Utilidades

Aconteceu uma emergência, você está preparada (o)?

o que é uma emergência?

O que é uma emergência?

 A sua vida pode estar em jogo. Não saber o que fazer ou quem chamar pode significar uma catástrofe. Esteja preparado e enfrente a emergência de forma bem-sucedida coisas que são mais comuns do que parecem.

A cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Somos extremamente preocupados com a roupa que iremos usar nos eventos sociais – casamentos, aniversários e festas em geral -, mas nem sempre tomamos as precauções necessárias caso algum aconteça conosco ou um familiar. Como assim? O momento mais importante da sua vida pode estar ligado ao drama de esperar por ajuda. Um acidente cardiovascular, alguma hemorragia e, até mesmo, uma fratura. Você sabe quais são as medidas necessárias para aplicar os primeiros socorros, o passo a passo? A única opção para chamar o transporte adequado é o sistema disponibilizado pelo Estado?

Não queremos assustar ninguém, mas devemos começar a nos preocupar com quais atitudes devem ser tomadas em situações especificas. A matéria abaixo faz esclarecimentos e pontua basicamente quais são as medidas necessárias em alguns momentos. Entenda a diferença entre emergência e urgência, exemplos mais frequentes e o passo a passo. O Avôvó lembra que cada caso é um caso e o atendimento eficaz é a melhor precaução.

o que é uma emergência?

Qual a diferença entre urgência e emergência?

A diferença entre uma emergência e uma urgência se caracteriza, entre outras coisas, basicamente pelo tempo que o paciente pode esperar. A emergência é uma ameaça imediata para o bem-estar – a pessoa não pode ficar esperando por muito tem, pois isso pode significar problemas graves- , enquanto a urgência é uma ameaça em um futuro próximo que pode vir a se tornar uma emergência se não for solucionada – o tempo de espera pode ser um pouco maior, mas em um espaço limítrofe até transformar-se em emergência. Na emergência, o aparecimento é súbito e imprevisto, exigindo solução imediata, e na urgência não, porém a solução deve ser em curto prazo. Parece simples, mas pode causar dúvidas.

EmergênciaUrgência
O que é?A emergência é considerada uma situação em que a vida ou a saúde enfrentam uma ameaça imediata.Na urgência não há risco imediato de vida, porém pode se transformar em uma emergência se não for solucionada rapidamente.
AparecimentoDe forma súbita e imprevista.Pode haver previsão.
SoluçãoDeve ser imediata.Deve ser em curto prazo.
ExemplosHemorragias, parada respiratória e parada cardíaca.Luxações, torções, fraturas (dependendo da gravidade) e dengue.

Emergência

o que é uma emergência?

A emergência é considerada uma situação em que a vida, a saúde e o local enfrentam uma ameaça imediata. Em emergências, devem ser tomadas medidas súbitas, para evitar que a situação se agrave. A definição de emergência varia de acordo com as entidades que respondem às emergências, como bombeiros, ou pronto-socorro em hospitais. O governo é responsável por estabelecer os padrões, pois são eles que gerenciam as emergências. No entanto, no que diz respeito aos casos domésticos – vivenciados em casa – o governo nem sempre tem a agilidade necessária. O atendimento deve ser especializado e eficaz. Estamos falando do meio de transporte adequado na hora da emergência, a ambulância. A chegada rápida e com aparelhos de última geração e bom atendimento podem mudar o resultado e certamente aumentando as probabilidades de garantir o prolongamento da vida.

– Exemplos de emergência: Hemorragias, parada respiratória e parada cardíaca.

  • Hemorragia:

A hemorragia pode ser definida como uma saída de sangue dos vasos sanguíneos e do coração. Suas causas podem ser as mais variadas, sendo que podemos destacar como principais os fatores intrínsecos ou deficiência nos fatores de coagulação – seja qual for o motivo, como a diabetes por exemplo. Além das questões externas ao nosso corpo, tais como traumas ocasionados por acidentes. Uma hemorragia com muita perda de sangue não devidamente tratada pode levar a vítima a um estado de choque e, posteriormente, a óbito. Já em casos de hemorragias de menor proporção, pode ocasionar um quadro de anemia.

O que fazer em casos de hemorragia?

  • É necessário manter a calma diante da situação, passando à vítima confiança;
  • Deite a pessoa em posição horizontal, pois facilita a circulação sanguínea entre o coração e o cérebro;
  • Aplique sobre o ferimento uma compressa com gaze, ou um pano limpo, fazendo uma pressão firme sobre o local com uma ou com as duas mãos, ou mesmo com um dedo, dependendo do tamanho e do local do ferimento;
  • Chame uma ambulância com rapidez e preparo;
  • Parada respiratória

O quadro de parada respiratória exige da parte do socorrista uma agilidade e uma percepção apurada, pois deve ser realizado o procedimento para a recuperação o mais rápido e precisa possível. Os primeiros sinais identificáveis do indivíduo com parada respiratória são a ausência de movimentos torácicos, coloração roxo nos lábios e ausência de sons da respiração quando se aproxima o ouvido ao nariz e à boca da vítima.

O que fazer em caso de parada respiratória?

  • Colocar a pessoa deitada sobre uma superfície firme com as roupas afrouxadas e com o queixo inclinado, aplicar a técnica de respiração artificial – vale a pena pesquisar sobre o assunto;
  • Deve-se manter o procedimento até que a vítima recobre por si própria a respiração. É importante mantê-la pessoa aquecida e livre de objetos ou resíduos que obstruam as vias aéreas;
  • Chame uma ambulância com rapidez e preparo;
  • Parada cardíaca

Caracteriza-se pela falta de movimento no coração, por alguma razão o músculo cardíaco deixa de receber oxigênio em quantidade suficiente para conseguir bombear o sangue e, assim, para a sua função. Geralmente, é causada por choques elétricos, afogamentos, reações alérgicas graves, pancadas fortes, sufocamento e problemas ocasionados pela alimentação inadequada. É necessário atentar para sinais como: ausência de pulso, palidez acentuada e inconsciência.

O que fazer nos casos de Parada Cardíaca?

  • No caso de uma parada cardíaca ou cardiorrespiratória, por serem de extrema gravidade, não é possível esperar a chegada de um médico para se iniciar o procedimento de primeiros socorros;
  • Deve ser aplicada a técnica de reanimação, que alia a massagem cardíaca e a respiração artificial, até que se note a recuperação da pessoa, ou até que chegue um atendimento médico especializado;
  • Chame uma ambulância com rapidez e preparo;

Urgência

o que é uma emergência?

A urgência é um estado em que não há risco imediato à vida, à saúde e ao local, mas, se não for atendida num determinado período, a situação pode se transformar em uma emergência. Os padrões de urgência também são estabelecidos pelo governo e pelas entidades governamentais que cuidam deles. A definição de urgência é diferente para profissionais de medicina, para pilotos ou outros profissionais.

– Exemplo de urgência: fraturas (dependendo da gravidade).

  • Fraturas

O esqueleto humano, vulgarmente falando, é a base mecânica e de sustentação de todo o corpo. Quando um osso do esqueleto é rompido, deslocado ou trincado, causando a descontinuidade total, ou parcial deste mesmo, identificamos o que chamamos de fratura. A fratura pode ser de natureza simples, ou seja, fechada, sem exposição do osso fraturado nem rompimento de pele; ou também de natureza exposta, ou seja, aberta, quando há um rompimento de pele e uma possível exposição do osso fraturado.

Os sintomas observados em um indivíduo que sofreu uma fratura, entre outros, são: dor aguda e inchaço no local da lesão; falta de força e impossibilidade total ou parcial de movimentar o membro ou região afetada; deformação ou encurtamento do membro fraturado; edema e/ou hematoma; exposição óssea ou rompimento da pele, no caso de fratura exposta.

O que fazer no caso de fraturas?

o que é uma emergência?

  • Deixar a área da fratura exposta, ou seja, tirar roupas que estejam apertando ou mesmo rasgá-las ou cortá-las;
  • Entorse possível, ministre algum analgésico para que a sensação de dor seja diminuída – não se esqueça de informar aos enfermeiros e médicos qual foi a medicação ministrada;
  • Pode-se tentar imobilizar a fratura, mas lembre-se que qualquer intervenção inadequada pode piorar a situação e trazer lesões irreversíveis;
  • Em casos de fratura exposta deve-se realizar um curativo cobrindo-o com gaze, ou pano limpo a fim de evitar uma possível hemorragia, e diminuir o rico de infecções da área exposta, e em seguida chamar uma ambulância;
  • No caso de entorses (rompimento de tendões ou ligamentos) e luxações que é quando o osso sofre um movimento brusco e desloca-se do seu lugar original, tentar não realizar movimentos, gelo no local e analgésicos – caso a dor seja muito forte;
  • Chame uma ambulância com rapidez e preparo;

O AVôVó foi entrevistar um médico especialista em atendimento as urgências e ele nos concedeu uma entrevista exclusiva para que você saiba sobre algumas emergências e como identificá-las, além disso o médico ressalta a importância do atendimento médico e eficaz.

Ele é o Dr. Ivan G. Lastebasse, da Dez Emergências, que é o responsável pela área técnica da empresa e que gerencia uma equipe treinada e preparada para atendimentos urgentes e emergenciais.

Veja o que o Dr. Ivan tem a nos dizer, clicando no vídeo abaixo:


O AVôVó quer participar e colaborar com a matéria. Para tanto, desenvolvemos o “Lembra Fácil” que poderá ser útil em casos emergenciais.

Ele tem um formato em pdf final de 10 cm largura x 15 cm de altura. Veja abaixo.

Faça a impressão de 4 a 6 unidades e coloque-os pela casa: na porta da geladeira, na cabeceira de sua cama, no banheiro,na sala de estar ou outros locais que julgar necessário. O importante é que tenha essa lista sempre perto de você, pois as emergências nós nunca saberemos quando ela irão ocorrer. Caso não saiba fazer a impressão, solicita a um amigo ou pessoas da família que realizem a impressão par ti.

Clique no arquivo “Lembra Fácil AVôVó” abaixo para receber o pdf gratuitamente.

Lembra Fácil AVôVó

Veja também no Portal AVôVó:

5 principais doenças cardíacas no idoso

 

 

AnteriorPróximo
Claudio Mello
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *