Frutas

Frutas Cristalizadas, desidratadas, liofilizadas ou em calda

frutas cristalizadas para idosos

Frutas Cristalizadas, desidratadas, liofilizadas ou em calda fazem mal à saúde?

Mito ou verdade?

Todo mundo sabe que fruta é um ótimo alimento.

Cheias de vitaminas, fibras, carboidratos e minerais, elas são “coringas” nas dietas saudáveis e também possuem antioxidantes que previnem o envelhecimento.

Melhor: têm sabores surpreendentes, do ácido ao doce, numa escala que agrada a todos os tipos de paladares.

Mas não é preciso ter sempre uma fruta fresquinha à mão para se beneficiar com tudo isso.

Cristalizadas, desidratadas, liofilizada e até em calda, elas podem fazer parte do seu cardápio desde como sobremesa, até substituindo o pacote de salgadinho.

Secas ou desidratadas

Resultado de imagem para frutas Secas ou desidratadas

Processo:

A fruta é aquecida até perder sua água.

Pode ser no sol, em fornos ou estufas.

Este processo faz com que ela conserve grande parte do seu teor nutricional, mas faz perder as vitaminas – como a C-, que não resistem a altas temperaturas.

As melhores:

Se você gosta de frutas úmidas, experimente as ameixas, damascos e uvas. As maçãs e bananas são cortadas fininhas e ficam crocantes.

Bom para:

Aquela fominha da tarde ou depois da atividade física, para repor as energias.

Em calda

Resultado de imagem para frutas em calda

Processo:

Frutas cozidas em calda de açúcar.

Elas podem ser raladas ou fatiadas e depois cozidas em uma calda ou no seu próprio líquido, mas com adição de açúcar.

Ela perde fibras e algumas vitaminas no cozimento, ganha calorias e muito sabor.

As melhores:

Mamão verde, cidra, pêssego e abacaxi são as mais comuns.

Bom para:

Uma sobremesa gostosa e saudável

Liofilizada

Resultado de imagem para frutas Liofilizada

Processo:

A fruta é congelada e depois colocada em uma câmara com baixa pressão, que evapora toda sua água.

A grande vantagem deste processo é que conserva todos os nutrientes, inclusive a vitamina C.

As frutas ficam crocantes, mas algumas excessivamente secas.

As melhores:

Banana, maçã, morango e abacaxi.

Bom para:

Intervalo entre as refeições, quando bate aquela fominha

Cristalizada

Resultado de imagem para frutas cristalizadas para idosos

Processo:

Quase como as frutas em calda, as cristalizadas são cozidas com açúcar, mas, posteriormente, colocadas para secar.

Ficam doces, macias por dentro e com uma casquinha de açúcar crocante por fora.

Também perdem valor nutricional ao longo do procedimento e ganham calorias.

As melhores:

Figo, manga e laranja

Bom para:

Serem consumidas em ocasiões especiais

Cozidas

Resultado de imagem para frutas cozidas

Processo:

As frutas são cozidas ou assadas em seu próprio líquido, sem adição de açúcar.

Algumas vitaminas vão embora, mas não são adicionadas calorias. Os sabores, normalmente, são bastante alterados.

Algumas frutas rendem ótimas caldas.

As receitas podem ser turbinadas com especiarias como canela, cravo, anis estrelado, pimenta, noz moscada ou o que a sua imaginação mandar.

As melhores:

Banana, maçã, pera, morango, amoras e framboesas.

Bom para:

Enganar a vontade de doce quando se está de dieta

Qual dura mais tempo, os doces em calda ou os cristalizados?

Resultado de imagem para frutas cristalizadas

Fruta Cristalizada

É o produto preparado com frutas, substituindo parte da água de sua constituição por açúcar, por meio de tecnologia adequada, até o ponto de impedir sua deterioração.

Elas podem ser transparentes ou recobertas com uma camada de cristais de açúcar.

Quando se emprega a tecnologia correta e as frutas cristalizadas são embaladas e armazenadas em condições adequadas, elas têm vida de prateleira de 20 a 30 dias.

Doces em caldas

A conservação dos alimentos depende do alimento em si (sua composição), do processamento (cozimento, desidratação, embalagem etc) e das condições de armazenamento (refrigeração).

Um mesmo produto feito em diferentes locais poderá ter uma durabilidade diferente.

No caso dos doces, por exemplo, em calda mais fina (menos concentrada) terá uma durabilidade menor do que uma calda mais grossa. T

udo depende da matéria-prima, do processo e da higiene.

O mesmo vale para as compotas.

Em geral, recomenda-se a utilização de vidros para o armazenamento dos doces, e a durabilidade pode chegar a 8 meses ou mais.

Mas, depois de abertos, devem, da mesma forma, ser guardados sob refrigeração e consumido em 15 dias.

As frutas secas são aquelas que por meio de aplicação de tecnologias industriais perdem grande quantidade da água.

Essas tecnologias podem ser realizadas por aplicação de calor e LIOFILIZAÇÃO.

A secagem por calor não elimina toda a água do alimento, por isso a fruta não fica crocante.

Já no caso da LIOFILIZAÇÃO ocorre a sublimação da água que antes é congelada em baixas temperaturas eliminando toda a água livre e deixando a fruta mais crocante.

fonte: tudo sobre alimentos

Veja também no Portal AVôVó:

8 benefícios das frutas secas: elas regulam o intestino e até ajudam na dieta

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *