Decoração & Jardinagem, Física

Como deve ser a casa do idoso

casa idosos cuidados

Com o crescimento expressivo do número de idosos no Brasil, o número de pessoas da terceira idade responsáveis pelos domicílios só aumenta: são 63% dos quase 15 milhões de pessoas com 60 anos ou mais de idade, de acordo com o último perfil dos idosos responsáveis pelos domicílios, do IBGE. Para alguns idosos, viver sozinho configura um verdadeiro desafio, principalmente para os que têm funções debilitadas, como a locomoção. Evitar comportamentos de risco, como subir em banquinhos ou cadeiras e manter o caminho da casa livre para circulação podem evitar acidentes domésticos que, segundo a enfermeira especialista em cuidados com idosos, Larissa Cavalcanti, são uma das maiores causa de internação hospitalar nessa faixa de idade.

Confira abaixo alguns cuidados para deixar os idosos longe do perigo em casa:

exercícios coordenação

1) Evite manter muitos móveis em casa, além de objetos espalhados pelo chão, atrapalhando a passagem. Quanto mais obstáculos, maior a probabilidade de colisões.

2) Tapetes e carpetes mal adaptados e má iluminação podem ser um perigo. Ao levantar durante a noite para ir ao banheiro, o idoso pode escorregar e cair. O mesmo vale para pisos escorregadios e chinelos ou sapatos em más condições.

3) Camas e sofás muito baixos fazem com que o idoso se esforce para agachar, forçando as articulações e coluna. O ideal é que os espaços e móveis sejam adaptados de acordo com a necessidade de cada um.

4) Adaptar a casa é um bom caminho para evitar contratempos. Corrimão em banheiros e pisos emborrachados ajudam a evitar quedas. O material dos objetos de apoio deve ser de qualidade. Isso evita que ele parta ou solte na hora em que o idoso estiver se apoiando.

5) Nas escadas e degraus é fundamental que haja fita adesiva colorida e antiderrapante e utilizar as escadas com a luz acesa.

6) Outro fator importante é a medicação. O gerenciamento via oral pode ser feito em casa, mas deve ser baseado na prescrição médica. Injeções e outros recursos médicos precisam ser dosados por pessoal especializado.

7) Quando a família não pode cuidar do parente idoso, o ideal é que um cuidador especializado e com curso técnico nas áreas de saúde – enfermagem, nutrição ou fisioterapia – sejam requisitos. Existe uma série de empresas de cuidadores especializados que podem ser consultados. Outra dica é pedir indicação de profissionais confiáveis a amigos que a já solicitaram esse tipo de serviço. Isso costuma dar mais confiança aos familiares.

exercícios coordenação

Mesmo que as dicas sejam seguidas à risca, isso não garante que um acidente não aconteça. Caso o idoso caia ou seja lesionado, um dos primeiros cuidados é acalmá-lo, verificar se há sangramentos ou lesões e em seguida acionar uma ambulância através do 192. De acordo a enfermeira Larissa, esse tipo de ocorrência é a porta de entrada para outras enfermidades – uma lesão na bacia pode gerar complicações na coluna, por exemplo. Em alguns casos, a queda pode gerar complicação do quadro, por isso é necessário evitar se expor à riscos.

Apesar dos cuidados, é importante ter em mente que a assistência familiar ou profissional deve complementar o cotidiano dos mais velhos e não impedi-los de sair da cama. Albaflora Cavalcanti, de 68 anos, se locomove com dificuldade, mas não abre mão da independência. Ela diz que gosta de fazer atividades domésticas sozinha, dentro das suas limitações. Como ela, muitos se realizam com o fato de poder realizar afazeres, mesmo os mais simples. “Tudo o que é relacionado à parte doméstica eu faço. Caminho quando estou mais disposta e me considero bastante ativa”, disse Flora.

Veja também no Portal AVôVó:

https://www.avovo.com.br/veja-qual-o-melhor-colchao-para-idosos/

 

 

AnteriorPróximo
Claudio Mello
O Avôvó é um portal colaborativo criado especialmente e inteiramente dedicado a um público cada vez mais conectado: a terceira idade. Aqui, não só o idoso se sente em casa. Nosso objetivo é também levar conteúdo relevante para familiares, amigos e profissionais que cuidam dessas gerações que chegam à melhor idade redefinindo conceitos e com cada vez mais interatividade e independência, mostrando que idade é só um número.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *