Dicas de Alimentação

Fontes de hidratação: água, chá ou suco, qual a melhor?

chá, suco ou água: qual o melhor para hidratação?

Fontes de hidratação: água, chá ou suco, qual a melhor?

A importância da água muitas vezes aparece destacando os benefícios estéticos e com isso surgem várias “receitas” de como se manter hidratado para alcançar tais benefícios.

Não tem nada de errado até aí, mas o que precisamos lembrar é que as funções mais importantes que a água exerce no nosso corpo não são percebidas tão facilmente.

E aí vale quase tudo que for líquido ou que tenha algum percentual de líquido na sua composição, como é o caso das frutas, verduras e legumes.

Muitos apresentam alto percentual de água na sua composição, sem contar os diversos nutrientes que também são fundamentais para o corpo.

Chá, água, suco, qual o melhor para hidratação?

Fontes de hidratação: água, chá ou suco, qual a melhor?

Veja o quadro abaixo com as frutas, verduras e legumes que entram para a “contabilidade” de líquidos ingeridos diariamente.

percentual de água nos alimentos

Além disso, você pode ingerir sucos naturais (sem açúcar!), chás (sem açúcar também!) e águas “com sabor”.

No caso desta última opção, acrescente frutas fatiadas ou amassadas, cascas, folhas de hortelã, gengibre.

Minhas preferidas são o abacaxi, a laranja ou o limão.

Já com relação ao suco, muitas pessoas podem colocar a falta de tempo como empecilho para não preparar o próprio suco, optando muitas vezes pelos sucos de caixinha, que não são nada saudáveis.

Muitos apresentam alto teor de açúcar, sem contar os muitos conservantes usados em suas fórmulas.

Como alternativa, recomendo o suco de uva integral.

Quer uma receita de como fazer o seu próprio suco de uva? Clique aqui

Fontes de hidratação: água, chá ou suco, qual a melhor?

Além de ajudar na hidratação, o suco de uva promove uma série de benefícios devido a componentes como polifenóis (antocianinas, flavonoides e os flavonóis), bem como os ácidos fenólicos.

Entre os muitos benefícios que o suco de uva proporciona (não vou me alongar nessa parte, pois não é o foco do artigo), destaco o controle da hipertensão arterial.

chá, suco ou água: qual o melhor para hidratação?

Fontes de hidratação

Os polifenóis podem aumentar a produção de óxido nítrico nas células endoteliais, causando um efeito de vasodilatação, auxiliando na manutenção de vasos sanguíneos, controlando e até reduzindo a pressão arterial.

Os chás também são uma boa alternativa para manter o corpo hidratado.

E as opções são inúmeras!

Porém, alguns tem características diuréticas, então é preciso ter um pouco de cautela na quantidade que vai ingerir.

Água, chá ou suco…

A escolha é sua!

O importante é manter-se hidratado para o bom funcionamento do seu organismo e controle da pressão arterial. 

Concluindo

Desidratação em Idosos: Como manter a saúde sem se preocupar

 

Sabemos que a água é o principal componente do nosso corpo.

É veículo de nutrientes, reguladora da temperatura corporal, constituinte das células… ela, de fato, é vida.

Somos capazes de ficar dias (e até semanas) sem alimentos, mas não duraremos muito sem consumir água.

E assim como precisamos ter atenção aos tipos de alimentos sólidos que consumimos, precisamos estar atentos aos líquidos que ingerimos.

A hidratação vai além de “apenas” água.

Não perca nenhum conteúdo do Portal Avôvó! Informe seus dados e receba atualizações por e-mail.



Inclui também os sucos, os chás e muitos alimentos com quantidades variadas de água.

Isso tudo entra no “somatório” de ingestão diária de líquidos.

No geral, tenho visto como recomendação entre 1,5 e 2,5 litros por dia, mas, como vimos, a necessidade é individual e depende de uma série de fatores: sexo, idade, condições ambientais, metabolismo, entre outros.

O importante é ficar atento aos sinais que nosso corpo dá quando precisa de água: a cor da urina e a sede.

chá, suco ou água: qual o melhor para hidratação?

Mas, um detalhe!

O mecanismo de sede do nosso organismo não mensura precisamente o estado de desidratação.

Então, nós somente sentimos sede após a desidratação haver começado.

Algumas pessoas dizem não sentir sede, mas isso não significa que ela esteja bem hidratada ou ingerindo líquidos de forma adequada.

Bebes e idosos estão mais propensos à desidratação.

Nos idosos, as mudanças fisiológicas relacionadas à idade, seja pela perda da sede, pela mobilidade reduzida ou por incontinência urinária, podem limitar a ingestão de líquidos.

Sendo assim, vamos incentivá-los a beber água, mesmo que eles aleguem que não estão com sede.

E lembre-se (isso vale para todos):

Caso tenha ficado muitas horas sem tomar líquidos, não queira “tirar o atraso” tomando mais de 500 ml de uma só vez.

Essa quantidade ingerida de vez pode aumentar a pressão arterial em até 15%!

água aromatizada

Você já experimentou água aromatizada? Clique aqui para saber como fazer a sua!

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *