Saúde Mental

Inspiração oriental melhora rotina dos idosos

prática oriental para terceira idade

Uma inspiração oriental: método japonês ajuda a organizar a mente e reciclar pensamentos.

Ações práticas e simples melhoram a saúde e trazem qualidade de vida.

As memórias influenciam o presente.

Parte delas pode ser negativa, como traumas, medos, culpas.

Uma bagagem pesada carregada ao longo da vida atua negativamente no organismo, gerando prejuízos nas relações, no comportamento e também à saúde, principalmente na terceira idade.

O acúmulo dessas memórias pode acarretar doenças psicossomáticas ou de origem nervosa, como gastrite, síndrome do pânico, problemas cardíacos, pela pressão desta produção cerebral.

Baseada nessa realidade, a psicóloga e gestora executiva do Instituto Vita de Ensino e Pesquisa, Helina Ogasawara, relacionou os princípios da metodologia oriental “5s” (Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke) como uma forma possível de eliminação dessas pressões.

“O 5s é um método de qualidade total, que auxilia no trabalho e em casa.

São alterações no cotidiano que podem gerar mais conforto e evitar doenças pela reciclagem dos pensamentos, das atividades de rotina e dos costumes”, diz.

Na prática

Pequenas mudanças ajudam a “descarregar a bagagem” e consistem em reorganizar os pensamentos, separar o que é útil, limpar memórias negativas, mudar padrões, hábitos e vícios, livrar-se de coisas antigas, de pessoas negativas e das tarefas que não gostamos.

Faz agir em prol do bem-estar interno, tomar consciência da possibilidade de dizer não e de respeitar o seu próprio tempo e espaço.

Aplique:

inspiração oriental só trás bem aos idosos

Utilização (Seiri)

Verifique espaços da casa onde fica o que não serve, coisas quebradas, roupas velhas, revistas e jornais.

Identifique o que é necessário e descarte o que não é.

Não viva de lembranças;

Preserve consigo apenas sentimentos úteis como amor, amizade, compreensão.

Descarte os negativos;

Ordenação (Seiton)

Evite manter a “própria bagunça”, tenha um lugar para cada coisa: remédios, documentos.

Isso facilita a própria vida e a dos que estão por perto, e reduz a “culpa” pela perda de memória;

Distribua adequadamente o seu tempo, dedique-se a atividades de casa, ao lazer, à família e a você;

Quebre padrões estabelecidos que geram mau humor, deixe da lado hábitos como não poder mudar a hora de comer, de deitar, lembre-se que tudo pode ser readaptável;

Limpeza (Seisou)

Elimine a sujeira ou objetos estranhos de paredes, armários, gaveta, estante, piso;

Use roupas, lençóis, lingerie, limpos e passados;

Mantenha lixeiras, quintal e banheiro sempre limpos;

Limpe os pensamentos negativos, mude o assunto: evite falar em doenças, morte ou nostalgia;

Tenha relações limpas.

Seja honesto ao se expressar, transparente, cordial, prestativo e sem segundas intenções;

inspiração oriental só trás bem aos idosos

Saúde e asseio (Seiketsu)

Zele pela higiene pessoal, cuide da saúde, mantenha a vacinação em dia;

Tenha comportamento ético, promova um ambiente saudável nas relações interpessoais, cultive um clima de respeito mútuo;

Pratique exercícios físicos;

Frequente grupos de idosos e busque novas atividades, novas companhias;

Autodisciplina (Shitsuke)

Desenvolva o autocontrole (conte até dez), tenha paciência;

Respeite o espaço e as vontades alheias;

Não se torne ranzinza e não reclame sem razão.

Veja também no Portal AVôVó:

Tai Chi, uma prática milenar!

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *