Frutas

Frutas vermelhas, sempre com você!

frutas vermelhas para idosos

Frutas vermelhas são ótimas para a nossa saúde.

O aumento da expectativa de vida da população mundial vem fazendo com que a comunidade científica mapeie hábitos que ajudam a melhorar ou estender as capacidades cognitivas.

E um desses hábitos começa na mesa, pelo consumo de frutas vermelhas.

Essas frutas, do grupo das berries, se destacam principalmente pelo alto teor de fitoquímicos, que permitem reações metabólicas adequadas para proteção celular, reduzindo o risco de muitas doenças crônicas e mantendo a integridade do sistema nervoso central.

A atuação no sistema nervoso central foi verificada em idosos que apresentavam risco para o desenvolvimento de problemas cognitivos, como a demência.

Após 16 semanas de tratamento com mirtilo, observou-se aumento na oxigenação no cérebro, constatando a melhora da resposta neuronal.

Ainda, esses compostos são correlacionados com redução de citocinas inflamatórias no sistema nervoso central e a infiltração de células imunológicas em células cerebrais – potentes gatilhos para doenças neurodegenerativas.

Resultado de imagem para frutas vermelhas para idosos

Outra pesquisa feita na Universidade Harvard (EUA) com mais de 15 mil mulheres constatou que as voluntárias que comiam uma porção de frutas vermelhas e arroxeadas por semana aparentavam ter, em média, 2,5 anos a menos do que sua idade real, em termos de comportamento cognitivo.

Além desta importante ação protetora, as frutas vermelhas são propostas para aumentar a capacidade cognitiva.

Um estudo realizado com indivíduos saudáveis, que receberam 30 ml de suco de mirtilo por 12 semanas, mostrou que a intervenção foi responsável por aumentar a capacidade de memória.

Esses efeitos estão relacionados à ação das antocianinas em melhorar a permeabilidade vascular em nível cerebral, o que contribui com maior disponibilidade de nutrientes.

Imagem relacionada

Atuam ainda na inibição da atividade da monoamino oxidase – enzima responsável pela degradação de serotonina na fenda sináptica – e, portanto, podem ser utilizadas para aumentar a disponibilidade deste neurotransmissor que é associado à melhora do humor.

Saiba mais sobre a serotonina, clicando aqui

Assim, o consumo regular de frutas vermelhas ou arroxeadas, como morango, mirtilo, amora, groselha, framboesa, cranberry e gojiberry, são uma interessante estratégia para melhorar respostas neurais, permitindo o aumento da capacidade cognitiva.

Esses alimentos podem fazer parte da rotina alimentar, incluídos em sucos, vitaminas, sobremesas saudáveis e até pratos principais mais elaborados, tornando nossas refeições mais saborosas e saudáveis.

Essas informações não dispensam o acompanhamento de médicos ou nutricionistas.

fonte: cia da saúde por Letícia Longhi Rocha – nutricionista

Veja também no Portal AVôVó:

Cranberry, conhecida no Brasil como Oxicoco, Arando ou Mirtilo

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *