Saúde Física

Fisioterapia para os idosos é altamente recomendada

Muitos pensam que a fisioterapia é voltada especificamente para a reabilitação após um acidente ou uma lesão.

Mas a verdade é que a fisioterapia pode ajudar pessoas de todas as idades, em diversas situações.

Quando envelhecemos, por exemplo, nosso corpo passa por muitas mudanças.

E para isso não tem solução mesmo.

Mas os idosos tampouco precisam se conformar e aceitar as limitações e problemas que vêm com a idade.

É por isso que a fisioterapia para idosos é altamente recomendada.

Ela ajuda a reduzir o impacto que o envelhecimento tem no bem estar físico e, consequentemente, na vida em geral de muitas pessoas.

Fisioterapia para idosos: os obstáculos da idade

As mudanças que o organismo passa com a idade são muitas.

E são completamente naturais.

Elas incluem:

  • Redução da densidade óssea;
  • Redução da força muscular;
  • Aumento da gordura corporal;
  • Diminuição da coordenação motora;
  • Articulações mais rígidas.

Não é preciso dizer o quanto esses fatores afetam no dia-a-dia dos mais velhos.

O que acaba por prejudicar a independência de muitas pessoas.

É devido a essas condições que pessoas com mais idade têm mais facilidade para cair e ter fraturas.

Afinal, esses problemas afetam sua mobilidade, o equilíbrio e a resistência dos ossos.

Os idosos podem, por exemplo, muitas vezes se sentir inseguros, mais lentos e com menos firmeza nos pés.

Então a locomoção é mais difícil e as escadas se tornam um grande obstáculo.

Não são todas as pessoas que se sentem à vontade para depender da ajuda dos outros.

Isso pode afetar de tal forma um idoso que ele evita sair de casa.

Por isso, e por muitas outras razões, a fisioterapia para idosos é tão importante.

É com a fisioterapia que ele vai recuperar a segurança ao se movimentar.

Mas não são só esses problemas combatidos pela fisioterapia.

Percebe-se também uma melhora significativa com relação às doenças comuns nessa idade.

São elas:

  • Cardiopatias;
  • Pressão alta;
  • Derrame;
  • Diabetes;
  • Artrite;
  • Doenças pulmonares.

Com a fisioterapia as pessoas mais velhas percebem que envelhecer não significa parar de viver.

Fisioterapia para idosos: recuperando a independência

fisioterapia para idosos
Imagem: Shutterstock

Os fatores que afetam a vida das pessoas idosas apresentam muitas maneiras de serem superados.

Assim, a fisioterapia para idosos vai buscar exatamente isso.

Maneiras para devolver a independência a esses pacientes da melhor maneira possível.

De que forma?

Ela ajuda a recuperar a força, o equilíbrio, a coordenação, a flexibilidade, além de diminuir possíveis dores.

Pesquisas comprovam sua contribuição decisiva para ajudar idosos a manter sua saúde, bem-estar, capacidade funcional e independência.

O primeiro passo para que um paciente possa se beneficiar da fisioterapia para idosos é realizar uma avaliação detalhada.

Nessa etapa o especialista irá determinar o que especificamente está afetando o paciente.

Essa avaliação normalmente inclui a observação da força, da amplitude de movimento, do equilíbrio e da caminhada.

Assim, é possível definir objetivos, em conjunto com o paciente, para melhor tratar as condições que prejudicam o seu bem estar diário.

Uma característica importantíssima, não só da fisioterapia para idosos, mas dessa ciência em geral, é que cada paciente é tratado em sua particularidade.

Com as informações obtidas um programa feito sob medida é criado.

Em outras palavras, as medidas sugeridas pelo especialista trabalham com metas objetivas que beneficiam os pacientes exatamente onde ele precisa.

Intervenções efetivas para idosos incluem programas de alongamento e fortalecimento, além de atividades que desafiam e melhoram o equilíbrio.

O fisioterapeuta pode também fornecer equipamentos como auxiliares de caminhada.

Portanto, a fisioterapia para idosos busca devolver a independência do paciente, sendo também essencial para a prevenção.

Ajudando a evitar que outros problemas surjam com o tempo.

Fisioterapia para idosos: as vantagens de ser ativo

O fisioterapeuta pode também aconselhar seu paciente sobre como se exercitar com segurança.

Mostrando como fazer movimentos adequados enquanto treina, caminha ou em qualquer outra atividade que prefira para ter um estilo de vida mais ativo.

Afinal, não é segredo que uma má postura prejudica até mesmo os mais jovens.

Assim, os idosos podem também perceber o quanto a prática regular de exercícios é indispensável para a sua qualidade de vida.

fisioterapia para idosos
Imagem: Shutterstock

Estudos mostram que os idosos que praticam atividade física regular têm muitos benefícios, incluindo:

  • Melhor equilíbrio;
  • Força;
  • Coordenação;
  • Controle motor;
  • Flexibilidade;
  • Resistência;
  • E até mesmo uma memória melhor.

Além de, é claro, reduzir o risco de doenças comuns nessa idade.

E, de fato, pesquisas comprovam que a fisioterapia para idosos também é eficaz contra a pressão alta e a obesidade.

Como mencionamos, permanecer ativo ajuda a manter ou construir a força do paciente.

Por isso, quanto mais forte ele for, menos tempo levará para se recuperar de uma fratura caso cair.

Mas é importante lembrar que a fisioterapia também melhora o equilíbrio.

Então o risco de queda também é bem menor.

Portanto, a fisioterapia traz confiança e segurança para o idoso.

Com ela, ele pode continuar com a sua vida diária, sendo capaz de realizar suas tarefas sozinho.

Além de perceber, com clareza, a melhora da disposição e do seu bem estar.

fonte: reabilithec

Fazer exercícios requer motivação e para isso, saiba como fazer, clicando aqui

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *