Lazer & Entretenimento

Música para o idoso ouvir e relaxar – Italianas

musica para idosos

Música para o idoso ouvir e relaxar, ou seja, a musicoterapia.

Seus benefícios para a Terceira Idade.

Conheça os benefícios da musicoterapia para idosos contra a doença de Alzheimer e a demência

O poder relaxante e restaurador da musicoterapia é surpreendentemente ilustrado na vida de idosos que sofrem de doença de Alzheimer e demência.

Continue aprendendo sobre os benefícios da musicoterapia, bem como formas de integrar a terapia musical na vida do seu ente querido.

O poder de cura da música

Uma pesquisa feita pela Casa de Repouso de São Paulo Brilho do Sol revelou que a terapia musical leva a níveis elevados de secreção de produtos químicos cerebrais “sensíveis”, incluindo melatonina, serotonina, norepinefrina, epinefrina e prolactina em pacientes com Alzheimer.

Os resultados são múltiplos: a musicoterapia pode impulsionar o humor, reduzir o estresse e a agitação, promover interações sociais positivas, coordenar a função motora e até facilitar a cognição.

Como? Mesmo que a doença progride e a função cognitiva diminua, o cérebro humano ainda responde naturalmente à música.

E os benefícios continuam muito depois que a música para de tocar.

Associações incríveis

O impacto da música em doentes de Alzheimer

A musicoterapia tem a capacidade única de invocar lembranças e emoções há de tempo.

Escolha músicas favoritas ou estilos musicais dos anos formativos do seu ente querido – os adolescentes de meados dos anos 20 são ideais – para obter a resposta mais envolvida.

Se o seu ente querido ainda é relativamente móvel, participe de um concerto musical ou saia dançando com ele.

Ou compre uma máquina de karaokê para que você possa cantar junto com ele as músicas favoritas em casa.

Se um tipo particular de música faz com que seu ente querido exiba sinais de angústia, evite tocar; pode estar associado a uma memória perturbadora.

Para adultos em estágios avançados de demência, ouvir alguma musica que te leve ao passado pode ser uma técnica eficaz.

Canções aprendidas na infância particularmente quando ouvidas pelo seu idoso podem desencadear uma lembrança mais significativa.

Musicas para idosos

Música como ferramenta

A música também pode ser usada para promover uma mentalidade ou humor particular.

Por exemplo, a música “rápida” pode encorajar o movimento, enquanto as músicas “lentas” podem ter um efeito sedativo.

Em parceria com atividades diárias, a música de fundo certa pode orientar comportamentos e respostas .

A música não conhecida também pode desempenhar um papel vital na musicoterapia.

Novas músicas podem ser usadas para desenvolver respostas benéficas, como o aprimoramento do sono e o gerenciamento do estresse.

A música também pode ser usada durante sessões de exercícios e fisioterapia para ajudar a promover equilíbrio e concentração.

Quando indivíduos com demência avançada se tornam frustrados ou oprimidos pela incapacidade de comunicar e / ou estímulos ambientais, a música continua a ser uma ferramenta valiosa.

A música suave pode ajudar a acalmar a agitação e reorientar os comportamentos negativos para uma atividade positiva.

Mesmo nos estágios posteriores da demência e quando todas as interações humanas falharem, os idosos mais velhos ainda podem se conectar com a música.

Ouvir música juntos, enquanto isso cria críticas para a conexão entre cuidadores e pacientes.

Música para o idoso ouvir e relaxar

Musicas para idosos

A terapia de música tem sido utilizada há séculos para aliviar o estresse e promover uma sensação de bem-estar.

Ao incorporar música na vida do seu idoso com Alzheimer ou demência , você pode ajudá-lo a experimentar seus vários benefícios.

Cantar, tocar e ouvir música tem uma série de benefícios físicos, mentais e emocionais.

Dependendo do estágio da doença, a música pode ser incorporada na vida de seu idoso de uma variedade de maneiras significativas.

A música também pode ser usada em segundo plano para inspirar certos comportamentos ou criar um humor particular.

Ouvir música com o seu ente querido é um meio promissor de se conectar quando outros esforços falham.

Veja no Portal AVôVó:

aprender a tocar música na terceira idade

Aulas de música fazem muito bem para a terceira idade

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *