Lazer & Entretenimento

Terceira idade na internet, uma evolução constante

terceira idade na internet

Terceira idade na internet, uma evolução constante.

A internet chegou para ficar e transformou o planeta.

Aqueles que viveram sem ela por muito tempo estão sofrendo com a adaptação, mas isso não significa muita coisa.

A terceira idade está cada vez mais conectada.

Cada dia que passa o mundo o fica mais digital.

Hoje em dia, já possível fazer quase tudo pelo celular: transações bancárias, marcar exames e consultas médicas, pedir comida, pedir corridas particulares e muitas outras coisas.

A revolução da tecnologia, juntamente com a internet, está transformando a realidade das pessoas.

Não é preciso ter muita idade para perceber mudanças significativas na vida cotidiana.

A evolução foi fantástica, mas a adaptação está sendo um grande desafio.

As pessoas que passaram a maior parte da vida no mundo offline (desconectado)– os idosos – não tem a mesma capacidade de absorção que os jovens.

No entanto, não justifica que as pessoas pensem que tudo isso – as facilidades e advindos da tecnologia –  sirva apenas para pessoas mais jovens.

A maior prova está no uso das redes sociais, para o espanto de todos, o uso da internet para fins sociais tem sido cada vez mais significativo na terceira idade.

Terceira idade na internet, uma evolução constante

como o idoso está interagindo com a internet

Segundo dados do IBGE, entre 2008 e 2013 o percentual de pessoas da terceira idade que navegam nas redes subiu de 5,7% para 12,6%.

E a estimativa é de que esse número cresça cada vez mais, visto que, segundo a fonte, até 2025 haverá cerca de 31,8 milhões de idosos no Brasil, sendo a sexta maior população de idosos do mundo.

Com este aumento, surge a necessidade de manter os idosos sempre atualizados.

Os cursos de informática para essa faixa etária são uma ótima opção para começar.

Existem muitas escolas e centros profissionalizantes que ministram aulas especialmente dedicadas aos mais velhos, com conteúdo mais didático e que acompanham o raciocínio deles.

Além disso, a mídia pode ser muito mais diversificada nos meios digitais, proporcionando conteúdos exclusivos com direcionamento singular aos públicos específicos.

O Avôvó é um exemplo disso.

Todos os dias a nossa equipe se esforça para realizar um trabalho de qualidade para a terceira idade, ampliando horizontes e abrindo portas.

A influência da família também conta bastante. Incentivá-los a aprender a usar o celular, o computador, o tablet, etc., os ajudarão a compreender melhor esse mundo digital.

Mostre, por exemplo, que eles podem falar com outras pessoas de longe apenas com um toque.

Recentemente, uma pesquisa foi realizada por uma empresa multinacional e descobriu alguns números interessantes.

Vale ressaltar que 6.000 pessoas acima 50 anos foram entrevistadas em diversos países, incluindo o Brasil.

Os números da pesquisa:

Conheça 6 apps que facilitam o uso do smartphone para idosos ...

Uso de dispositivos:

  • Dentre os dispositivos digitais, o mais comprado/usado é o celular, utilizado por 86% dos entrevistados, seguido por smartphones com 78%, Desktops ou PCs com 78%, laptops com 77%, câmeras com 74%, tablets com 60%, ebooks com 18% e, finalmente, dispositivos wearables com 05%.

Em todos os dispositivos, o uso no Brasil supera o uso em outros países.

  • 98% dos respondentes usam aplicativos em seus dispositivos.

Os mais predominantes são os de comunicação com 79%, apps sociais (73%), apps de bancos/financeiros (71%), aplicativos de compras (61%), apps de notícias (59%), aplicativos de viagens (59%), entretenimento (50%) e aplicativos ligados à saúde e exercícios físicos (26%).

Em todos os casos, o número de usuários do Brasil é o maior entre os países pesquisados.

Mídias sociais

  • 76% são usuários do Facebook, 52% usam o Google+, 52% usam o LinkedIn, 25% o Twitter, 24% possuem Instagram, 4% o Flickr.

Em todos os casos, o número de usuários do Brasil é o maior entre os países pesquisados e apenas 9% dos respondentes não possuem nenhuma rede social (menor índice entre todos os países).

  • Apenas 9% dos respondentes não usam algum tipo de serviço de comunicação.
  • Os serviços de Comunicação mais utilizados são o Skype e WhatsApp, com 76%.
  • 25% usam o Facetime (maior número entre todos os países).

Terceira idade na internet, uma evolução constante

Casal é preso após furtar celular de idoso no bairro do Lavapés ...

Atitudes em relação à tecnologia e idosos

  • 95% da amostra concordam com a afirmação “A Tecnologia está melhorando minha habilidade de me comunicar com amigos e familiares “.
  • 80% concordam com a afirmação “A tecnologia melhorou minha capacidade de me entreter “(maior número entre todos os países).
  • 43% concordam com a afirmação “A tecnologia melhorou minha capacidade de me manter em forma e saudável “.
  • 87% concordam com a afirmação “A tecnologia melhorou minha capacidade de comprar on-line “(maior número entre todos os países).
  • 85% concordam com a afirmação “A Tecnologia ampliou minha capacidade de lidar com transações bancárias”.
  • 97% concordam com a afirmação “A Tecnologia melhorou minha habilidade de encontrar informações “(maior número entre todos os países).
  • 88% concordam com a afirmação “A Tecnologia melhorou minha habilidade de planejar viagens” (maior número entre todos os países).
  • 70% concordam com a afirmação “A Tecnologia melhorou minha habilidade de compartilhar minha vida com outras pessoas por meio de fotos, vídeos, etc.” (maior número entre todos os países).
  • 41% dos entrevistados acham fácil acompanhar/usar as tecnologias mais recentes. Para 5% isso é muito difícil ou impossível.

“Como a tecnologia faz eu me sentir?

  • Em contato com outras pessoas – 81% (maior número entre todos os países).
  • Em contato com as novidades – 70% (maior número entre todos os países).
  • Feliz – 47% (maior número entre todos os países).
  • Seguro – 32% (maior número entre todos os países).
  • Jovem – 31%
  • Vulnerável – 19% (maior número entre todos os países).
  • Preocupado – 12%(maior número entre todos os países).

Como é a relação com os netos? (entre os participantes, 51% possuem netos)

  • 43% conversam com eles utilizando apps de comunicação como o WhatsApp!
  • 42% via Skype ou outro tipo de videoconferência
  • 42% se comunica com eles por e-mail.
  • 32% via mensagem de texto
  • 17% via programas de bate-papo para laptop/PC

Terceira idade na internet, uma evolução constante

como o idoso está interagindo com a internet

Mais números em relação à comunicação com os netos:

  • 65% concordam com a afirmação “Graças à Tecnologia, eu converso mais com meus netos do que o fazia com meus avós”.
  • Além disso, 27% dos entrevistados gasta mais tempo se comunicando com seus netos online (Skype, mensagens, WhatsApp) do que offline.
  • 25% já compraram um aplicativo (para smartphone ou tablet) de presente para seus netos.
  • 46% já jogou com seus netos em um dispositivo de smartphone ou tablet.
Não perca nenhum conteúdo do Portal Avôvó! Informe seus dados e receba atualizações por e-mail.



 

Quais conselhos de tecnologia dão aos netos?

  • Não visitar sites perigosos – 65%
  • Contar aos pais e avós qualquer problema que ocorrer online – 64%
  • Não falar com estranhos – 63% (maior número dentre todos os países pesquisados).
  • Não compartilhar muita informação online – 62%
  • Lembrar que tudo que é postado permanece online para sempre – 44%
  • Não gastar muito tempo online – 56%
  • Ser gentil ao postar comentários e conversar com pessoas online – 47% (maior número dentre todos os países pesquisados).
  • 12% não dão a eles qualquer tipo de conselho.

Qual o conselho que o  Portal do AVôVó dá à você?

  • Fique sempre aqui conosco, pois o nosso trabalho é levar informação de conteúdo com qualidade às pessoas da terceira idade, família e cuidadores.

Veja também no Portal AVôVó:

a internet para os idosos só faz bem

Por que o uso da internet pode fazer muito bem ao idoso?

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *