Dicas de Alimentação

Água natural versus água com gás: qual a melhor?

água natural versus água com gás

Não podemos confundir preferencia com falta de benefícios. Falamos isso, pois, como muitas outras coisas, a água com gás sofre algumas críticas e acusações injustas.

Pessoal, tudo bem? Vamos entender a diferença de beber água com gás ou água natural.


Primeiro ponto muito importante:

água natural versus água com gás

Não existe diferença significativa! Isso mesmo, ela faz tão bem para a saúde quanto a água natural, pois além de hidratar, contém os mesmos micronutrientes que a água natural, sendo diferenciada pela adição do CO2, que é um gás inerte, eliminado do corpo a seguir a ingestão.

Ele apenas confere a presença de bolhinhas e um sabor mais ácido, isso só deve ser pontuado por uma questão de preferência no paladar.

No entanto, a critica deve acontecer para as marcas que adicionam substâncias, sabores e adoçantes artificiais extras que acabam diminuindo o efeito saudável da hidratação natural.

Fazemos votos para que vocês sempre leiam os rótulos do produtos e verifiquem as características de cada produto.

Não é possível certificar a qualidade de um produto sem essa precaução.

A água com gás simples, sem aditivos é a que tem todos os benefícios da hidratação, sendo muitas vezes de grande ajuda a quem não consegue beber muita água sem gás.

Os benefícios:

água natural versus água com gás

Hidratar o corpo:

A água com gás hidrata igual a outra e tem os mesmo nutrientes.

Além disto, a adição do dióxido de carbono não é um problema para a saúde porque o corpo absorve e elimina este gás naturalmente.

Nutrientes:

A água mineral, tanto com ou sem gás, é rica em nutrientes como cálcio, potássio e magnésio.

No entanto, algumas maracas adicionam sódio na receita e isso faz mal. Fiquem atentos!

Ajudar a emagrecer:

O gás presente na água gaseificada aumenta a sensação de saciedade, o que pode ajudar a comer menos.

Além disso, a água com gás não tem calorias e, por isto, pode ser consumida à vontade.

Melhorar o paladar:

A água com gás deixa as papilas gustativas mais sensíveis ao sabor do alimentos, podendo acentuar o seu sabor, sendo, portanto, uma ótima opção antes de apreciar um café ou uma taça de vinho, por exemplo.

Pode substituir o refrigerante:

Além de ser tomada na sua versão natural, a água com gás pode ser uma forma saudável de substituir o refrigerante, através da sua aromatização.

Você pode utilizar limão, raspas de laranja, hortelã e gengibre para encontrar um paladar que te agrade mais.

Contra os péssimos comerciantes:

Não são a maioria, mas existem comerciantes que adulteram os lacres de garrafas de água.

Na hora de repor, eles não se preocupam com a qualidade da água reposta, trazendo muitos prejuízos. A

água com gás é a solução para evitar esses golpes, pois não há como substituir o gás.

Mitos sobre os prejuízos que pode causar!

água natural versus água com gás

As pessoas costumam confundir água com gás e refrigerantes.

Primeira coisa que devemos entender é: não são a mesma coisa.

Entenda sobre alguns mitos e ditos populares!

Proibida para as gravidas:

Mentira. Isso não é verdade e pode ser consumida normalmente neste período.

No entanto, a sensação de estômago cheio é maior na gravidez e isso pode aumentar a sensibilidade.

Nada de celulite:

Isso só é possível com o consumo de bebidas ricas em açúcar, como refrigerantes e sucos de caixinha.

Não prejudica os dentes:

Isso não é verdade.

Inclusive, na comparação com refrigerantes e suco de limão, a água com gás tem menor quantidade de ácido.

Assim, para causar mal aos dentes, a água com gás precisaria ficar muitas horas em contato com os dentes, o que não acontece.

Não reduz o cálcio:

Água natural versus água com gás

Não reduz o cálcio já existente no organismo e não prejudica a absorção.

Isto pode acontecer ao tomar refrigerante em excesso, principalmente porque, com o consumo em excesso desta bebida, outras fontes de minerais são deixadas de lado.

Além disto, no refrigerante, o excesso de cafeína e ação do ácido fosfórico pode diminuir a densidade mineral óssea.

Sem malefícios aos rins:

Muito pelo contrário.

O consumo traz benefícios, assim como a água natural, pois são essenciais para que eles funcionem de uma forma melhor e o corpo esteja hidratado.

Existe momento para não beber?

  • Evitar marcas que adicionam sabor artificial, açúcar, adoçante, sódio e outros conservantes.
  • Caso só tenham elas como opção, esse é um bom momento para evitar a água com gás;
  • As crianças devem ter preferencia por água natural. Isso não tem nada a ver com algum possível prejuízo, mas todos devem concordar que é melhor eles se acostumarem com a água natural primeiro;
  • Não confunda água com gás com refrigerantes gaseificados. São coisas muito distintas e, como vimos, apenas a água gera benefícios para a saúde;

Não perca nenhum conteúdo do Portal Avôvó! Informe seus dados e receba atualizações por e-mail.



Os idosos precisam se hidratar.

A terceira idade é uma etapa maravilhosa que mostra a importância da experiencia para entender a vida, mas carrega a falta de sensibilidade nas papilas gustativas e, como resultado, a falta de vontade de beber água.

Normalmente, a quantidade necessária de água por dia, com ou sem gás, é de cerca de 2 litros, ou 8 copos, mas isto pode variar de acordo com o peso da pessoa, se faz atividade física ou sua em excesso, e com a presença de algumas doenças, como insuficiência renal ou insuficiência cardíaca.

Fique hidratada(o), e se cuide!

Veja também no Portal AVôVó:

Como ficar hidratada mesmo sem beber muita água?

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *