Chás

Chá de cavalinha, propriedades surpreendentes

chá de cavalinha para idosos

O chá de cavalinha é usado especialmente como diurético, contribuindo para o emagrecimento, porém também melhora a pele, o funcionamento dos rins, fígado e baço, previne hemorroidas e combate a osteoporose.

Além do mais, é muito usado no tratamento de problemas como bronquite, tosse seca, obstrução nasal, gripes e resfriados.

Além do consumo na forma de chás também pode ser usado na forma de cápsulas com o extrato seco.

Já o óleo de cavalinha é muito utilizado na área estética em cremes para tratamento de estrias e celulites.

Origem da cavalinha

Resultado de imagem para cavalinha

A cavalinha (Equisetum giganteum, da família Equisetaceae), também conhecida como cauda-de-cavalo ou rabo-de-cavalo, é uma planta primitiva, pertencente ao grupo das samambaias.

Possuem hastes finas, verdes e muito ásperas, que só no alto apresentam finas ramificações.

É encontrada principalmente em terrenos úmidos à beira dos riachos.

É de origem européia e já foi utilizada para diversas finalidades, inclusive no polimento de madeira, por conter um alto teor de silício.

Para que serve o chá de cavalinha

O chá de cavalinha pode melhorar os casos de inchaço por retenção de líquidos, já que os seus flavonoides e sais de potássio oferecem uma potente ação diurética.

Ainda, por ser fonte de vitamina C, a cavalinha pode oferecer ação antioxidante, importante para neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelo maior risco de diversas doenças.

O silício é um mineral com propriedade remineralizante e, por isso, contribui para a manutenção de colágeno, favorecendo o aumento da elasticidade dos tecidos.

Além disso, também pode ser utilizada nos tratamentos de fraturas e doenças reumáticas devido ao seu potencial anti-inflamatório.

Benefícios do chá de cavalinha

Resultado de imagem para cavalinha

  • Apresenta propriedades diuréticas, o que contribui para diminuir a retenção de líquido corporal e a eliminar toxinas;
  • Ajuda no tratamento de doenças na bexiga e nos rins;
  • Ajuda nos processos de incontinência urinária infantil;
  • Atua como antioxidante, por ser rica em vitamina C;
  • Possui ação antimicrobiana e propriedades adstringentes e detergentes diminuindo a oleosidade da pele e o aparecimento de espinhas;
  • Auxilia no combate da flacidez da pele;
  • Atua como um potente “hidratante” estimulando o processo de cicatrização da pele;
  • É benéfico para tratar frieiras e aftas, interferindo positivamente na aparência das unhas;
  • Combate a dor de cabeça graças a presença do ácido acetilsalicílico;
  • Melhora o fortalecimento dos ossos por conter alto teor de silício, o qual aumenta a densidade mineral;
  • Tem ação anti-inflamatória e pode ser usada em hemorragias nasais, grandes perdas de sangue na menstruação e nas hemorroidas;
  • Ajuda a tratar a inflamação da próstata;
  • Ajuda a melhorar a ansiedade e a diminuir o estresse.

Leia mais sobre o estresse, clicando aqui

Cabe lembrar que, por sua ação diurética, o chá de cavalinha pode auxiliar na perda de peso, porém, esse “emagrecimento” se dá pela perda de líquidos corporais, e não pela redução de gordura corporal.

Ressalta-se que é fundamental aliar o uso do chá de cavalinha a uma reeducação alimentar orientada por um nutricionista, além da prática de exercícios físicos.

Pois, apesar das plantas medicinais serem naturais, não devem ser consumidas de forma descontrolada e exagerada.

Como preparar o chá de cavalinha

Resultado de imagem para cavalinha

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de cavalinha;
  • 300 ml de água.

Preparo:

  • Depois que a água ferver, adicionar a cavalinha, desligar o fogo e tampar a panela por 5 minutos.
  • Coar e servir.
  • Lembrando que o chá deve ser consumido até 24 horas depois do seu preparo.

A recomendação é de 3 a 4 xícaras de chá de cavalinha por dia, durante um período contínuo máximo de 10 dias.

Se o uso for em forma de cápsulas, a dose indicada usualmente é de 3 cápsulas (250 mg) ao dia pelo mesmo período de tempo.

Outra forma de uso da cavalinha é fazendo um banho com o chá de cavalinha, para o qual será necessário uma banheira com água até a sua metade e 3 punhados de talos secos de cavalinha.

A água deve permanecer em temperatura ambiente e a pessoa deve permanecer com o corpo mergulhado na água por cerca de 10 minutos.

Em seguida, pode tomar banho normalmente.

O ideal é repetir esse procedimento uma vez por semana.

Efeitos colaterais

Resultado de imagem para cavalinha

O uso prolongado do chá de cavalinha pode provocar dores de cabeça, queda da pressão arterial, perda de apetite, fraqueza muscular e arritmias.

Além disso, as altas doses de chá podem levar à irritação gástrica e urinária, além de reduzir os níveis de vitamina B1.

Contraindicações

O consumo do chá da cavalinha não é indicado a mulheres grávidas ou que estejam amamentando, crianças, pessoas com insuficiência renal e/ou cardíaca e por quem tem gastrite e úlceras duodenais.

Seu consumo também é contraindicado por quem faz uso de anticoagulantes, diuréticos e anti-hipertensivos.

fonte: super club fit

Veja também no Portal AVôVó:

Chá de manjericão, poucas calorias e muitos benefícios

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *