1. O hotel deve ser pet-friendly

Para viajar com os nossos companheiros de estimação

Um bom hotel para a Terceira Idade tem que ser “bom para cachorro” – no chique jargão usado ultimamente, “pet-friendly”. O local deve oferecer água fresca para nossos amiguinhos, além de uma cama especial no quarto do hóspede, local para brincadeiras e um cardápio específico – e saboroso – para o pet. Neste sentido, um petisco também é uma boa ideia!

Pousada Pé na Terra Brotas SP

Pousada Pé na Terra, que fica em Brotas, a 3 horas de São Paulo, não só aceita como também adora cachorrinhos. Em meio à natureza exuberante do destino, eles oferecem pacotes para idosos, dos mais tranquilos àqueles mais radicais. Localizada a apenas 800m do centrinho de Brotas, a pousada se destaca com café da manhã ao ar livre, fogueira à noite e restaurante com comida fresquinha de fazenda.

2. O hotel deve ter acessibilidade

Para evitarmos sufoco na hora de se locomover

A acessibilidade é outro ponto muitíssimo importante: como disse antes, somos jovens de espírito, mas o corpo pesa com a idade. E para oferecer um conforto semelhante ao que encontramos em nossos lares, o hotel precisa ter uma acessibilidade de respeito, com os itens abaixo:

  • Corrimões e barras de apoio nos quartos e banheiros.
  • Assentos elevados nos toaletes.
  • Elevador e rampas de acesso.
  • Equipe médica (ou ambulatório) disponível.
  • Cadeira de rodas, andador ou bengala – para casos de necessidade.

Termas de Jurema Eco Resort Iretama PR

Termas de Jurema Eco Resort, em Iretama (PR), cobre todos os pontos no quesito acessibilidade. Além disso, a maioria dos quartos fica no térreo, e a equipe de reservas sempre faz o possível para acomodar idosos por ali. Famoso por suas águas termais, o resort conta com quatro piscinas quentes e frias – duas cobertas e duas ao ar livre. E por receber diversos grupos de idosos, o resort prepara programação recreativa específica para este público, com passeios, brincadeiras, teatro, cinema e até baile à noite!

3. O hotel deve ter um “espaço sênior digital”

Para termos contato fácil com a nossa família

Em tempos de alta tecnologia, acredito que um bom hotel para a Terceira Idade tem que ter um espaço sênior digital com acesso à internet. É também muito importante que o local conte com monitores que possam ajudar o idoso a se comunicar com seus familiares pelo Skype, Whatsapp ou qualquer outra ferramenta. E se o monitor for bacana, pode até dar dicas de como fazer uma boa “selfie” e publicar nas redes sociais, registrando assim que o idoso está curtindo bastante as férias.

Salinas Maceió Alagoas

Não é raro encontrar comentários de hóspedes do resort all-inclusive Salinas Maceió sobre o bom humor e sorriso no rosto dos funcionários. Localizado na capital alagoana, a apenas uma hora do aeroporto, o resort fica quase dentro da praia. Todas as refeições, atividades e bebidas são inclusas no valor da hospedagem – um luxo. Com todo este cenário paradisíaco e uma equipe mais do que simpática, é o resort ideal para aprender a tirar as melhores “selfies” e mostrar para a família que está numa boa.

4. O hotel deve ter atendimento carinhoso

Para nos sentirmos bem recebidos e em casa

A receptividade e o atendimento à nossa turma, devem ser especiais: com menos formalidade, mais carinho e atenção, transmitindo a sensação do aconchego do nosso lar.

O Cláudio Mello, do portal Avovó, é ainda mais específico: “os idosos gostam de ser chamados pelos seus nomes e com delicadeza. Um sorriso e um abraço fazem a diferença, pois um bom tratamento aumenta a possibilidade de retorno ao hotel e de referência aos amigos”.

Hotel Ritta Höppner Gramado RS

Em termos de atendimento, o premiadíssimo Hotel Rita Höppner, em Gramado (RS), é campeão. Vencedor nas categorias 4 estrelas e Melhor Quarto do trivago Awards, o hotel conquista os hóspedes na forma de tratá-los no dia a dia. Em uma rápida lida em relatos, vemos frases como “os funcionários claramente gostam do que fazem” ou “você se sente um verdadeiro rei”. Fica a 1 km do centro de Gramado em uma belíssima região onde relaxar é lei – ótimo para idosos.

5. O hotel deve ter descontos para grupos

Para incentivar que levemos junto nossos amigos

Sabendo da disponibilidade de tempo que temos para viajar durante a semana, um bom hotel para a Terceira Idade deve ter preços promocionais para grupos de idosos de segunda à sexta-feira, pois viajar em grupo é maravilhoso e divertido! Esses grupos de idosos podem optar por várias atividades: canto, ginástica, dança de salão, jogos de baralho… e todas essas atividades podem oferecer descontos para incentivar os grupos a participarem.

Vila Galé Eco Resort Angra RJ

Vila Galé Eco Resort de Angra, em Angra dos Reis (RJ), oferece um cardápio de atividades para grupos de Terceira Idade – a partir de 15 apartamentos. Basta reservar pelo trivago e ligar para o setor de reservas do hotel para confirmar que está em grupo. Dentre as opções de atividades estão karaokê, música ao vivo, caminhadas, bares temáticos e brincadeiras na piscina. E para quem vem da capital carioca, o hotel indica uma empresa parceira, a Angra Way, para traslado – uma viagem de duas horas e meia.

O AVôVó, sempre diz e assume: tratem bem os idosos com educação, carinho e muita delicadeza. Tenham suas dependências de conformidade com as exigências e necessidades dos idosos, pois desta maneira poderemos viajar com tranquilidade e toda segurança quando estivermos em suas dependências.

Hotéis devem tratar bem os idosos

Veja também no Portal AVôVó:

Viajar em grupo, solução e diversão para a terceira idade