Saúde Mental

A cura através da fé e da espiritualidade. Será possível?

A cura através da fé e da espiritualidade: vamos entender primeiramente as definições:

Definição dos conceitos de espiritualidade e religiosidade:

bf 300x250

Espiritualidade envolve um conceito mais geral e não tem ligação com nenhum doutrina.

Enquanto a religiosidade está centrada na fé em uma religião.

Entenda! … Seja muçulmano, cristão, umbandista, budista ou hindu, todos possuem espiritualidade, mesmo que não participem de missas ou rituais.

De acordo com a etimologia, a palavra fé tem origem no Grego “pistia”, que remete a uma atitude de fidelidade.

A fé é um sentimento de crença em algo superior, implica uma postura contrária à dúvida e está intimamente ligada à confiança, pois ter fé significa ter esperança que a vida vai melhorar.

A fé é algo profundo, que transcende ao corpo, está ligada à disposição que cada pessoa tem em confiar em uma força superior e de cultivar esse digno sentimento.

A fé e a religião ligam o ser humano com as entidades para quem são atribuídas poderes sobrenaturais.

A religião é a soma de dogmas e ritos preconizados por um determinado grupo.

Mas a fé é a relação com algo mais intenso, não precisa estar ligada a nenhuma religião, porque ela é a prática da ética, da moral e da caridade que a pessoa revela através de sua crença.

A ciência tem provado que a fé atua em áreas cerebrais responsáveis pelas emoções, reforçando o sistema imunológico para prevenir as doenças.

Por isso, quando o paciente tem fé em seu tratamento médico produz reações em seu corpo capazes de minimizar dores e melhorar a resposta do sistema imunológico.

As pessoas que têm fé ainda buscam saídas ao seus traumas psíquicos, visto que as mudanças iniciam pelo processo mental.

Sabemos histórias de pessoas que foram diagnosticadas com doenças graves e, através de sua fé, ficaram serenas durante os tratamentos médicos, conquistando a cura das enfermidades.

maquiagem, pele e cabelo dos idosos

A conexão entre fé, espiritualidade e cura são conhecidas desde o início das civilizações antigas, como por exemplo os ensinamentos espirituais de Sócrates, Jesus e Buda, que foram decisivos para a concepção de um novo tipo de ser humano, responsável por suas escolhas e ações.

A ciência tinha decidido que a religião cuidava do espírito e a ciência, do corpo.

Mas hoje cremos, graças à sabedoria destes grandes mestres, que, além do corpo, temos a dimensão espiritual e podemos unir ambos para ajudar a medicina na cura das doenças.

A psicoterapia pode utilizar a fé e a espiritualidade como aliadas aos processos terapêuticos, uma vez que elas também ajudam a combater a depressão, abrandam os sentimentos de amargura e estresse, reduzem as doenças cardiovasculares, etc, melhorando a qualidade de vida das pessoas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) tem realizado investigações sobre os fenômenos da fé e da espiritualidade, como conceitos multidimensionais de saúde, considerando que a fé e a espiritualidade, junto às dimensões corporais, psíquicas e sociais são vitais aos processos de melhora e cura das doenças.

A crença e a fé na cura.

Inteligência emocional na terceira idade

Existe um movimento, cada dia mais forte, que prevê a incorporação de cuidados com a espiritualidade nos tratamentos convencionais.

O trabalho está sustentado na premissa que cuidar desse aspecto da vida traz benefícios importantes para a saúde.

A ciência começa a entender que encarar uma doença grave muda nossa relação com o Universo.

Ao mesmo tempo, nossa relação com o Universo muda a maneira como encaramos a enfermidade.

Um suporte espiritual pode trazer significado, propósito e superação do sofrimento.

A maioria dos hospitais tentam medir o tamanho do desconforto físico dos pacientes.

A técnica consiste em utilizar um quadro com escalas que indicam o nível de sofrimento.

O hospital americano NewYork-Presbyterian está adotando a mesma estratégia, mas sem a intenção de medir os problemas ligados a matéria.

Eles querem saber o estado espiritual do paciente.

A técnica para medir é muito semelhante ao método físico, utilizando um cartão com opções para indicar o quão alto é o sofrimento e o tipo de auxílio que eles desejam.

Os pacientes na UTI da instituição têm dificuldades na comunicação e o novo método surgiu como opção para demonstrar as sensações.

Acontece no Brasil?

a espiritualidade e a fé

O foco do trabalho é ajudar intensivistas, selecionando os pacientes que estão conscientes, mas impossibilitados de falar por uso da ventilação mecânica.

O cartaz representa para os pacientes um tremendo alívio, recebendo uma prece ou visitas de familiares.

Pesquisas realizadas recentemente demonstram que os pacientes submetidos ao novo método tiveram menos ansiedade, cerca de 30%.

O fato do médico perguntar sobre questões pessoais e espirituais faz com que as pessoas se sintam mais à vontade, deixando a tensão de lado e confiando mais no doutor.

Aqui no Brasil, o hospital Paulistano aplica uma técnica semelhante está colhendo resultados positivos com os mais diversos pacientes.

Cerca de 81% dos submetidos ao novo “tratamento” disseram que a assistência tornou a hospitalização menos sofrida.

É possível realizar esse trabalho com ateus?

Sim, demonstrando muito respeito e tentando enxergar o universo ou no que ele acredita.

Pacientes com câncer e alguns em estado terminal afirmaram haver benefícios no auxilio espiritual.

Inteligência emocional na terceira idade

Diminuição da ansiedade e maior contato com familiares, além de muitos outros benefícios que a ciência do impacto positivo tem para a saúde dos pacientes.

Do ponto de vista neurobiológico, sabe-se que há efeitos sobre substâncias associadas ao bem-estar, como a serotonina e a endorfina, resultando principalmente na redução da depressão e da ansiedade.

A espiritualidade é muito importante na vida de todos, deixando de lado questões religiosas.

Mesmo aqueles que não tem nenhuma crença podem acreditar na força do Universo e deixar as experiencias positivas transbordarem na sua vida.

Essa pesquisa sobre tratamentos ligados aos pontos espirituais é um bom exemplo.

Alimente sua fé e os problemas morrerão de fome.

Quais são os principais benefícios da espiritualidade?

– Menores índices de depressão;

– Maior resistência à dor;

– Maior aderência ao tratamento;

– Maior comprometimento com hábitos saudáveis.

O AVôVô sempre acredita na fé e na esperança das pessoas, sabendo que para que tenhamos um futuro melhor, devemos pensar sempre nas atitudes do presente, levando-se em consideração a espiritualidade e crença de cada ser humano.

fontes consultadas: Psicologias do Brasil

Veja também no Portal AVôVó:

O auge da felicidade é na terceira idade, diz estudo

 

 

AnteriorPróximo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *