Jardinagem

As flores do outono, a hibernação na natureza.

flores de outono

As águas de março fecham o verão e limpam o cenário para as transições.

Na nova estação, a natureza se modifica e nos convida à reflexão.

Que tal conhecer as flores de outono que podem te acompanhar nessa temporada?

A artista floral e decoradora de eventos Lou Albuquerque explica um pouco sobre o ritmo e a beleza da estação:

“No outono, acontece o que chamamos de hibernação na natureza.

As flores adaptam-se com o friozinho que acontece pela manhã e aquele sol fraco que normalmente acontece a tarde.

As flores outonais são resistentes e consistentes em suas cores, dando charme e alegria à decoração.”

Orquídeas

Existem duas espécies que destacamos para os dias mais frios.

A Cymbindium, que é uma orquídea exótica originária da Ásia e Oceania, tem aproximadamente 50 espécies.

Lou a recomenda pela ótima durabilidade e dá a dica: “Ela precisa de bastante luz durante o dia e de um lugar fresco à noite”.

Orquídeas para o outono.

O outro gênero de orquídea é a Cattleia, a mais popular do mundo.

“As regas para ela, como em todas as orquídeas, deve ocorrer quando o substrato estiver seco.

Apesar das flores não terem tanta durabilidade quanto a Cymbindium, após as flores caírem, você pode replantar e aguardar a nova florada”, ressalta a decoradora.

Tulipas

Originária da Ásia Central, as tulipas gostam do frio e são muito encontradas em países como Rússia e Holanda.

Pertencem à família Liliaceae, a mesma do lírio – é, na verdade, produzida por um conjunto de plantas, puras e híbridas, originárias de uma vasta região que abrange a Península Ibérica, o norte da África, passando pela Grécia e a Turquia e se estendendo até o leste da China.

A origem de seu nome está na palavra turca tülbend, que significa turbante, em alusão ao formato da flor.

A tulipa nasce a partir de bulbos e é típica de climas mais frios.

No Hemisfério Norte, onde se origina, seu plantio se dá tipicamente durante o outono e, após atravessar os rigores do inverno, a tulipa floresce durante a primavera de lá, que corresponde ao nosso outono.

No Brasil, as tulipas são tradicionalmente cultivadas na cidade de Holambra.

Tulipas Flores de outono.

Sobre essa flor, Lou explica que o desenho das pétalas dá charme e delicadeza aos ambientes.

Apesar disso, sua floração e durabilidade são curtas “Mesmo plantadas adequadamente, as flores terão um bom aspecto por, no máximo, sete dias. Mas vale a pena admirar a sua beleza”.

Lírio-da-paz

A espécie veio da Colômbia e Venezuela, representando a paz na simbologia das flores.

A decoradora Lou nos explicou que sua manutenção é relativamente fácil, já que em ambientes internos ela já fica bem perto de uma janela que receba sol matinal.

Lírio-da-paz como cuidar.

“Você pode colocá-lo perto de uma janela que tenha sol de manhã. Nada de excessos para o lírio: não pode ser muito frio nem muito calor e nem ser regado em excesso.
O equilíbrio funciona.

Outra dica é cortar com uma tesoura as folhas murchas.

Assim, você impede que a planta se desgaste e canalize sua energia nas folhas novas”, aconselha.

Gérbera

Entre as flores de outono mais apaixonantes está a Gérbera com seu jeitinho campestre.

Fica linda em arranjo com várias unidades da mesma cor ou em combinações muito coloridas.

Suas pétalas vibrantes dão energia aos ambientes.

Flores Gérbera em casa.

As flores podem durar de duas a cinco semanas se estiverem plantadas, dependendo dos cuidados.

Para ela, a decoradora indica: “Retire as folhas conforme forem murchando.

É um jeito simples de deixar a planta com aparência saudável”.

Bela-emília

É muito usada por paisagistas por conta da sua graciosidade e capacidade de crescer até 3 metros de altura.

Lou nos conta que seus arbustos passam quase todo o ano cobertos por pequenas flores azuis e que ela deve ser cultivada em solo fértil: “Ela fica bem com sol pleno ou parcial e precisa de uma ótima drenagem de água”.

Bela-emília flor azul.

O conselho final é manter o solo úmido enquanto as raízes estiverem em tempo de fixação, pois ela possui uma intolerância razoável a seca.

Depois que as raízes se estabelecem, a Bela-emília é capaz de viver com poucas regas.

Jasmim do cabo

É conhecida como gardênia, aquele arbusto perfumado e envolvente.

Original da China, pode ser cultivada em qualquer condição climática.

Branca e cheia de pétalas, é uma linda opção para encantar o jardim da sua casa durante os dias de outono.

Não é muito indicada para pessoas alérgicas.

"Jasmim

“E se, de um lado, é no outono que a paisagem adquire tons terrosos recheados de folhas já secas pelo chão, de outro, há diversas flores que escolhem justamente esta estação para desabrochar.

É sobre elas que falaremos um pouco.

Ao final da explicações, escolhemos diversas fotos do Pinterest para relembrar ou mostrar à você VôVó, como elas são lindas.

A visão bate palmas e o coração transborda de alegria ao vê-las.

Por que não tê-las em casa?

Azaléia

Resultado de imagem para azaleá

Para começar, vamos falar da Azaléia, que chega carregada de flores a partir de abril.

A Azaléia é uma planta tipicamente asiática, e é bastante encontrada em países como China e Japão.

Seu nome científico é Rhododendron simsii e sua floração ocorre predominantemente nos meses mais frios do ano, época em que, tradicionalmente, temos menos espécies floridas.

O outono é a época ideal para o plantio da Azaléia, cuja floração ocorrerá de agora até o inverno.

Bastante resistente e passível de ser cultivada tanto em vasos como em jardins, ela prefere climas amenos, porém com bastante exposição à luz solar, preferencialmente direta.

As regas não precisam ser muito frequentes, podendo ocorrer a cada dois ou três dias, dependendo das condições climáticas.

Dedo de Anjo

Resultado de imagem para dedo de anjo

Mais outonal impossível.

Flor exótica de colorido vibrante, o Dedo de Anjo é produzido pela planta Jatropha podagrica, originária da América Central.

Ele possui um caule dilatado que lhe confere uma aparência única e serve como reserva de água para os períodos de seca.

Ele é conhecido como planta coral, devido ao intenso tom vermelho-alaranjado de suas flores, embora também exista uma variedade amarela.

Como flor de corte, pode ser desidratado e colorido artificialmente, razão pela qual é possível encontrá-lo em uma infinidade de cores nessa versão.

Notem, contudo, que todas as partes da planta Jatropha  – que produz o Dedo de Anjo – são tóxicas e podem causar danos à saúde de humanos e pequenos animais.

Portanto, muito cuidado se você tem crianças e pets em casa.

Cattleya

Resultado de imagem para Cattleya

Não poderíamos deixar de incluir uma bela orquídea de outono em nossa seleção de hoje, não é mesmo?

Pois bem, são as belíssimas Cattleyas – puras ou híbridas – as orquídeas que predominam na estação.

Dentre as mais típicas está a Cattleya labiata, famosa por sua bela e perfumada floração, que tradicionalmente ocorre na época da quaresma.

Outra orquídea muito admirada e que começa a florescer no outono é a Cattleya walkeriana.

A orquídea Cattleya e seus híbridos são ideais para compor arranjos florais plantados, além disso, elas ficam magníficas – e se desenvolvem muito bem – em áreas externas bem iluminadas, porém sem exposição ao sol direto, como pergolados e orquidários.

Regas ocasionais são mais que suficientes para a Cattleya. Basta observar quando o substrato está seco.

Quando bem cultivada, ela pode florescer até mais de uma vez por ano.

Flor de Maio

Resultado de imagem para flor de maio

A Flor de Maio pertente à família Cactaceae, sendo portanto parente dos cactos e das suculentas.

Seu nome científico é Schlumbergera truncata. Por florescer durante o outono no Hemisfério Sul, a Flor de Maio também é conhecida como Cacto da Páscoa.

No Hemisfério Norte, por sua vez, esta planta é chamada de Flor de Natal.

Trata-se de uma flor de vaso, própria para a área externa e que aprecia locais bem iluminados, porém sem sol direto.

Devido à sua capacidade de reter água em suas folhas e caules, a Flor de Maio não precisa ser regada com frequência.

Perpétua

Resultado de imagem para perpétua flor

Originária da América Central, ocorrendo predominantemente na Guatemala e no Panamá, a Perpétua pertence à família Amaranthaceae, a mesma do Amaranto.

Por este motivo, também é conhecida como Amaranto Globoso.

Seu nome científico é Gomphrena globosa, fazendo referência ao aspecto esférico de sua bela inflorescência.

A Perpétua original produz flores roxas, mas existem atualmente diversos híbridos com cores variadas.

Trata-se de uma flor bastante versátil, podendo ornamentar jardins e ser usada em arranjos florais, geralmente como flor desidratada.

Veja a nossa seleção das flores de Outono. 

São 50 fotos. Esperamos que você goste !

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

flores de outono no AVôVó

 

fontes: westiwing e vamosreceber

Veja também no Portal AVôVó:

A história das orquídeas

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *