Legumes & Verduras

Feijão: alimento importante para a nutrição dos idosos

o feijão e os idosos

Feijão, um alimento importante para a nutrição dos idosos.

O feijão é, sem dúvida, uma das bases da culinária brasileira.


Seja acompanhando o arroz ou fazendo parte de sopas e outros pratos, é um alimento cheio de nutrientes e que traz inúmeros benefícios para a saúde.

Mas você conhece os diferentes tipos e as diferenças entre eles?

Existe mais de uma dezena de espécies dessa leguminosa, mas todas são ricas em fibras e ferro, além de serem fonte de diversas vitaminas e minerais.

Conheça os principais tipos e suas características.

Carioca

Também conhecido como carioquinha, esse é o tipo mais consumido no Brasil, representando até 85% das vendas no país.

Ele é marrom rajado e combina muito com o clássico arroz e feijão.

Tem fácil cozimento e gera bastante caldo.

Preto

Esse feijão também produz bastante caldo e é muito consumido com arroz e carnes, mas seu principal papel na culinária brasileira é na feijoada.

Com carnes de porco, couve e laranja, o feijão preto cria um prato riquíssimo em ferro, ideal para combater a anemia.

feijão e os idosos

Branco

É menos popular que os dois anteriores mas, como não produz muito caldo, é muito utilizado no preparo de saladas e ensopados.

É muito usado em dietas de emagrecimento, já que dificulta a transformação do carboidrato em açúcar.

Fradinho

É marrom claro com um “olho” branco e é um dos feijões mais utilizados em saladas e pratos frios.

Não produz caldo, tem o sabor frutado e é usado no preparo do acarajé.

Em alguns lugares do país, ele é chamado de feijão de corda.

De corda

É da família do feijão fradinho, mas apresenta algumas diferenças.

Sua cor é mais escura, mas também não produz caldo, por isso é muito utilizado em aperitivos.

É mais popular no Nordeste e em Minas Gerais e também é conhecido como feijão-macaçar ou caupi.

feijão e os idosos

Jalo

Tem os grãos maiores e alongados e é levemente adocicado.

Como ele produz um caldo grosso, pode ser usado para encorpar feijoadas, além de ser muito usado para fazer tutu e feijão tropeiro.

Existe também uma variação dele, conhecida como jalo roxo, que tem coloração avermelhada e é muito utilizado em sopas e saladas.

Manteiga

Tem o grão bem arredondado e de cor amarelada e também é conhecido como feijão-bolinha.

Ele é muito utilizado em saladas, sopas e na culinária portuguesa.

Feijão, um alimento importante para a nutrição dos idosos, veja as calorias:

Calorias do feijão:

O feijão é a cara do Brasil. Tanto que quando o assunto é almoço, já vem aquela imagem de arroz e feijão na cabeça.
Acontece que as caloria variam muito de acordo com o tipo.

Alguns tipos, inclusive, podem comprometer a sua dieta – principalmente se você estiver querendo perder peso.

Vale a pena ressaltar que toda a sua alimentação deve estar equilibrada e que o feijão sozinho nem engorda nem emagrece.

calorias do feijão

Calorias do Feijão Branco

O feijão branco é um dos mais indicados para quem está querendo perder peso.

Para você ter uma ideia, 100g de feijão branco fornecem apenas 24kcal.

Além disso, ele é uma excelente fonte de cálcio.

Ele é bastante recomendado para mulheres, que sofrem mais com doenças ósseas tipo a osteoporose e a osteopenia.

calorias do feijão

Calorias do Feijão Carioca

O carioca é o mais popular no Brasil e o preferido de muita gente.

100g de feijão carioca fornecem, em média 76kcal.

Apesar de ser mais calórico que o feijão branco, o feijão carioca compensa pelo seu poder nutricional:

ele é uma excelente fonte de ferro, cálcio e potássio.

calorias do feijão

Calorias do Feijão Preto

Se você só costumava comer feijão preto na feijoada, está na hora de repensar seus hábitos.

O feijão preto é uma das variedades mais nutritivas cultivadas e vendidas aqui no Brasil.

Ele é uma fonte incrível de antioxidantes e fornece 8 tipos diferentes de flavonoides.

E o melhor de tudo é que ele é magrinho: 100g de feijão preto fornecem 77kcal.

Mas cuidado: resista à tentação de adicionar carnes gordurosas para dar sabor ao seu feijão. Deixe a feijoada para ocasiões especiais.

calorias do feijão

Calorias do Feijão Fradinho

O feijão fradinho é um dos principais símbolos da culinária baiana.

Isso por que é a partir dele que é feita a massa de um dos pratos típicos mais famosos do Brasil: o acarajé.

Mas nem só de acarajé vive o feijão fradinho:

ele pode ser usado em farofas, saladas e como acompanhamento de pratos com frutos do mar.

Quantas calorias tem o feijão fradinho?

Cada 100g fornecem 77 calorias.

calorias do feijão

Calorias do Feijão Azuki

O feijão azuki é um pouco mais exótico que os demais aqui no Brasil, sendo mais popular na culinária asiática.

Seu sabor é mais adocicado que os demais e ele vira uma das sobremesas mais tradicionais pratos japoneses: o anko, que é basicamente um doce de feijão.

E é uma delícia, vale a pena experimentar!

O feijão azuki já é um pouco mais calórico que os demais: 100g dele fornecem 128kcal.

Ok, é um pouco acima dos demais, mas vale a pena refletir.

Comer de sobremesa uma porção pequena de anko vai matar a sua vontade de comer doce de uma forma bem menos calórica que um bolo de chocolate por exemplo.

Feijão, um alimento importante para a nutrição dos idosos:

Uma simples mudança no preparo do feijão pode melhorar os gases

Muitas pessoas deixam de comer feijão nas refeições devido aos gases que esse alimento causa, mas esse problema está com os dias contados.

feijao-causa-gases

Conhecido como um dos maiores vilões na hora de causar gases, ele já foi até abolido da alimentação diária de muitas pessoas que acabaram passando por uma série de constrangimentos depois de consumir este alimento.

Isso porque ele é rico em carboidratos não absorvíveis e, por isso, tende a fermentar no intestino.

Entretanto, eliminá-lo da dieta pode não ser uma boa solução, porque ele também é fonte importante de proteínas, fibras e outros nutrientes.

Em alguns casos, por fatores genéticos ou porque adotaram uma dieta saudável, com pouca gordura,  rica em fibras e em carboidratos, algumas pessoas podem produzir mais gases.

No entanto, a maioria das queixas parte de pessoas que produzem uma quantidade que os gastroenterologistas considerariam normal.

Estudos demonstram que um adulto pode expelir gases, em média, vinte vezes por dia.

De qualquer modo, há como prevenir a maior formação de gases.

gases-feijao

O segredo que pode acabar com os gases é deixá-lo, e outras leguminosas (como ervilha, lentilha, grão de bico, etc), de molho durante a noite ou trocando a água a cada 3 horas.

Troque a água também antes de cozinhá-lo bem.

Ao tornar os grãos mais digeríveis, você evita a flatulência e elimina substâncias como os fitatos, que dificultam a absorção de alguns nutrientes.

Outra dica é acrescentar no cozimento erva-doce ou cominho.

Se preferir você pode fazer uso na forma de chá.

Eles auxiliam na digestão e atenuam o efeito indesejável dos gases.

Uma outra possibilidade é evitar comer a casca, servindo-se apenas com o caldinho.

Como a casca desse alimento é rica em celulose, seu consumo potencializa a formação de gases.

Experimente ainda o chamado Azuki ou feijão japonês.

Este, contém uma quantidade muito menor de um carboidrato (rafinose) que é responsável pela fermentação.

Por isso, produz menos gases.

fonte: Associação Brasileira de feijão, pede sabores e proteste

Veja também no Portal AVôVó:

Arroz com feijão, uma combinação de excelência para os idosos

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *