Dicas de Alimentação

Comer chocolate pode trazer muitos benefícios

Comer chocolate pode trazer muitos benefícios.

O chocolate não é só uma delícia para o paladar.

O seu consumo moderado, respeitando os limites adequados, também oferece uma lista de benefícios para a terceira idade.

Lembre-se, quanto mais cacau melhor.

O maior problema no consumo de chocolate está na quantidade de açúcar contido nas formulas disponíveis no mercado.

A associação Americana recomenda que homens não ingiram mais de 150 calorias de açúcar adicionado (nove colheres de chá) por dia.

Para as mulheres, a indicação é consumir menos de 100 calorias (ou 6 colheres de chá).

Uma barra contem em média 94 calorias de açúcar.

Pacientes que consumiram chocolate com alto teor de cacau conseguiram andar por mais tempo em teste feito na esteira; pesquisadores atribuem resultado à ação dos polifenóis.

Resultado de imagem para chocolate

Pacientes com doença arterial periférica têm um motivo a mais para comer chocolate.

Novo estudo mostrou que após ingerir 40g de chocolate com teor maior que 85% de cacau, idosos com a doença apresentaram melhora na capacidade de caminhar.

Pesquisadores afirmam que polifenóis presentes em chocolate com alto teor de cacau poderiam representar uma nova estratégia para o tratamento de problemas cardiovasculares.

A doença acarreta na redução do fluxo sanguíneo por conta do estreitamento das artérias periféricas das pernas, barriga, braços ou cabeça.

Ela está associada ao envelhecimento e geralmente atinge as artérias das pernas, resultando em dor, cólica, ou fadiga nas pernas e dificuldade de caminhar.

Vejam quais são os benefícios do chocolate quando consumido corretamente:

Fluxo arterial

Imagem relacionada

Estudos mostram que o consumo do amargo melhora o fluxo arterial e faz bem à saúde cardiovascular por diminuir a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos sanguíneos.

Ajuda a diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim).

Comer chocolate pode trazer muitos benefícios.

Imagem relacionada

Saúde do coração

O chocolate tem efeitos benéficos para o coração.

Cientistas da Universidade de Linkoping, na Suécia, descobriram que a versão amarga (rica em cacau) inibe uma enzima no organismo conhecida por elevar a pressão arterial.

O resultado positivo é atribuído às catequinas e procianidinas, antioxidantes encontrados na iguaria.

Saúde cerebral

Imagem relacionada

O amargo pode reduzir os danos cerebrais após um acidente vascular cerebral, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

Os cientistas descobriram que um composto chamado epicatequina protege as células nervosas.

Os testes foram realizados em ratos e a equipe espera que os efeitos possam ser aplicados em seres humanos.

Na gravidez

Durante gravidez pode ajudar a prevenir a pré-eclâmpsia (hipertensão).

Uma pesquisa da Universidade Yale, nos Estados Unidos, sugere que mulheres que saboreiam a delícia ao menos cinco vezes por semana estão 40% menos propensas a desenvolver o problema do que aquelas que a consomem menos de uma vez.

O composto teobromina, encontrado principalmente nas variedades amargas e meio amargas.

Dores

Imagem relacionada

Ingeri-lo pode aliviar dores, de acordo com um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

A distração de comer ou beber por prazer atuaria como um analgésico natural.

Os testes foram realizados em ratos, mas os pesquisadores acreditam que o mesmo efeito ocorra em pessoas.

Veja a quantidade de açúcar em cada alimento

Resultado de imagem para chocolate

Chocolate ao leite

Imagem relacionada

O chocolate ao leite é uma preparação que leva massa de cacau – em proporções menores a 50% da composição da receita – manteiga, leite (em pó ou natural) e açúcar.

Essa mistura garante a esse tipo, uma coloração marrom mais clara, textura cremosa e um sabor mais adocicado, que agrada boa parte dos paladares.

Chocolate branco

Resultado de imagem para chocolate branco

Esse é um dos tipos de chocolate que, apesar de não ter a coloração característica do cacau, também pode ser classificado nesse grupo alimentar pela ANVISA, por levar em sua receita a manteiga de cacau, ao invés da massa da fruta.

O chocolate branco é preparado também com leite e açúcar, características que elevam sua concentração de gordura e valor calórico.

Chocolate amargo

Imagem relacionada

O chocolate amargo pode variar bastante de sabor, cor e aroma de acordo com a concentração de cacau em sua receita.

Por definição, todo chocolate que utiliza um volume acima de 50% de massa de cacau em sua receita pode ser classificado como amargo.

Além disso, os amargos geralmente levam pouca – ou nenhuma – adição de leite e tem baixos teores de açúcar.

Vôvo, coma sempre chocolate com moderação, lembrando dos benefícios que esta delícia pode lhe proporcionar.

No entanto, nunca se esqueça, independente das vantagens que o chocolate te traz, a melhor delas sempre será um pouco mais de doçura na sua vida.

O Avôvó sempre pensando em você!

 Veja a nossa matéria que fala sobre o cálcio:

O cálcio faz bem à saúde dos idosos. Veja 5 dicas

AnteriorPróximo

2 Comments

  1. Deliciosa matéria sobre chocolate. Adorei!! São muitos os benefícios do chocolate para nossa saúde. Além de muito gostoso . Ajuda também a diminuir a ansiedade. Parabéns a equipe de Avôvó por nos mantermos informados sobre a importância dos alimentos para nossa saúde.
    Linda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *