Acessórios

Leque é vintage e super atual, saiba porque

Leque é vintage e super atual. Saiba porque.

O que dizem os leques?

No passado muito remoto, mais do que um acessório útil, era uma forma de expressão.

Hoje em dia não se usa muito, mas continua envolvido numa aura de romantismo e mistério e é uma maneira chique de se retomar o passado de maneira eclética e chique.



A sua origem é longínqua…

lady-windermeres-fan1.jpg 

Lady Windermere e o seu leque, Scarlett Johansson no filme A Good Woman

Os registos da origem do leque remontam à antiguidade e surgem nos mais variados pontos do mundo.

Presume-se que exista há mais de 3 mil anos e civilizações antigas como o Egipto, Assíria, Pérsia e Índia são fonte de pinturas e relevos que assim o atestam.

Estes leques eram de grande porte, não podendo ser fechados como agora os conhecemos e eram normalmente atribuídos a estatuto social elevado, sendo manuseados por súditos.

No séc. V a.C. os gregos também adaptaram os leques, seguidos pelos etruscos e romanos.

A sua utilidade tornou-se mais abrangente e até mesmo amorosa, por exemplo, abanar a esposa enquanto esta dormia era uma grande prova de amor.

Na mitologia grega fala-se da história de Eros (Cúpido), que perdido de amores por Psiquê, arranca uma asa a Zéfiro, o Deus do vento do oeste, para abanar a sua amada enquanto esta dormia.

leque espanhol.jpg

 Leque espanhol 

Na China, o leque remonta a tempos longínquos, dizem os arqueólogos que remonta desde o Neolítico, antes da Idade dos Metais.

Novamente um símbolo de poder, que até à época das Dinastias tinha uma forma curva e tiras finas de bambu na sua construção.

Durante as várias dinastias chinesas o leque mais comum era fabricado em seda, podia ter uma forma redonda ou ovoide, hexagonal ou octogonal em alguns casos, em forma de flores.

Mas o tipo de leque atual, articulado, teve lá a sua origem no séc. XII.

Reza a história que um inventor inspirado nas asas dos morcegos, criou um leque pequeno fácil de abrir e fechar, vindo a tornar-se o antepassado do leque como o conhecemos.

leque chinês.jpg

 Leque chinês

Devido à proximidade da China, também o Japão adaptou o leque, passando a usá-lo e a integrá-lo nos costumes e rituais das suas vidas, desde o nascimento até ao funeral.

Um dos rituais é miyamairi, em que a criança com um mês de idade é levada a fazer a sua primeira visita a um santuário e os pais levam um leque (suehiro ogi), pedindo aos deuses que concedam ao bebê um crescimento saudável.

leque japonés.jpg 

Leque japonês

É no Japão que os portugueses descobrem esta novidade, quando começam a estabelecer rotas comerciais com o Oriente, e a trazem para a Península Ibérica no final do séc. XV.

O encanto foi tal, que caixas de leques em grandes quantidades foram levadas para Lisboa, fazendo a moda pegar e espalhar-se pela Europa.

O leque iniciou-se pelas damas de classes elevadas, mas depressa se tornou popular em todas as classes.

Na Itália e França o sucesso foi imenso.

Para o Brasil a moda chegou mais tarde, em meados de séc. XIX, com a ida da família real portuguesa e parte da corte.

Lá, D. João VI introduziu os leques comemorativos de momentos importantes, feitos na China e importados para o Brasil, continham de um lado o momento importante e do outro lado decorações orientais.

 

Leque português

Os leques também foram usados por homens, em momento alto, mas foi nas mulheres que encontraram um caminho de apreço à sua estética e utilidade.

Acabaram mesmo por ganhar uma utilidade alternativa de rebeldia e expressão.

Um símbolo de quebrar regras e barreiras de uma sociedade conservadora.

O auge foi durante a Revolução Francesa, onde as mulheres desfilavam com os seus leques, inventado com eles uma linguagem própria para poderem enviar mensagens aos seus pretendentes e amantes.

 

Leque francês

Esta simbologia feminina e atrativa acabou por ficar impressa neste objeto, ao mesmo tempo rico em significado e utilidade.

Aqui ficam algumas dessas mensagens descodificadas:

– Esconder os olhos com o leque aberto – Aproxime-se

– Andar com o leque, conduzindo-o aberto na mão esquerda – Quando nos veremos?

– Leque aberto no colo – Não me esqueça

– Tocar o cabelo com o leque fechado – Siga-me

– Segurar o leque aberto sobre a bochecha direita –  Vamos marcar um encontro

– Sobre a bochecha esquerda – Deixe-me!

– Leque fechado sobre orelha esquerda – Estamos a ser vigiados

– Virar o leque fechado várias vezes na mão esquerda – Sou casada

– Abanar o leque lentamente – Sou noiva

– Abanar o leque rapidamente – Espere-me no local combinado

– Manter o leque aberto e imóvel em frente do rosto – Sim

– Apoiar o leque no lado direito do rosto – Não

– Apoiar o leque no lado esquerdo do rosto – Adeus

– Abrir e fechar o leque – Dizer a que horas é o encontro

– Contar ou abrir um certo número de varetas – Espere por mim

– Abrir totalmente o leque – Esqueça-me

– As duas mãos juntas segurando o leque aberto – Amo-o

leque.jpg

Usando o leque a qualquer hora

Assim como as roupas, os acessórios também saem e voltam à moda com uma frequência muito grande e em especial entre os acessórios que oscilam entre o presente e o passado está o leque que pode ser encontrado numa variedade muito grande de cores, tamanhos e materiais para todos os gostos, todas as ocasiões e horas que se queira fazer uso dele.

A hora de usar o leque

Não pode haver erro nesse detalhe uma vez que de leque a qualquer hora você poderá fazer sucesso já que ele pode ser usado independente da ocasião, do tipo de roupa ou da hora.

As cores neutras podem ser usadas tanto a noite como de dia sendo que as cores metálicas são indicadas para a noite por caírem bem com tudo e se você estiver se sentindo charmosa e bonita, com o seu leque então está tudo em ordem.

Toda Hora

Antigamente os leque eram presos por uma correntinha a cintura das moças hoje eles estão bem mais modernos e oferecem praticidade as mulheres vindo com uma pulseirinha que pode ser presa ao pulso ou ao dedo.

Grande Variedade

Hoje podemos encontrar no mercado uma variedade muito grande de leques, desde estampas lindas aos lisos de uma cor só e se você gosta do acessório pode ter vários tipos para usar em diferentes ocasiões.

Lembramos ainda que esta é um acessório que tem uma variedade muito grande de preços de modo que todas as mulheres podem ter o seu.

Modelos mais antigos

Se você tem um leque de modelo mais antigo não se desfaça dele, pois certamente conseguirá fazer uma boa combinação mesmo com um look mais moderno o que dará um efeito com bastante estilo.

Antigos

A verdade é que os modelos mais antigos têm um valor especial e não devem ser postos de lado.

Neste verão os modelos que estão em alta são aqueles feitos de madeira, uma releitura dos leques da vovó.

Os leques atualmente também estão sendo muito utilizados em eventos como casamentos e festas, onde são distribuídos para as mulheres que estão no festejo.

Isso dá um diferencial incrível ao evento.

fonte: cultura mix

Se você quiser comprar um leque para se refrescar e ao mesmo tempo se sentir estilosa e super diferente , separamos alguns leques da Magalu para você no Clube de compras AVôVó.

Leque De Madeira De Sândalo Com Estampa Chinesa Pirografada

Leque De Madeira De Sândalo Com Estampa Chinesa Pirografada - Essencial

Leque de Tecido Decorado

 

Leque de Tecido Decorado - Festabox

Leque com Estampa Florida

Leque com Estampa Florida - Festabox

Leque com Estampa Florida

Leque com Estampa Florida - Festabox

umidificador para idosos vale a pena

Umidificador de ar. Como usá-lo corretamente.

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *