Segurança

Deixe sua casa mais segura na terceira idade com 6 dicas

deixe sua casa mais segura

A casa mais segura na terceira idade: a experiência adquirida com os anos certamente é algo a ser admirado e, inclusive, celebrado, mas as dificuldades físicas que acompanham a idade, em certo ponto, tornam-se inevitáveis.

No entanto, é possível tomar medidas para facilitar o dia a dia de quem já passou por muitos anos de vida, prevenindo as lesões que, hoje, são umas das maiores causas de hospitalização.

Veja, no artigo a seguir, como preparar a casa ou apartamento do idoso para que ele possa continuar a exercer suas atividades com mais conforto e segurança:

Garanta um andar seguro

Resultado de imagem para casa segura para idoso

Os caminhos que levam as pessoas de idade aos vários cômodos da casa são, sem sombra de dúvida, os maiores riscos para sua integridade física, já que eles podem ser afetados pela iluminação, pela falta de apoio e até pelos obstáculos encontrados no piso.

Por esse motivo, é preciso adaptar os corredores do apartamento ou da casa para que seja possível caminhar de um lugar ao outro sem grandes dificuldades.

A primeira adaptação a ser feita é colocar corrimão em todas as paredes que levam aos cômodos da casa.

Dessa maneira, o idoso pode, em qualquer circunstância, contar com um apoio para andar de modo mais firme, sem riscos de queda.

A iluminação dos corredores também deve ser ajustada: use lâmpadas que sejam capazes de auxiliar a visão, evitando deixar espaços ou cantos mais escuros que possam confundir quem estiver passando.

Além disso, instale sensores de presença para que as luzes se ascendam sem que seja preciso procurar pelo interruptor no escuro.

A terceira e última adaptação visa prevenir escorregões, tropeços e esbarrões.

Retire tapetes, móveis, cômodas ou quaisquer outros obstáculos que possam prejudicar a livre locomoção.

Muito cuidado com escadas

Imagem relacionada

Se mesmo os adultos tropeçam e se machucam eventualmente nelas, para quem já não tem tanta resistência, coordenação e força física, as escadas podem ser ainda mais perigosas.

Se for realizar uma reforma no imóvel, providencie a construção de rampas com corrimão e piso antiderrapante.

Caso isso não seja possível, use sinalizadores nos degraus das escadas para ajudar a visualização, mantenha o local bem-iluminado e nunca se esqueça de providenciar um corrimão para apoio.

O banheiro deve ser adaptado

Imagem relacionada

O banheiro é outra área de risco, já que os azulejos lisos e molhados são a receita certa para quedas inesperadas.

Para prevenir acidentes graves — visto que, devido ao tamanho reduzido do cômodo, cair pode significar também bater em lugares como a pia, o vaso sanitário ou mesmo o vidro do boxe — providencie alguns tapetes de borracha que podem ser fixados ao chão para evitar que o piso se torne muito escorregadio.

Não se esqueça também de fazer as devidas adaptações para que seja possível usar o banheiro com mais segurança: coloque barras de apoio na parte de dentro do boxe, assim como ao lado da pia e do vaso sanitário.

Outra mudança positiva é elevar o assento do vaso sanitário, já que flexionar menos as pernas dá mais estabilidade ao idoso e ajuda na hora de se levantar.

Móveis devem ter pontas arredondadas

Objetos com quinas em ângulo reto não são adequados para a moradia de quem tem mais idade.

Para evitar lesões, escolha móveis de pontas arredondadas para decorar o ambiente ou coloque proteções nas pontas de mesas, criados-mudos e outros objetos que podem oferecer risco.

Fios devem estar fixos às paredes

Resultado de imagem para casa segura para idoso

Não é incomum que, sobretudo em escrivaninhas nas quais há um computador ou móveis em que há uma televisão, fios e cabos fiquem espalhados pelo chão.

O problema é que, quando não enxergamos tão bem e temos menos controle sobre nossos movimentos, é fácil se enroscar nesses fios e acabar tropeçando.

Sempre que possível, portanto, fixe os fios nas paredes com a ajuda de canteiras ou até mesmo de fitas isolantes.

O importante é deixar o chão livre de obstáculos.

Troque as maçanetas para o tipo alavanca

Quem nunca acreditou ter ficado preso em um cômodo por causa de uma maçaneta dura e difícil de abrir?

No caso do idoso, essa situação pode ser ainda mais frequente, já que ele não tem mais a mesma força nas mãos.

A ideia para facilitar sua vida, nesse caso, é adotar maçanetas do tipo alavanca, que não requerem tanto esforço para serem acionadas.

Esses são só alguns dos cuidados essenciais para deixar a casa mais segura para quem já passou por muito na vida, garantindo a manutenção da sua saúde e integridade física.

Caso ainda tenha dúvidas sobre como manter um ambiente seguro para a convivência com um idoso, não deixe de consultar um médico sobre o que mais pode ser feito.

Veja também no Portal AVôVó:

Decorar a casa de um idoso requer cuidados

 

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *