Lazer & Entretenimento

Amour, um filme com uma história que emociona

filme indicado AVôVó para idosos - Amour

Amour: existem muitas maneiras de apresentar uma história amorosa.

O amor sempre nos surpreende e isso sempre será ponto de reflexão.

A terceira idade ama muito e esse é o tema central do longa.

O idioma falado nessa obra é o francês.

Nas muitas facetas que o amor pode oferecer, a envelhecida foi a escolhida pelo filme Amour, mas isso não significa que se trate de uma história frágil ou pouco afetuosa.

Resultado de imagem para filme amour

A obra cinematográfica, que venceu na categoria de Melhor Filme Estrangeiro dos Óscares de 2012, conta a história de um casal – ambos com mais de oitenta anos – que tem o companheirismo testado por uma doença.

O diretor austríaco Michael Haneke é o responsável pela coordenação, além disso o trabalho conta com Emmanuelle Riva, Jean-Louis Trintignant e Isabelle Huppert nos personagens principais.

Através da história dos protagonistas, o roteiro nos faz refletir sobre a fragilidade humana e suas consequências, por sua vez, nos faz questionar sobre quais são os limites da dignidade.

A principal reflexão gira em torno da vida, afinal, estar vivo significa estar respirando?

No entanto, os questionamentos são possuem um clímax essencial, pois tudo se apresenta de maneira intrínseca a existência de Anne e Georges, um casal de antigos professores de música que vive sozinho num apartamento em Paris.

Depois de alguns sinais típicos da velhice, tudo começa quando a esposa sofre um enfarte durante o pequeno-almoço.

Lentamente, a doença vai-se apoderando das capacidades de Anne: primeiro as físicas e depois as mentais.

Resultado de imagem para filme amour

Durante a espiral de declínio, Georges mantém-se sempre ao lado esposa que, ainda lúcida, faz questão de reter a dignidade que lhe vai sobrando.

As dificuldades de uma doença serão retratadas constantemente por Anne, lutando com as mudanças de deixar de ser independente, mas também contra os problemas associados.

A noção de que é um peso para o marido é negada pelo próprio – sempre relembramos as dificuldades e os momentos desgastantes vividos pelo cuidador, que apesar de nunca o afirmar diretamente, percebe dia após dia que também sofre mais com o passar do tempo.

Este é um filme que fala mais nas cenas silenciosas do que naquelas com mais diálogos, Amour é capaz de mostrar uma cumplicidade que será seguramente recordada.

O nosso portal sempre exalta as relações humanas, mas, como todos sabemos, se relacionar não significa sorrir o tempo todo.

Resultado de imagem para filme amour

Os conflitos existem e muitas vezes são extremamente complexos.

Por exemplo, Eva – a filha –  vive com o marido e os filhos na Grã-Bretanha e possui muitos desentendimentos em relação à doença da mãe:

Eva quer que a mãe vá para um local onde possa ter cuidados especializados – uma casa de repouso – , enquanto Georges pretende manter a promessa que fez a Anne e continuar a tomar conta dela em casa.

O que irá acontecer? Bom filme!

Veja o trailler.

Veja também no Portal AVôVó:

Filmes com os avós, literalmente

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *