Internacional

Cartagena, a Colômbia dos espanhóis!

Cartagena um destino para idosos

A América Latina oferece destinos surpreendentes e Cartagena é um deles! Vida noturna rica em cultura, arquitetura conservada e muita história para animar qualquer um. O Avôvó adoraria te ver descansando em Cartagena.

Estamos falando da quinta maior cidade colombiana. Estamos falando da cidade que guarda as maiores relíquias arquitetônicas e históricas da colonização espanhola na América. Cartagena foi fundada em 1º de junho de 1533 por dom Pedro de Heredia. O nome original: Cartagena de Índias. Havia uma semelhança com a baía de Cartago, no mediterrâneo, e na época os espanhóis ainda pensavam ter chegado as índias. Em pouco tempo, a cidade se tornaria referência comercial nas terras espanholas e, dois séculos depois – em 1741 -, virou capital da América espanhola.

O ouro, a prata e a esmeralda, abundantes na região dominada pelos europeus – formado por: Panamá, a Bolívia, o Equador, o norte do Peru, a Venezuela e a própria Colômbia -, eram recolhidos pelos espanhóis e levados para Cartagena, de onde saíam os navios carregados para a metrópole.

Houveram mudanças após a independência da Colômbia, a cidade perde força comercial devido a diminuição de ritmo entre América e Europa. A coisa só retornaria – tomada as proporções – com a construção do canal do Panamá, no início do século 20. O canal elevaria o valor geográfico de Cartagena e isso atraiu comerciantes libaneses, sírios e norte-americanos que apostaram na volta de volume no porto.

Cartagena para os idosos viajarem

Já fazem 33 anos que Cartagena foi declarada patrimônio histórico e cultural pela Unesco, passando a receber fortes investimentos de grupos internacionais ligados ao turismo. Metade da população vive de atividades ligadas ao turismo – hotéis e passeios. Os demais trabalham principalmente em refinarias de petróleo e na indústria pesqueira. No entanto, apesar de muitos só conhecerem a cidade por atrativos turísticos, o porto ainda é o maior da Colômbia, exportando grandes quantidades de café, frutas e alimentos em geral e importa eletrodomésticos.

A cidade ainda possuí cerca de sete quilômetros de muralhas conservadas, algumas das fortificações da baía em ruínas e o forte de San Felipe de Barajas em excelentes condições. A arquitetura das casas do século 19 em boas condições e pracinhas charmosas, onde os bares colocam mesas e o turista pode apreciar a música local. O centro histórico deve ser contemplado com carinho e atenção: a arquitetura, o povo e as esculturas de Botero espalhadas pela cidade são espetaculares.

Detalhes – aos viajantes!

Cartagena para os idosos viajarem

Onde ficar?

Duas grandes opções – as mais solicitadas -, a cidade amuralhada e Bocagrande. Ambas possuem vantagens e desvantagens, porém só você conseguirá identificar a melhor para a sua viagem.

  • Cidade Amuralhada

Dividida entre os pequenos bairros Centro, San Diego, La Matuna e Getsemani, a cidade amuralhada é a opção mais indicada para os viajantes que planejam viver o clima histórico da cidade.

  • Boca Grande

Possui mais opções em hotéis modernos, possibilitando maior variação de preços. Além disso, a região é próxima da praia – sem muitos atrativos em beleza natural, mas torna-se uma boa pedida para as crianças. No entanto, fica fora da cidade amuralhada, aumentando os gastos com táxis.

O que não posso perder?

Não deixe de fazer os passeios dentro da cidade amuralhada. Existem alguns city tours irão levar os viajantes a conhecer esse pedacinho antigo da cidade e desvendar mais de sua história. Lembrete: sempre tente escolher tours a pé – não são cansativos e vale muito o esforço. Lugares: a Plaza de Bolívar, a Catedral de Cartagena, a Praça San Pedro Claver, a Igreja de São Pedro, o Palácio da Inquisição, à Torre do Relógio – sempre olhando para cima para apreciar as sacadas decoradas que se tornaram um cartão postal de Cartagena – e o Castelo de San Felipe de Barajas, construído em 1657 pelos espanhóis.

Caso esteja planejando passeios um pouco mais longos, considere conhecer as Ilhas de Rosário, bastante diferentes das praias urbanas. Por serem menos habitadas, você terá maior contato com a natureza e a vida selvagem – o arquipélago foi declarado parque nacional em 1977. Ou, outra opção de passeio, a Playa Blanca localizada na Ilha Baru – considerada por muitos como a praia mais bonita de Cartagena. Além das praias, a excursão ao Vulcão Totumo pode ser muito agradável, a cerca de uma hora de Cartagena, possibilitando uma vista incrível e o famoso banho de lama.

Comer

Certamente não será uma tarefa difícil. Muitas opções de bons bares e restaurantes e pratos típicos que costumam agradar o paladar dos brasileiros. O forte são os peixes e frutos do mar, mas é possível comer também carne de frango e porco em diversos pontos da cidade. A paella e as arepas não devem ser esquecidas. A Club Colombia (cerveja nacional) deve ser experimentada pelos amantes da cevada e o Coco Loco, conhecido como drink de Cartagena, pode embalar as noites de risada e diversão.

Veja também no Portal AVôVó:

Portugal, um dos melhores destinos do mundo

 

AnteriorPróximo
Claudio Mello
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *