Nacional

Museus brasileiros, os dez melhores!

Museus

Não é difícil encontrar pessoas exaltando a qualidade dos museus europeus e americanos. Na verdade, não é difícil encontrar pessoas falando mal dos museus brasileiros. Será que essas pessoas sabem o que estão falando?

O Avôvó pesquisou sobre os melhores museus do Brasil e encontrou uma pesquisa realizada pelo site TripAdvisor, revelando quais são os 10 museus mais queridos dos brasileiros e visitantes em geral. Por critério de curiosidade, vamos revelar os três primeiros, mas acreditamos que pelo nível muito alto de todos não vale a pena distingui-los. Os primeiros são: o Instituto Ricardo Brennand, no Recife, o segundo foi para Inhotim, em Minas Gerais, e em terceiro lugar apareceu o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo. A votação foi feita entre usuários do site que visitaram museus em um período de 12 meses.

O público é conhecedor quando se fala em Museus, entre os participantes da pesquisa, 30% visitaram três ou quatro museus em 2015 e 29% visitaram um ou dois. O ponto que chamou nossa atenção, só pontos importantes tem esse poder, para esse levantamento foi o fato dos três melhores classificados estrem bem ranqueados na lista de melhores museus da América Latina.  O povo pernambucano e mineiro tem muito o que comemorar, pois o instituto Ricardo Brennand aparece na primeira posição, seguido de Inhotim e do Museu de Arte Latino-Americana de Buenos Aires (Malba).

Separamos os museus por região, acreditando que facilitará aos que desejam programar visitas. O Avôvó sempre faz sugestões de roteiros e passeios, mas essa surge com mais carinho. Falta atenção do povo brasileiro a nossa história, celebrada nos museus. Sempre é tempo de conhecimento!

Sudeste

  • Inhotim, Brumadinho (MG)

O instituto fica em Brumadinho, a 56 km de Belo Horizonte. A singularidade em unir obras e natureza transforma o Inhotim um dos museus a céu aberto mais especiais do mundo. Sua área total é de 786,06 hectares, tendo como área de preservação 440,16 hectares, que compreendem os fragmentos de mata e incluem uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, com 145,37 hectares, além de um jardim com mais de quatro mil espécies botânicas. O museu possui 22 galerias onde ficam expostas obras de arte contemporâneas e já recebeu dois milhões de visitantes. Entre as instalações, esculturas, desenhos, fotos e vídeos, há trabalhos de 85 artistas, o local conta com cerca de 450 obras de brasileiros.

  • Museu da Língua Portuguesa, São Paulo (SP)

O museu está localizado no centro de São Paulo. O prédio antigo da cidade paulistana tem três andares: no primeiro, ficam as exposições temporárias; no segundo está a grande galeria onde acontecem projeções de filmes e uma linha do tempo com recursos interativos; no terceiro andar, o auditório. O museu aborda a formação do idioma e as influências.

  • Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo (SP)

Simplesmente o primeiro museu de artes de São Paulo. Em 1901, o edifício deu espaço à Pinacoteca, que só iria funcionar de fato em 1911, com a Primeira Exposição Brasileira de Belas Artes. Atualmente, o museu conta com cerca de mil obras, um espaço da reserva técnica para peças em restauração e uma bela vista para o Parque da Luz.

  • Museu do Futebol, São Paulo (SP)

Como o futebol – esporte inglês – ganhou características brasileiras e conquistou o povo do Brasil? O museu do futebol te responde isso e ainda mostra a história das Copas do Mundo, com craques inesquecíveis. O espaço está localizado na parte de trás das arquibancadas do Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu.

  • Catavento Cultural e Educacional, São Paulo (SP)

Inaugurado em 2009, o Catavento está dividido em quatro grandes seções: Universo (espaço sideral e planetas do nosso sistema solar), Vida (evolução na Terra, desde os primeiros animais até o surgimento do homem), Engenho (criações no âmbito da ciência) e Sociedade (problemas de convivência entre os povos). O local faz a junção dos temas em espaços interativos e cheios de vida, as crianças adoram.

  • Museu Imperial, Petrópolis (RJ)

O palácio que hoje abriga o Museu Imperial foi a residência de verão de Dom Pedro II. No circuito de visitação, você desliza de pantufas entre cômodos ora montados como nos tempos do império, ora exibindo vitrines com relíquias da família imperial. Estão lá a pena de ouro que Princesa Isabel usou para assinar a Lei Áurea, as coroas e o cetro dos imperadores, o trono de Dom Pedro II, e o troninho de jacarandá que fazia as vezes de vaso sanitário. À parte, pode ser comprada entrada para o Sarau Imperial (que mistura teatro e música), ou para o espetáculo noturno Som e Luz (que tem tecnologia interessante, mas que já pede um filme mais novo para a projeção). O museu guarda ainda joias imperiais, como as coroas de D. Pedro I e D. Pedro II, o cofre de bronze que foi presente do rei Luís Filipe I, da França, além de joias de dona Leopoldina e da Marquesa de Santos.

  • Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), São Paulo (SP)

Cartão-postal da capital paulista, o edifício possui um acervo de cerca de 8 mil peças. Há obras de Monet, Van Gogh, Matisse, Manet, Chagall, Picasso, Cézanne, Botticceli, Renoir, Delacroix, Modigliani, Toulouse-Lautrec, Cândido Portinari, Di Cavalcanti, Anita Malfatti e Almeida Junior. Um dos destaques do acervo é o espaço dedicado à coleção de esculturas de Edgar Degas, em bronze, com 73 peças.

Sul – Paraná e Rio Grande do Sul

  • Museu Oscar Niemeyer, Curitiba (PR)

O popular, Museu do Olho, por causa de sua forma, o projeto atual pode ser divido em duas etapas projetas por Oscar Niemayer.  Composto por aproximadamente 2 mil peças, o acervo guarda obras de Tarsila do Amaral, Cândido Portinari, Ianelli, Caribé, Theodoro De Bona e Miguel. O fato curioso, as obras apreendidas pela Operação Lava Jato estão lá.

  • Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS, Porto Alegre (RS)

800 experiencias interativas? Sim, o museu procura despertar o espírito científico, a curiosidade e o gosto pelas ciências. Os visitantes têm acesso a informações importantes e curiosas nas áreas de arqueologia, biodiversidade, botânica, paleontologia e zoologia.

Nordeste – Pernambuco

  • Instituto Ricardo Brennand, Recife (PE)

O melhor museu da América latina segundo a pesquisa da TripAdvisor. Criado há 13 anos, o museu recebe cerca de dois milhões de visitantes por ano. Situado na área central da capital pernambucana, o Ricardo Brennand possui uma fortaleza medievel em meio ao parque. Entre suas exposições permanentes estão “Frans Post e o Brasil Holandês”, primeiro pintor da paisagem brasileira, a coleção “Paisagens Brasileiras do Século XIX”, com telas de artistas como Rugendas, Debret, além da coleção de vidros e do museu de cera. Os visitantes se surpreendem com a coleção de armas brancas e armaduras.

Veja abaixo algumas das fotos dos Museus Brasileiros

Centro Dragão do Mar

 

Museus
Mafro

 

Museus
Museu do Futebol

 

Museus
Casa do Rio Vermelho

 

Museus
Pinacoteca

 

Museus
PUC

 

Museus
Niterói

 

Museus
Oscar Niemeyer

 

Museus
Museu do Ipiranga

 

Museus
Museu de Arte Comtemporânea

 

Museus
Medieval

 

Museus
MASP

 

Museus
Inhotim

Veja também no Portal AVôVó:

Os 10 melhores resorts do Brasil

 

 

 

AnteriorPróximo
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *