exemplo, sua mãe idosa pode estar com dificuldade para cuidar da casa dela.

Pergunte se ela quer que você contrate um serviço de limpeza ou ajude-a a encontrar uma outra solução.

Tenha empatia.

Ter empatia significa tentar se colocar no lugar do outro.

Já que você sabe que a pessoa é mal-humorada, tente pensar em como você se sentiria na situação dela e descobrir o que faria você se sentir melhor.

–   Pessoas idosas costumam ser solitárias, e esse pode ser o fator responsável pelo estado de espírito delas.

Ofereça companhia e sugira atividades que os dois possam fazer juntos, como um jogo de baralho.

Não tente mudar os Idosos – Se adapte a eles

Peça ajuda.

Você pode não conseguir resolver o problema da outra pessoa, e a situação pode estar fora do seu alcance, principalmente se você não a conhecer muito bem.

O que pode ser feito no lugar é pedir ajuda.

Tente falar com amigos ou parentes próximos do idoso para ver o que eles sugerem.

Forneça recursos.

Muitas cidades têm centros de idosos onde pessoas mais velhas podem ir para fazer atividades recreativas.

Outras organizações, como igrejas e bibliotecas, também oferecem programações voltadas para idosos.

É possível pesquisar recursos locais e fornecer essa informação ao seu vizinho ou familiar, o que pode ser muito útil e pode ajudar bastante a melhorar o humor dele.

Mantenha-se positivo.

Lidar com um idoso ranzinza pode ser uma tarefa estafante.

A coisa mais importante a fazer é ficar positivo.

Lembre-se de que você está fazendo uma coisa boa, sendo generoso e útil.

Mesmo que a sua ajuda não seja valorizada de modo óbvio, provavelmente ela faz diferença.

–  Tente colocar um sorriso no seu rosto quando for difícil se manter positivo.

Mesmo que pareça falso no começo, o simples ato de sorrir faz com que você se sinta melhor e ajuda a manter uma atitude boa.

Dicas

–  Lembre-se de que um sorriso amigável é muito valioso.

–  Você está se comunicando com um adulto; trate-o como tal.

–  Se o idoso for agressivo, trate-o da maneira apropriada para alguém que se encontra nessa situação: mantenha distância, seja educado e chame ajuda.

Procure ajuda psicológica se necessário caso o idoso seja alguém de quem você goste.

–  Ele pode ter ataques de pânico.

Caso isso aconteça, leve-o para outro cômodo para que ele relaxe, tente acalmá-lo e distraí-lo com uma conversa, fale para ele respirar fundo e diga que está tudo bem.

Avisos

–  A depressão geriátrica é muito comum e pode ser a causa da irritabilidade.

Fonte: wikihow

Veja também no Portal AVôVó:

O idoso não aceita tratamento! O que fazer?

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *